Fàbregas marca duas vezes, Chelsea supera Leicester City e avança às oitavas da Copa da Liga

Após sufoco na primeira etapa, chegando a ficar dois gols atrás de seus adversários, Blues reagiram e conquistaram a classificação para a próxima fase da competição

Fàbregas marca duas vezes, Chelsea supera Leicester City e avança às oitavas da Copa da Liga
Foto: Julian Finney/Getty Images
Leicester
2 4
Chelsea
Leicester: Ron-Robert Zieler; Danny Simpson, Wes Morgan, Wasilewski, Schlupp; Ben Chilwell, Drinkwater, Andy King, Demarai Gray (Daniel Amartey); Shinji Okazaki (Leonardo Ulloa), Ahmed Musa (Vardy)
Chelsea: Begovic; Gary Cahill, David Luiz, Azpilicueta, Marcos Alonso; Cesc Fabregas, Matic, Loftus-Cheek (Diego Costa), Pedro Rodriguez (Hazard); Victor Moses, Michy Batshuayi (Nathaniel Chalobah)
Placar: 1-0, min. 17, Okazaki. 2-0, min. 34, Okazaki. 2-1, min. 47, Cahill. 2-2, min. 49, Azpilicueta. 2-3, min. 92, Fàbregas. 2-4, min. 94, Fàbregas.
ÁRBITRO: Robert Madley
INCIDENCIAS: Partida válida pela terceira rodada da Copa da Liga Inglesa de 2016, disputada no King Power Stadium, em Leicester, Inglaterra.

Emoções não faltaram na partida entre Leicester e Chelsea, pela Copa da Liga Inglesa, nesta terça-feira (20). Diante da torcida dos Foxes, em pleno King Power Stadium, a equipe londrina viu de perto a possibilidade de ser eliminada da competição já na terceira rodada, após chegar ao intervalo da partida perdendo pelo placar de 2 a 1, sendo os dois gols da equipe mandante marcados por Okazaki, contra um de Gary Cahill; mas, retornou ao campo com sede de gols, alcançando o empate com Azpilicueta, que levaria o jogo para a prorrogação e, em seguida, marcando mais duas vezes, pelos pés de Cesc Fàbregas, fechando o placar em 2 a 4 para os visitantes. 

Com a vitória, o Chelsea se juntou ao grupo dos classificados, que já reúne Arsenal, Liverpool, Leeds United, Norwich, Newcastle e Reading entre as 16 melhores equipes da competição.

Ambas as equipes que iniciaram a partida traziam um misto de jogadores que haviam entrado em campo no último fim de semana, e aqueles que iniciaram a última rodada do Campeonato Inglês no banco (a grande maioria dos titulares desta tarde). Com maior posse de bola desde o início da partida, o primeiro lance de real perigo veio do lado dos Blues. Em lançamento de David Luiz, o meia Pedro driblou o goleiro adversário e chegou a marcar, mas teve seu gol anulado por um empedimento.

Do lado oposto, sem se deixar abalar, os Foxes continuavam à espera de apenas uma bola rápida para partir para o ataque. E, aos 17 minutos, em uma falha dupla de Azpilicueta e Begovic, essa bola veio, e estufou as redes no chute de Shinji Okazaki, abrindo oficialmente o placar para a equipe mandante. O Chelsea tentou responder logo em seguida com Batshuayi, mas foi surpreendido quando, além de não conseguir igualar o marcador, sofreu o segundo gol do autor japonês, aos 34', em passe de King, superando a marcação de David Luiz.

Antes que a primeira etapa tivesse fim, Cahill conseguiu diminuir o placar de cabeça, após escanteio cobrado por Fàbregas; e, aos 49', já no início da segunda etapa, Azpilicueta emendou o segundo gol da equipe visitante - belíssimo, diga-se de passagem, mandando a bola no ângulo do goleiro Zieler -, deixando tudo igual na cidade de Leicester.

O empate levou a partida a um certo equilíbrio, forçando os técnicos a promoverem a entrada de alguns titulares que iniciaram a partida no banco, na tentativa de mudar o jogo para poder passar a frente no placar. Com a proximidade do fim do tempo regulamentar, a partida voltou a esquentar, levando chances para os dois lados, mas o duelo terminou empatado nos 90 minutos. Antes, porém, aos 44, Wasilewski foi expulso após agredir Diego Costa, que havia entrado no lugar de Loftus-Cheek no segundo tempo.

Teve inicio, então, a prorrogação. Com apenas dois minutos, Cesc Fàbregas, que vinha fazendo uma partida abaixo daquilo que tem mostrado quando colocado em campo por Antonio Conte, bateu colocado na saída do goleiro, marcando o terceiro gol do Chelsea na partida, que pela primeira vez jogava com a vantagem a seu favor; e, após mais dois minutos, pegou sobra de dentro da àrea, mandando para o fundo do gol mais uma vez, decretando a vitória da equipe de Londres por 2x4.

Ao fim da partida, o meia fez um desabafo diante da mídia, após diversos rumores sobre seu relacionamento com Conte não ser dos melhores, e ser a causa de seu início de temporada como reserva. "Estou feliz por ter jogado desde o início. Felizmente, isso calará alguns jornalistas que têm dito asneiras sobre mim o tempo todo", declarou o autor dos gols que deram a classificação ao Chelsea.

No sábado, já pela Premier League, Blues e Foxes tem importantes confrontos pela frente. Enquanto o Leicester enfrenta o Manchester United às 8h30, o Chelsea tem pela frente o clássico londrino contra o Arsenal, partida que acontece ás 13h30.