Islândia surpreende, bate Inglaterra de virada e chega às quartas da Euro

Sensação da Eurocopa continua fazendo história nessa competição ao vencer o time inglês de virada, por 2 a 1

Islândia surpreende, bate Inglaterra de virada e chega às quartas da Euro
Foto: Craig Mercer/Getty Images
Inglaterra
1 2
Islândia

Na tarde dessa segunda-feira (27), Inglaterra e Islândia se enfrentaram na Allianz Riviera, em partida válida pelas oitavas de final da Eurocopa 2016. Os islandeses saíram vitoriosos por 2 a 1, de virada. Com o resultado avançam às quartas de final da competição e continuam fazendo história, enquanto a seleção inglesa sofre mais uma revés em mata mata. Sigúrdsson e Sigthórsson marcaram para a Islândia, e Wayne Rooney fez para o English Team.

Na sequência da competição, o time escandinavo enfrentará os donos da casa, a seleção francesa, que eliminou a Irlanda na manhã de ontem (26) por 2 a 1, também de virada.

Inglaterra abre placar no começo, mas Islândia logo responde e vira placar

A seleção inglesa quis mostrar que não daria chances aos islandeses. Já no primeiro minuto de jogo, Daniel Sturridge finalizou pela primeira vez, de fora da área, para os ingleses e a bola saiu em tiro de meta. Logo depois, aos 3 minutos, Sterling foi lançado na área, tentou driblar o goleiro Halldórsson, mas foi derrubado e o árbitro assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, Rooney cobrou bem, rasteiro e no canto, e abriu o placar da partida.

A resposta dos escandinavos não demorou a chegar. Um minuto depois do tento assinalado por Rooney, os islandeses empataram a partida. Depois de cobrança de lateral, Árnason passa de cabeça para o zagueiro Sigurdsson, na frente de Hart, deixar tudo igual. Após o gol islandês, o English Team tentou acalmar o jogo, porém não jogava como seu técnico queria, pelas pontas, e insistia em jogar pelo meio.

Aos 14 minutos, Dele Alli pegou rebote de escanteio cobrado por Rooney e finalizou perigosamente, por cima do gol islandês. Já aos 17, Sigthórsson, camisa 9 do time islandês, recebeu bom passe de Bödvarsson e finalizou colocado, à esquerda de Hart, que ainda consegue topar na bola, mas não evitando a virada. Era a segunda finalização do time de Lars Lagerbäck e o segundo gol.

A virada islandesa foi sentida pelos ingleses, que não conseguiam ser efetivos ofensivamente. No entanto, aos 26 minutos, Kane recebeu da direita de Sturridge e de primeira, em uma espécie de voleio, obrigou Halldórsson a fazer importante intervenção. A resposta da Islândia veio aos 33 minutos, quando Skúlason tentou de longe e quase marcou. Já aos 36 foi a vez de Sigurdsson, que finalizou no meio de gol e Hart defendeu sem problemas. Rooney ainda tentou aos 44’, mas finalizou mal.

Inglaterra tenta pressionar, Islândia é inteligente e confirma vaga nas quartas

A primeira chegada dos ingleses se deu aos 5 minutos, quando Harry Kane cabeceou nas mãos do goleiro islandês. A resposta dos islandeses veio aos 10 minutos, com bonito lance de Ragnar Sigurdsson, que após cobrança de escanteio de Gudmundsson, finalizou de bicicleta e obrigou Hart a fazer importante defesa.

Aos 14’, Alli apareceria pela primeira vez na segunda etapa, o jovem meia recebeu de Sturridge da direita, mas finalizou alto e por cima da meta defendida por Halldórsson. Já aos 22’, Wilshere, que havia entrado no lugar de Dier, tentou finalização de fora da área, mas manda bola à direita do gol. No 26º minuto do segundo tempo foi hora da Islândia chegar: o lateral Saevarsson recebeu na direita, cortou para o meio e de esquerda chutou por cima do gol de Hart.

A Inglaterra via necessidade de pressionar. Wilshere fez bom lançamento, aos 33’, para Kane cabecear, mas o camisa 9 novamente finalizou mal, nas mãos do goleiro. E enquanto os ingleses tentavam atacar, a Islândia quase chegou ao terceiro, Gunnarsson recebeu longo passe, entrou na área, limpou Wilshere e finalizou para boa defesa de Hart.

Os últimos lances da partida foram de pressão total dos ingleses, mas faltou qualidade. Rashford, que entrou no lugar de Rooney, tentava jogadas pela esquerda e ainda conseguiu arrumar dois escanteios para a equipe inglesa, enquanto Vardy perdeu ótima oportunidade já no último minuto do confronto.