Holanda e Grécia realizam amistoso antes de iniciar trajetórias nas Eliminatórias

De olho no começo das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia, a Oranje de Danny Blind vem passando por grande renovação e terá equipe com muitos jovens diante dos gregos

Holanda e Grécia realizam amistoso antes de iniciar trajetórias nas Eliminatórias
Fotomontagem: VAVEL
Holanda
Grécia
Holanda: Cillessen; Veltman, Bruma, Blind, Willems; Strootman, Sneijder, Wijnaldum; Promes, Janssen e Berghuis.
Grécia: Karnezis; Torosidis, Manolas, Papastathopoulos, Stafylidis; Maniatis, Tziolis, Samaris, Cholebas; Karelis e Mitroglou.
INCIDENCIAS: Partida amistosa, a ser jogada no Phillips Stadion.

Na tarde desta quinta-feira (1º), a Holanda recebe a Grécia no Phillips Stadion, na cidade de Eindhoven, em partida amistosa de preparação para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. No histórico de confrontos, as seleções já se enfrentaram oito vezes e a Oranje leva ampla vantagem, tendo sete vitórias e apenas um empate.

Apesar dos bons resultados nos últimos amistosos com três vitórias e um empate, a Oranje ainda se preocupa com problemas dentro da própria comissão técnica, com as saídas de Marco van Basten, para trabalhar na FIFA, e de Bert van Oostveen, que anunciou que deixará o cargo de diretor da KNVB (Real Associação Holandesa de Futebol).

Os helênicos, assim como os holandeses, não se classificaram para a disputa da Eurocopa e também vem passando por maus momentos. A Seleção Grega vem despencando no ranking da FIFA e atualmente não se encontra nem entre as 50 melhores. O treinador alemão Michael Skibbe, desde que assumiu a equipe em 2015, tem tido dificuldades em fazer a equipe vencer.

Oranje recheada de jogadores jovens em Eindhoven 

Com poucos nomes conhecidos a nível internacional, a Oranje vem para este amistoso e provavelmente também para as eliminatórias com muitas caras novas na equipe, deixando claro que a seleção passa por uma grande renovação. Para o confronto contra os gregos, o time comandado por Danny Blind vem sem nomes peso, como os de Robin van Persie e Arjen Robben, ainda lesionado.

No entanto, o treinador ainda mantém um dos "medalhões" na equipe titular, com a confirmação da escalação do meia Wesley Sneijder, ao lado de Georginio Wijnaldum e Kevin Strootman, que retorna a seleção após sequências de lesões. No ataque, Quincy Promes, Vincent Janssen e Steven Berghuis formam jovem o trio ofensivo laranja, com média de 23,3 anos. 

No gol a posição segue sem dono definido pelo técnico, os três goleiros Jasper Cillessen, Jeroen Zoet e o experiente Marteen Stekelemburg disputam a vaga entre os titulares. O favorito a começar jogando é Cillessen, ex-goleiro do Ajax que transferiu-se recentemente para o Barcelona. Na defesa, o desfalque é o lateral-direito Kenny Teté, cortado com uma lesão na panturrilha e substituído por Daryl Janmaat.

“Temos três bons nomes para defender nosso gol. Hoje, eu ainda não tenho na cabeça quem será o goleiro da seleção. Um exemplo, é o desempenho de Stekelenburg, ele me surpreendeu demais em seus últimos jogos, e não poderia deixar de chama-lo. Zoet também é outro nome que tem uma regularidade incrível com Cocu no PSV”, disse Danny Blind em entrevista coletiva.

Skibbe foca em mudança tática na Grécia

O treinador alemão Michael Skibbe convocou uma seleção grega sem muitas surpresas ou caras novas. No entanto, o treinador deverá vir com um sistema tático "novo". Ao invés de utilizar o tradicional 4-3-3 (ou 4-2-3-1), a equipe deverá estar armada no 4-4-2, que venceu por 2 a 1 o amistoso contra a Austrália em junho deste ano.

Para a partida em Eindhoven, Skibbe terá o retorno do experiente volante Giannis Maniatis, que esteve fora de praticamente toda a eliminatória para a Eurocopa, devido a lesões. O jogador de 29 anos, deve compor a dupla de volantes junto de Alexandros Tziolis, com Andreas Samaris e José Cholebas jogando mais avançados.

Na lateral-esquerda que havia ficado vaga, com o avanço de Cholebas ao meio-campo, será ocupada pelo jovem zagueiro Kostas Stafylidis, fechando o setor. No ataque, a responsabilidade por marcar os gols gregos é de Kostas Mitroglou, atacante do Benfica. O técnico ainda não confirmou quem deverá jogar ao lado de Mitroglou.

"Vai ser com certeza um jogo difícil. A Holanda é técnicamente muito qualificada, mesmo com jogadores jovens. Nós vamos ter que nos defender melhor do que fizemos no último jogo (contra Austrália), e por outro lado, teremos de jogar de forma ofensiva também, criando boas chances por nós mesmos ou aproveitando os erros deles.", falou o técnico Michael Skibbe.