Celtic e Leicester medem forças na abertura da Champions Cup Europeia

Hoops representam a Escócia pela primeira vez na competição; Foxes, por outro lado, chegam como campeões ingleses

Celtic e Leicester medem forças na abertura da Champions Cup Europeia
Celtic e Leicester nunca jogaram partidas oficiais, sendo essa um amistoso em 2002 (Foto: Ross Kinnaid/Getty Images)
Celtic
Leicester
Celtic: Gordon; Lustig (Janko), Sviachenko, Ajer (Ambrose), Tierney; Brown, Johanssen, McGregor (Allan), Commons (Roberts); Griffiths, Dembélé.
Leicester: Schmeichel; Simpson, Morgan, Huth, Fuchs; Drinkwater, Albrighton, Mahrez, King; Vardy, Okazaki.
INCIDENCIAS: partida do torneio amistoso champions cup 2016 versão europeia, realizado no celtic park, em glasgow, escócia.

Na tarde deste sábado (23), a versão Europeia/Americana da International Champions Cup 2016, torneio de pré-temporada mais famosos da atualidade, se iniciará. O campeão escocês Celtic receberá o campeão inglês Leicester, no Celtic Park, em Glasgow, Escócia, às 13h30 pelo horário de Brasília, sendo o primeiro jogo de tal versão. 

Os Hoops já fizeram dois jogos oficiais nesta temporada, tendo começado sua caminhada na Champions League na segunda fase de qualificação para a fase de grupos da competição batendo o Lincoln Red Imps por 3 a 1 no agregado, o que pode dar uma vantagem sobre os Foxes, que ainda sequer jogaram algum amistoso nesta pré-temporada. 

O time escocês foi campeão pela quinta vez seguida, depois de não contar com a disputa direta do maior rival, Rangers, que faliu em 2012 e teve que ser 'recriado', começando na quarta divisão do país. Já os ingleses, conquistaram não só seu primeiro título nacional, mas como o o mundo depois de ser uma surpresa positiva para muitos dos apaixonados do futebol.

Enquanto se prepara para o embate, assistente técnico do Celtic analisa situação do Leicester na temporada passada

Quando os campeões da Inglaterra e da Escócia se encontram é sempre algo especial. Em terras que outrora passara por tempos difíceis, como as seculares guerras entre os britânicos, hoje se encontram em batalhas mais amigáveis, celebrando o futebol. Esporte esse que foi surpreendido com o Leicester na temporada passada, sendo campeão sem o investimento dos poderosos clubes ingleses, como Manchester United, City, Chelsea ou Arsenal. Contudo, para o assistente técnico do Celtic, Chris Davies, essa evolução começou no ano anterior, quando os Foxes escaparam do rebaixamento. 

"É o campeão escocês contra o campeão inglês, que sabemos que operou um grande milagre esportivo temporada passada", comentou o assistente de Brendan Rodgers, que seguiu o treinador norte-irlandês em seus tempos não tão distantes de Liverpool. "Nós [Davies e Rodgers] vimos isso [começar] na temporada anterior ao do título e Nigel Pearson [treinador na época] merece crédito pelo título também. Eles empataram com nós [Liverpool na época] em 2 a 2 em Anfield, e você podia ver que eles realmente estavam muito bons. Então veio Claudio Ranieri e eles se tornaram em outro nível, pra melhor", explicou. 

O inglês prosseguiu com sua afirmação ao Celtic TV, dando conclusão e uma moral da história sobre o feito do clube da cidade de Leicester. "Todo mundo pode tirara eles como exemplo e inspiração. No esporte, eles são o time que desafiaram e contrariaram as chances e eu próprio fui um dos duvidosos, mesmo quando estava faltando quatro ou cinco jogos pra acabar o campeonato. A mensagem que eles passaram, porém, é de que: com organização, qualidade, espírito de equipe e sem egoísmo pode se conquistar muito", completou. 

Os Hoops irão para o terceiro jogo seguido em casa no espaço de uma semana. Venceram os outros dois contra Wolfsburg e Lincoln Red Imps. 

Experiência positiva para manter alto nível na Inglaterra

Mais que a façanha histórica do Leicester em conquistar o título inédito da Premier League na última temporada, a incógnita agora é saber como será o desempenho da equipe na próxima edição do Campeonato Inglês, ainda mais com o forte investimento dos clubes mais destacados do país. Diante desse cenário, a International Champions Cup serve para preparar a equipe com adversários do mesmo nível na região.

O técnico Claudio Ranieri considera o embate entre os vencedores dos campeonatos inglês e escocês muito importante. Para manter o sucesso no torneio de futebol mais lucrativo do mundo, um encontro desse nível serve para os jogadores manterem o foco no primeiro grande desafio. Os Foxes irão medir forças contra o Manchester United na Supercopa da Inglaterra, a Community Shield.

"Celtic está na nossa frente. Eles já jogaram a Uefa Champions League e vai ser muito bom para nós aumentarmos a nossa aptidão e resistência. O cronograma de pré-temporada é bem diferente. Na temporada passada, estávamos muito perto de Leicester e, agora, viajaremos ao redor do mundo. É bom para a nossa experiência. Nós jogaremos contra o Celtic, depois contra o Paris Saint-Germain em Los Angeles e, em seguida, contra o Barcelona em Estocolmo. Esperamos estar prontos para o duelo contra o Manchester United", afirmou.

Para o duelo deste sábado (23), Jamie Vardy e Andy King não estarão presentes. Por disputarem a Eurocopa 2016, os atletas ganharam um pouco mais de prazo para descansar e ambos irão se encontrar com o restante do elenco nos Estados Unidos, na partida contra o PSG, a ser disputada no próximo sábado (30).

"Espero que eles atuem bem, mas o importante é que todos os jogadores tenham atuado por 60 ou 90 minutos. Isso pra mim é o mais importante, o resultado não é tão necessário no momento. O bom é que não temos ninguém lesionado e todos podem melhorar seu condicionamento físico. Eu vou mudar alguma coisa em relação ao amistoso contra o Oxford United. Vou mudar a escalação inicial e durante o jogo realizarei outras modificações", concluiu Ranieri.