Com time alternativo, Manchester United visita Feynoord pela primeira rodada da Europa League

Mourinho poupa alguns jogadores e escalará equipe alternativa, enquanto holandeses querem aproveitar boa sequência para surpreender

Com time alternativo, Manchester United visita Feynoord pela primeira rodada da Europa League
.
Feynoord
Manchester United
Feynoord: Brad Jones, Rick Karsdorp, Eric Botteghin, van der Heijden/Kongolo, Lucas Woudenberg, El Ahmadi, Kuyt, Vilhena; Berghuis, Toornstra, Jørgensen. Van Bronckhorst.
Manchester United: De Gea; Darmian, Bailly, Smalling, Blind; Fellaini, Pogba, Mata; Rashford, Ibrahimovic, Depay. José Mourinho.
ÁRBITRO: Jesús Gil.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada do grupo A da Uefa Europa League, a ser realizada no Estádio De Kuip, localizado na cidade de Roterdã.

Acabou a espera! A Uefa Europa League tem início nesta quinta-feira (15) com a realização de 14 jogos. O Manchester United viajará a Holanda, especificamente a Roterdã, para enfrentar a equipe do Feynoord, em partida válida pelo Grupo A da competição europeia. O confronto tem início previsto para as 14h e será realizado no Estádio De Kuip.

United e Feynoord só se encontraram duas vezes na história, e os encontros ocorreram na Uefa Champions League da temporada 1997/98, quando o time inglês venceu os dois jogos.

No último fim de semana, os Red Devils receberam seu rival City no Old Trafford, em confronto válido pela Premier League, e foram derrotados no primeiro clássico do ano, por 2 a 1, com gols marcados por De Bruyne e Iheanacho para os Citizens, e Ibrahimovic para o time do United. Enquanto o Feynoord derrotou a equipe do Den Haag por 3 a 1, pela Eredivisie, atuando em seus domínios, o Estádio De Kuip.

Iniciando a competição como terceira força do grupo, Feynoord quer surpreender United na estreia

O time holandês inicia a Europa League como terceira força do grupo, atrás de Manchester United e Fenerbahçe, porém deseja triunfar dentro dos seus domínios para avançar a segunda fase da competição. Diante do United, provavelmente, será o duelo mais duro para a equipe de Roterdã.

O Feynoord conta com um jovem técnico, o ex-lateral esquerdo da seleção holandesa Giovanni van Bronckhorst, que aposentou-se dos campos após a final da Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul. Em seu elenco conta com alguns ex-jogadores da Premier League, como Brad Jones, Dirk Kuyt e Eljero Elia. Jones é ex-goleiro do Liverpool e chegou à equipe na última janela de transferências, enquanto Kuyt, ídolo do Liverpool, é o principal jogador da equipe, e Elia, ex-Southampton faz dupla com o ex-atacante da seleção holandesa.

O zagueiro brasileiro Eric Botteghin foi o escolhido para falar na entrevista pré-jogo. O defensor é desconhecido no Brasil e no início da entrevista ficou sabendo que a partida será transmitida pela televisão brasileira e afirmou sorrindo: "Minha família e meus amigos me conhecem, mas se a imprensa brasileira me conhece, é realmente questionável, pois vim para Holanda como desconhecido".

Eric também falou sobre a expectativa de enfrentar jogadores como Zlatan Ibrahimovic e Marcus Rashford: "Estou ansioso de enfrentar Ibrahimovic, sem dúvidas o melhor atacante do mundo. Rashford também é um vencedor. Porém estamos bem, as cinco vitórias no campeonato nos deram confiança e tranquilidade para enfrentarmos o Manchester United de frente".

O técnico Van Bronckhorst também falou sobre a partida e afirmou: “Eles (United) tem grandes jogadores, um elenco experiente, e com grandes jogadores que podem desequilibrar uma partida. Mas estamos preparados para poder conseguir segurar eles, e jogar nosso futebol.”

United entra na Europa League para confirmar favoritismo

Os Reds Devils começam a competição continental, considerada de segundo escalão, como um dos grandes favoritos a conquista do título, apesar de não ter caído em um grupo fácil, como era esperado. Contra o Feynoord quer vencer para começar o torneio bem e provando que não deixará a Liga Europa de lado, mesmo atuando com uma equipe alternativa.

José Mourinho relacionou 20 jogadores para o duelo contra a equipe holandesa, sem Wayne Rooney, Luke Shaw, Antonio Valencia, Jesse Lingard, Phil Jones e Henrikh Mkhitaryan. Rooney, Shaw e Valencia serão poupados, enquanto Mkhitaryan e Lingard ainda não estão totalmente recuperados de lesão e o zagueiro Phil Jones rompeu os ligamentos do joelho e deve ficar um bom tempo afastado dos gramados. Os relacionados são: De Gea, Romero e Johnstone; Darmian, Bailly, Blind, Fosu-Mensah, Rojo e Smalling; Carrick, Fellaini, Herrera, Mata, Memphis, Pogba, Schneiderlin e Young; Ibrahimovic, Martial e Rashford.

Diante das ausências de Rooney, Valencia e Shaw da lista de relacionados, fica nítido que Mourinho irá usar um time alternativo em Roterdã. Peças como Rashford, Memphis Depay, Darmian e Smalling devem estar presentes no time titular, que deverá ser armado dessa maneira: De Gea; Darmian, Bailly, Smalling, Blind; Fellaini, Pogba, Mata; Rashford, Ibrahimovic, Depay.

O treinador português, em sua típica entrevista pré-jogo, deixou claro que o lugar do United não é a Europa League, mas afirmou que é a realidade e que essa deve ser respeitada: “Esta não é uma competição que o Manchester United quer. Não é uma competição que eu quero, não é uma competição os jogadores querem. É uma competição onde estamos e essa é a realidade. Nós temos que olhar para a competição com respeito. Eu acho que nós queremos fazer uma boa competição e, para um clube da nossa dimensão para ir bem, não é para estar fora da competição na fase de grupos”, afirmou polemicamente.

Apesar da afirmação acima, Mourinho confirmou que quer vencer a competição, conhecendo sua dificuldade. “Queremos vencer a competição. É difícil fazer isso, mas é simples de senti-lo e dizê-lo. Esta é a maneira que queremos nos aproximar da competição. Amanhã é um jogo importante para nós. Temos de encontrar essa motivação que eu já encontrei e tenho que passar essa motivação para os jogadores, porque eu sei que a Liga Europa não é o grande sonho de cada jogador grande”, concluiu.