Liverpool ofusca reestreia de David Luiz e bate Chelsea em pleno Stamford Bridge

Comandados de Klopp dominam primeira etapa e marcam de forma eficiente quando necessário para segurar o resultado nos minutos finais

Liverpool ofusca reestreia de David Luiz e bate Chelsea em pleno Stamford Bridge
Autores dos gols, Lovren e Henderson, comemoram muito o golaço anotado pelo capitão dos Reds. Foto: Shaun Boterill/Getty Images
Chelsea
1 2
Liverpool
Chelsea: CHELSEA: COURTOIS; IVANOVIC, CAHILL, D.LUIZ, AZPILICUETA; KANTÉ, MATIC,WILLIAM,OSCAR, HAZARD; DIEGO COSTA
Liverpool: LIVERPOOL: MIGNOLET, CLYNE,MATIP,LOVREN,MILNER;HENDERSON, WIJNALDUM, COUTINHO;LALLANA,MANÉ, STURRIDGE
Placar: 0-1, MIN. 17, LOVREN. 0-2, MIN. 36, HENDERSON. 1-2, MIN 62, DIEGO COSTA.
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA QUINTA RODADA DA PREMIER LEAGUE, A SER DISPUTADA NO STAMFORD BRIDGE, EM LONDRES

A narrativa pertencia ao returno do zagueiro David Luiz ao Chelsea mas o Liverpool não quis saber e venceu o adversário por 2 a 1 em Stamford Bridge pela 5ª rodada na Premier League nesta sexta-feira (16), derrubando a invencibilidade de Antônio Conte como treinador dos blues. Dejan Lovren e Jordan Herdenson, um golaço de fora, abriram o placar para o Liverpool na primeira etapa e Diego Costa no segundo tempo descontou.

O triunfo garantiu ao Liverpool uma nova posição na tabela: 4º lugar, somando 10 pontos em cinco partidas disputadas na temporada 2016/2017. São agora 3 vitórias, mesmo número do rival Manchester United que está logo atrás na tabela. Na próxima rodada o Liverpool enfrenta o Hull City no dia 24, sábado, em Anfield.

Ainda que derrotado, o Chelsea está uma posição acima no terceiro lugar somando 10 pontos e agora estando há duas partidas sem vencer na competição. Na próxima rodada os blues vão ao Emirates Stadium para o clássico contra o Arsenal no sábado dia 24.

Liverpool domina primeira etapa e sai vencendo por 2 a 0 com direito a golaço de Henderson

Senhor do jogo nos primeiros minutos não demorou tanto para o Liverpool abrir o placar atuando no terrítorio adversário em Londres.Na cobrança de falta rápida pela esquerda, Milner e Coutinho tabelaram culminando em assistência do brasileiro no cruzamento.Primeiro Lallana passou da bola em sua chance mas Lovren não! O zagueiro meteu a cabeça nela fuzilando o gol de Courtois, 1 a 0 Liverpool aos 16 minutos de jogo.

Seguindo o domínio territorial os reds abusavam nos chutes de longa distância, principalmente com Daniel Sturridge que aos 25 minutos arriscou com perigo pela segunda vez mandando chute de longe. Pouco tempo depois veio a primeira chance dos blues, ainda que não fosse lá uma grande oportunidade. O volante congolês Kante viu o espaço e tentou arrematar a bola de longe, porém mandando muito longe, por cima da meta defendida por Mignolet.

William conseguiu uma jogada individual mantendo alguns minutos de respiro para os donos da casa, driblou o marcador e conseguiu o primeiro escanteio da equipe na metade da etapa inicial. Na cobrança do camisa 21, David Luiz tentou assistência de cabeça para Matic mas o goleiro adversário chegou antes e a jogada ainda foi interrompida por condição irregular do meio campista croata.

O respiro do Chelsea não durou tanto.Henderson respondeu em forma magistral pegando sobra da zaga em bola rebatida por Cahill e fazendo um golaço num tiro em arco, acertando o ângulo do goleiro aos 37 minutos do primeiro tempo

O Chelsea se destacava apenas nas bolas paradas, principalmente com trabalho áereo envolvendo os cruzamentos de William e algumas tentativas de finalizaçãos dos jogadores altos que atuam no sistema defensivo como David Luiz, Matic e Ivanovic, nada que fosse suficiente para assustar a liderança do Liverpool.

Chelsea volta bem melhor, domina jogo mas não consegue o empate por finalizar pouco

Os blues iniciaram a segunda etapa tentando encostar no placar, trabalhando a bola pelo lado direito e cruzando para Oscar finalizar próximo ao gol, atingindo a rede lateral. Seguindo a criatividade pelo flanco direito Ivanovic foi ao fundo para criar cruzamento e acabou caindo na área aos 11 minutos derrubado por Sadio Mané. Árbitro apenas mandou a partida seguir.

A insistência teve seu valor e resultou em gol após minutos de pressão quando Matic fez jogada de meia armador e serviu Diego Costa que apenas cavou sob o goleiro para anotar o primeiro tento azul na partida, diminuindo o placar no minuto 16 da segunda etapa.

O Chelsea não parou de criar chances e logo chegou de novo aos 20 minutos num longo lançamento vindo do campo defensivo que Oscar ajeitou e Diego Costa finalizou para defesa em dois tempos do goleiro Mignolet.Tentando se recuperar no segundo tempo os Reds conseguem chegar através da bola parada em duas oportunidades mas sem criar tanto perigo para Cortouis nos cruzamento efetuados pelo hoje lateral Milner. 

A pressão seguia, bolas voavam por todos os lados e Conte ainda tentou uma última cartada com mudança tripla chamando Fabregàs, Moses e Pedro para campo nos lugares de Oscar, Matic e William nos minutos finais. A melhor chance aconteceu em bola parada quando Hazard foi derrubado na meia lua e Cesc Fabregàs cobrou na barreira aos 44 minutos.