FA confirma especulações e anuncia Sam Allardyce como novo treinador

Técnico rescinde contrato com Sunderland para assumir o English Team, sendo esse o trabalho mais notório de sua carreira até então

FA confirma especulações e anuncia Sam Allardyce como novo treinador
Foto: Divulgação / thefa.com

Sem técnico desde a eliminação na Eurocopa 2016 frente à Islândia, a FA (Associação de futebol da Inglaterra) finalmente anunciou o novo comandante do English Team: Sam Allardyce assume após rescindir contrato com o Sunderland, oficializado na manhã desta sexta-feira (22). O treinador agora em exercício assina por dois anos com a federação e seu primeiro jogo sob o comando da Seleção Inglesa será no dia 1º de setembro contra adversário ainda não exibido. 

Allardyce acabou sendo unanimidade entre os três homens que escolheriam o sucessor de Roy Hodgson e sendo essa a primeira vez que o Big Sam - como é conhecido na terra da rainha - assume a seleção nacional, a honra de estar no cargo, ainda mais em sua seleção nacional, acaba sendo bem grande, segundo palavras do próprio. 

"Estou extremamente feliz e honrado por ser apontado para o cargo, ainda mais quando nunca escondi que queria muito essa posição", disse o inglês de 61 anos ao site da Federação. "Pra mim, esse é o melhor emprego no futebol inglês. Vou fazer tudo o que eu posso para ajudar a Inglaterra ir bem [nas competições] e dar o sucesso que os torcedores e esta nação merecem. Acima de tudo, queremos fazer todo o povo inglês orgulhoso", acrescentou.

O novo treinador do English Team ainda falou que não ficará apenas no cargo que foi prescrito, mas que irá acompanhar de perto todo o desenvolvimento que é feito nas categorias de base da seleção. "Claro que meu foco principal será dar bons resultados à seleção principal, mas também quero adicionar minha influência no grande trabalho feito na base. Sei que temos talentosos e compromissados atletas e é nossa hora de mostrar isso ao mundo", finalizou o ex-Sunderland. 

Já tendo seis décadas vivídas, Sam começou no futebol profissional como jogador. Jogou em 10 clubes diferentes na posição de zagueiro, mas os mais notórios foram Preston North End e Bolton Wanderers, sendo revelado por esse último. Como técnico, passou pelo comando de nove clubes diferentes, ficando oito anos no Bolton (1999-2007), reforçando ainda mais sua idolatria no clube. O último trabalho foi com o Sunderland, a quem conseguiu salvar do rebaixamento na última temporada da Premier League.