No último jogo da Premier League, United derrota Bournemouth e conquista vaga à UEL

Vitória por 3 a 1 não é suficiente para conquistar vaga na Champions League, no último jogo dos Red Devils na temporada em Old Trafford

No último jogo da Premier League, United derrota Bournemouth e conquista vaga à UEL
(Foto: Lindsey Parnaby/AFP)
Man United
3 1
Bournemouth
Man United: David De Gea; Antonio Valencia (Ashley Young), Chris Smalling, Daley Blind, Cameron Borthwick-Jackson; Michael Carrick, Juan Mata (Ander Herrera), Jesse Lingard, Wayne Rooney; Marcus Rashford (Memphis Depay), Anthony Martial
Bournemouth: Adam Federici; Tommy Elphick, Steve Cook, Simon Francis, Charlie Daniels, Dan Gosling; Andrew Surman, Matt Ritchie, Joshua King (Benik Afobe); Marc Pugh (Max Gradel), Callum Wilson (Lewis Grabban)
Placar: 1-0, min. 43 (1º T), Rooney. 2-0, min. 20 (2ºT), Rashford. 3-0, min. 41 (2º T), Young. 3-1, min. 48 (2ºT), Smalling (contra)
ÁRBITRO: Jonathan Moss (ING)
INCIDENCIAS: Partida atrasada válida pela 38a rodada da Premier League 2015/16

Desde sua entrada em campo, o Manchester United sabia que a classificação para a próxima Champions League seria quase impossível. Mandantes da partida que encerrou, nesta terça-feira (17), o Campeonato Inglês, os Red Devils teriam que vencer a equipe do Bournemouth por 19 gols de diferença. Só assim seria possível superar o City, último time a conquistar vaga para a competição europeia. 

Em um Old Trafford "vazio" após a partida ter sido anulada e remarcada por uma suspeita de bomba, o United venceu, mas o placar de 3 a 1 a seu favor não foi suficiente para desbancar seu vizinho e rival, e ficar com a vaga para a próxima UCL.  

Agora, resta à equipe de Manchester apenas mais uma partida para encerrar sua temporada: a final da FA Cup em Wembley, diante do Crystal Palace, no dia 21. Um "prêmio" de consolação para uma equipe que até pouco tempo não estava nada acostumada a ficar de fora do torneio mais importante do continente. 

United domina o primeiro tempo, mas demora a encontrar seu primeiro gol 

Até a metade do primeiro tempo, o United mantinha uma posse de bola muito superior a do Bournemouth, que vinha à campo apenas cumprir tabela já que sua permanência na primeira divisão não corria riscos. Entretanto, os visitantes não facilitaram para os Devils. 

O Manchester pressionava seu adversário, que encontrava dificuldades para sair com a bola e, até os 35 minutos, nenhuma das equipes havia criado chances reais de abrir o placar. Em uma das poucas chegadas do Bournemouth ao campo de ataque, um escanteio cobrado por Ritchie deu a Pugh a chance de fazer o primeiro gol, mas ela foi desperdiçada. 

Mas, antes que o primeiro tempo acabasse, Martial fez um cruzamento rasteiro e, com corta-luz de RashfordRooney finalizou e abriu o placar para os mandantes aos 43 minutos. 1-0 United. A vaga ficava cada vez mais distante pelo tempo e a dificuldade de furar a marcação dos visitantes, mas a equipe não deixava de correr atrás da vitória. 

No início do segundo tempo, equilíbrio entre os dois times, mas logo os Red Devils voltaram a dominar o jogo 

Logo aos qatro minutos do segundo tempo, Mata trocou passes com Martial e saiu de cara para o gol, caindo em seguida. O jogador pediu pênalti, mas o juiz apenas mandou seguir o jogo. Poucos minutos depois, foi a vez de Carrick assustar os visitantes com uma bomba da intermediária, que bateu no travessão. 

Com 13 minutos, o United já voltava a ter um domínio claro da partida e, em um bate-rebate dentro da área adversária, Rashford chutou para fora, desperdiçando a chance de aumentar a vantagem do time da casa. Em sequência, a equipe ainda teve mais três chances claras, com duas belas defesas do goleiro Frederici. O segundo gol dos Devils veio apenas aos 28'. Rooney levantou na área, Valencia ajeitou de cabeça e Rashford chutou cruzado, fazendo mais um gol para os donos da casa. 

Depois do segundo gol, Mata (que havia tomado cartão amarelo instantes antes), Rashford e Valencia foram substituídos por Herrera, Depay e Ashley Young respectivamente, enquanto do lado do Bournemouth saiu o atacante Wilson para a entrada de Grabban

Assim que entrou, o atacante da equipe visitante tentou uma arrancada pela direita, mas foi desarmado por Rooney que lançou para Young, sozinho dentro da área marcar o terceiro gol do United na partida, aos 40 minutos.  

O juiz ainda deu mais três minutos de acréscimo antes de encerrar a partida, tempo em que o Bournemouth conseguiu descontar o placar com gol contra de Smalling, resultando em 3-1 para os Devils. Com o encerramento da partida, teve fim a temporada 2015/2016 da Premier League, com Bournemouth assegurando a 15ª colocação, e o United na 5ª, que lhe assegura vaga apenas para a Liga Europa.