West Ham supre necessidade de atacante e anuncia italiano Zaza, ex-Juventus

Slaven Bilic, técnico dos Hammers, passou o verão europeu inteiro procurando um atacante, e, próximo do Deadline Day, encontrou; Simone assina por cinco anos

Neste domingo (28), o atacante Simone Zaza foi anunciado pelo West Ham United. O atleta estava na Juventus e acredita-se que tenha deixado o clube italiano por € 28 milhões, bônus inclusos. Assina por um contrato de cinco anos, onde ganhará cerca de £ 3 milhões por ano. 

O técnico dos Hammers, Slaven Bilic, estava procurando de um atacante durante todo o verão, mas não conseguiu chegar em acordo com ninguém durante o período. Ele havia tentado o atleta do Milan, Carlos Bacca, que acabou recusando a chance de ir jogar no Estádio Olímpico de Londres. Wilfried Bony, do Manchester City, foi outro que chegou a ser sondado pelo treinador. Contudo, o croata havia confirmado após a derrota na Europa League que as conversas estavam avançadas entre os times e que um acordo entre as partes havia acontecido.

Depois do sucesso que o clube teve na temporada passada, certamente se tornou mais provável a tentativa de contratar jogadores vindo de clubes com maiores reputações. A mudança para o novo estádio também dá expectativa de maiores rendas para o futuro e tal situação acabou chamando atenção de Zaza, que teve seu salário da Juventus dobrado pelo clube londrino, sendo fator determinante para sua ida à Inglaterra.

Simone Zaza, portanto, chega para suprir uma necessidade que o seu novo comandante entendia que precisava, mas irá disputar vaga de titular na posição de centroavante com Sakho e Carroll, sendo esse último o que acabou jogando mais na temporada passada.

Zaza tem 25 anos e é nascido na cidade de Policoro, na Itália. Começou sua carreira profissional pela Atalanta em 2008, antes de sair para a Sampdoria em 2010. Sem espaço no novo clube e precisando de experiência, acabou emprestado para três times durante um período de três anos. Em 2013 acabou contratado pelo Sassuolo, onde teve o melhor tempo da sua carreira. Jogou lá 69 vezes e marcou 21 gols, até que foi vendido à Juventus dois anos mais tarde. Tem 14 convocações para a seleção italiana.