Conte admite falhas em derrota para o Liverpool: "Entregamos dois gols"

Técnico italiano ainda elogiou a atuação do zagueiro brasileiro David Luiz, que reestreou pelos Blues

Conte admite falhas em derrota para o Liverpool: "Entregamos dois gols"
Antonio Conte lamentou os dois gols dados por sua equipe (Foto: Divulgação/Chelsea)

Nesta sexta-feira (16), na abertura da quinta rodada da Premier League, o Chelsea recebeu o Liverpool em Stamford Bridge e perdeu por 2 a 1. Lovren abriu o placar para os visitantes, Henderson ampliou o placar ainda no primeiro tempo, já no segundo tempo, Diego Costa diminuiu para os Blues. Com o resultado, o Chelsea uma posição e vai para terceiro, já o Liverpool, sobe duas posições, vai para quarto lugar.

Após a partida, o técnico do Chelsea, Antonio Conte, concedeu entrevista coletiva e falou sobre o clássico: "No primeiro tempo, devo ser honesto, acho que demos dois gols. O primeiro gol veio depois de uma cobrança de falta que foi cobrada muito rapidamente e o segundo depois de uma reposição. De longa distância foi um grande gol, mas quando você dá dois gols dessa forma é muito difícil."

"Estes são jogos difíceis e eu acho que você deve prestar atenção em cada momento, a cada minuto do jogo, porque isso faz a diferença. Neste caso, nós pagamos porque após o primeiro tempo, estávamos a perder 2-0 e, em seguida, é muito difícil. No segundo tempo nós marcamos o gol e, em seguida, perdemos a chance de empatar através de [Diego] Costa. Tivemos algumas chances de empate, mas já era tarde demais."

Antonio Conte foi questionado por ter demorado muito para fazer as substituições, e quando fez, fez as três substituições de uma vez aos 39' do segundo tempo. E o técnico italiano respondeu: "No segundo tempo nós começamos com os mesmos jogadores e você viu outro jogo, com grande intensidade. Nós marcamos o gol e criamos chances por este motivo, eu esperei para fazer as substituições. Nos últimos 10 minutos, eu mudei três jogadores para tentar dar frescura e mudar o resultado."

"Naquele momento eu tinha que decidir se queria ou não colocar dois pontas. Eu queria mudar um meio-campista para colocar Fabregas lá, mas poderia ter colocado Batshuayi e não Moses ou Pedro. Eu precisava colocar Hazard mais perto de Diego."

O técnico do Chelsea, que elogiou a atuação do zagueiro brasileiro David Luiz, disse que ainda tem muito trabalho a fazer: "Cada jogo é muito difícil e não devemos esquecer a última temporada. Isso é importante porque foi uma temporada ruim e eu não quero repetir isso. Quando terminar em 10º lugar, é algo estranho, não é natural ou simples. Isso significa que temos que trabalhar muito duro para melhorar."

"Eu sou culpado porque eu sou o treinador e isso significa que eu tenho que trabalhar mais. Devemos sentir o perigo em cada momento do jogo, se queremos ganhar e pensar como uma grande equipe. Devemos prestar atenção e ser focado", finalizou.