Em partida eletrizante, Hull City vence Sheffield Wednesday e garante acesso à Premier League

Com um belo gol de Diamé, Tigers voltam à primeira divisão logo após cair; Owls, com saldo positivo na temporada, focam novamente suas energias à Championship

Em partida eletrizante, Hull City vence Sheffield Wednesday e garante acesso à Premier League
Foto: Alex Livesey/Getty Images
Hull City
1 0
Sheffield Wednesday
Hull City: Jakupovic; Robertson, Odubajo, Dawson, Davies; Elmohamady, Huddlestone, Snodgrass (Clucas 82’), Livermore, Diamé (Maguire 89’); Hernández (Meyler 85’).
Sheffield Wednesday: Westwood; Hunt, Pudil (João 86’), Loovens, Lees; Bannan, Hutchinson (Nuhiu 76’), Wallace (Helan 63’), Lee; Hooper, Forestieri.
Placar: 1-0, min. 72, Diamé.
ÁRBITRO: Robert Madley. Amarelos: Dawson 9’
INCIDENCIAS: partida válida pela final dos playoffs de acesso da championship, realizada em wembley, londres.

Depois de um ano na Championship, o Hull City conquistou o acesso para a Premier League após vencer o Sheffield Wednesday neste sábado (28) na final dos playoffs da competição, realizado em Wembley. Com um belo gol de Diamé na segunda etapa, os Tigers voltam à primeira divisão inglesa no seguinte ao seu rebaixamento da competição pelo placar de 1 a 0 em cima dos Owls

A vitória na final dos playoffs veio depois de bater o Derby County na semifinal, em um agregado de 3 a 2, enquanto que o Sheffield eliminou o Brighton na semifinal. Agora, o time de Steve Bruce entra de férias pensando no planejamento que será realizado para a Premier League, enquanto que os Owls tentarão o acesso no próximo ano depois de uma temporada acima da média. 

Apesar de primeiro tempo equilibrado, Hull teve mais chances de abrir o placar

Como todo bom início de jogo, os times começaram trocando posses, buscando entender a estratégia que o adversário levaria pro resto do embate. O primeiro chute com perigo ao gol, aconteceu aos quatro minutos, quando Huddlestone aproveitou bola sobrada em seu pé na entrada da área, porém Westwood fez a defesa em dois tempos. O Sheffield, por sua vez, começou com uma postura um pouco mais defensiva, porém saindo ao jogo sempre que possível, já fazendo o goleiro Jakupovic trabalhar duas vezes nos primeiros 15 minutos.

Com 28 minutos marcados no relógio, Lee consegue salvar o Sheffield tirando uma bola em cima da linha depois de uma cabeçada proveniente de cobrança de escanteio. Na sobra, Dawson tentou mandar pro gol, porém foi travado. Dois minutos depois, Forestieri aproveitou rebote em bola espirrada e chutou com força, porém a bola foi para fora. Aos 33, Diamé recebeu na invasão à área e chutou, vendo Westwood defender para escanteio.

No minuto seguinte, Odubaju recebeu na esquerda, carregou um pouco para o meio e arriscou, mandando para fora, porém causando susto no Sheffield. Passados quatro minutos, Diamé faz ótima jogada individual contra três marcadores, carrega para a esquerda e chuta com força, fazendo o esférico explodir na trave. Já nos acréscimos, em cruzamento na área vindo de escanteio, uma cabeça foi acertada para defesa do goleiro do Hull, para encerrar o primeiro tempo.

Depois de continuar martelando, Tigers fazem um a zero na segunda etapa e seguram o placar

Continuando com maiores chances claras de gols, o Hull City apareceu logo aos oito minutos com Dawson, que apareceu com a oportunidade de chutar à meta depois de cruzamento de Snodgrass, porém Westwood fez a primeira defesa difícil do segundo tempo. Aos 12 minutos, Robertson desperdiçou a chance de abrir o placar para os Tigers, quando recebeu belo passe de Odubaju e arrematou de frente para o gol com ele parcialmente aberto, porém mandou por cima das traves.

Depois de tanto tentar, o time de laranja finalmente conseguiu abrir o placar em Wembley. Diamé recebe de fora da área e chuta colocado e forte para vencer Westwood com um belo gol aos 27 minutos da segunda etapa. Aos 31, na tentativa de logo chegar ao empate, Lee conseguiu um chute de fora da área, porém saiu muito por cima. Dois minutos depois, Odubaju recebeu pela direita e chutou com a perna destra, porém acabou pegando errado e mandando pra fora.

Com 35 minutos, Loovens salvou os Owls depois de travar o chute que seria o segundo gol do Hull de Hernández. O Sheffield, por sua vez, passou, a partir dessa parte do jogo, a tentar um gol no desespero, com cruzamentos proferidos de longa distância, chutes de fora da área, mas sem nunca assustar de vez o gol de Jakupovic, fazendo com que os Tigers administrassem o placar até o apito final para comemorar com seus torcedores. Nos acréscimos, o chuveirinho apareceu no jogo, e até um pedido de pênalti foi pedido pelos jogadores azuis e brancos. Aos 50 minutos, Helan recebeu na entrada da área e chutou, mas a bola passou por cima do gol.