'Carrasco' Giroud sai do banco, marca dois em cinco minutos e Arsenal afunda Sundeland

Gunners assumem a liderança provisória com a vitória e Black Cats têm o pior começo dos 24 anos de Premier League

'Carrasco' Giroud sai do banco, marca dois em cinco minutos e Arsenal afunda Sundeland
Foto: Stuart MacFarlane / Getty Images
Sunderland
1 4
Arsenal
Sunderland: Pickford; Jones, Koné, O'Shea (Djilobodji 42'), van Aanholt; Ndong, Pienaar (Januzaj 70'), Watmore (Gooch 84'), Rodwell, Khazri; Defoe.
Arsenal: Cech; Bellerín, Mustafi, Koscielny, Gibbs; Coquelín (Maltland-Niles 89'), Elneny, Chamberlain (Ramsey 77'), Özil, Iwobi (Giroud 69'); Sánchez.
Placar: 0-1, min. 18, Sánchez. 1-1, min. 64, Defoe. 1-2, min. 71, Giroud. 1-3, min. 76, Giroud. 1-4, min. 78, Sánchez.
ÁRBITRO: Martin Atkinson. Amarelos: Khazri 30', Ndong 33', Pienaar 41', Djilobodji 48', Cech 63', Sánchez 66', Gibbs 80'.
INCIDENCIAS: partida válida pela 10ª rodada da premier league, disputado no stadium of light, em sunderland, inglaterra.

Mantendo a boa fase que vem tendo nos últimos jogos e buscando se recuperar do empate em casa com o Middlesbrough na semana passada, o Arsenal viajou para enfrentar o desesperado Sunderland na manhã deste sábado (29) pela 10ª rodada da Premier League 2016/17. Apesar dos Black Cats conseguirem o empate com insistência na etapa final, os Gunners deslancharam e os venceram por 4 a 1, com dois de Sánchez e dois de Giroud, que entrou na segunda etapa. 

Os três pontos conquistados dá ao time londrino a liderança da Premier League de maneira temporária, visto que Manchester City e Liverpool ainda jogam na rodada. O time vermelho tem agora 23 pontos. Já o time do nordeste da Inglaterra continua com seus dois pontos e na última posição, estando a cinco pontos de sair da zona de rebaixamento - número que pode ser maior caso Hull ou Middlesbrough vençam. 

A próxima rodada para os dois acontecem no próximo final de semana, quando o Sunderland viaja para enfrentar o Bournemouth no sábado (5) às 13h, enquanto que o Arsenal recebe o Tottenham no primeiro North London Derby, no domingo (6) às 10h. 

Arsenal é melhor na primeira etapa e abre o placar

Apesar do chute de Özil próximo dos 12 minutos, os dois times não conseguiram produzir muito no começo do jogo. A maneira de jogar de ambos até teve alguma velocidade, com transições das duas partes e algumas tentativas de bolas paradas, mais para o Sunderland, mas nada que fosse de perigo para os dois goleiros. Até que Sánchez, aos 18 minutos, se antecipou em cruzamento vindo da direita e cabeceou para o gol, abrindo o placar para os visitantes.

Van Aanholt causou o primeiro susto para o Sunderland, quando, aos 20 minutos, cobrou falta por cima da barreira, mas para fora, passando bem próximo da trave. Três minutos mais tarde, Defoe conseguiu marcar o empate, porém foi marcado o impedimento. O Arsenal, porém, chegava com mais perigo na área dos Black Cats, mas não conseguiu penetrar novamente na defesa imposta pelo time de David Moyes

Próximo dos 40, contudo, um passe longo para Özil quase quebrou a defesa do Sunderland, mas o alemão não conseguiu encobrir o goleiro. Conforme o tempo ia se aproximando do fim da primeira etapa, os Gunners continuaram tendo a bola, trocando passes na frente da área dos donos da casa, tentando fazer o mesmo que vinha tentando: entrar na defesa com toques rápidos, mas nada sem a eficiência necessária. 

Sunderland até empata, mas sucumbe e Arsenal desempata e abre vantagem

Logo desde o começo da segunda etapa, o Sunderland se mostrava mais diferente do que foi na primeira etapa, conseguindo criar algumas oportunidades de chegar ao gol de empate e tendo mais facilidade em ter a bola, visto a necessidade da igualdade. O Arsenal, por sua vez, teve à dispoição o contra-ataque e, próximo dos 15 minutos, Chamberlain apareceu pela direita, sozinho, em velocidade, mas errou o chute, mandando para fora. 

Aos 18 minutos, porém, o Sunderland chegou na área com Watmore, e o atleta acabou sendo derrubado por Cech quando tentava driblar o goleiro, sendo marcado o pênalti para o time da casa. No minuto seguinte, Defoe foi para a cobrança e, com perfeição, colocou o arqueiro para um lado e a bola para outro, chegando a igualdade que os donos da casa queriam. 

Após o empate, o Arsenal voltou ao estilo de jogo que adotara na etapa inicial e, quase 10 minutos depois de sofrer o gol, os Gunners chegaram ao empate quando Gibbs, pela esquerda, cruzou para Giroud mandar para o gol, fazendo 2 a 1 para os visitantes. A entrada do francês, porém, fez um impacto maior do que os torcedores e treinador imaginavam. Aos 29, Özil cobrou escanteio e o atacante cabeceou para o gol, encobrindo o goleiro com o movimento, marcando o terceiro. Três minutos depois, Sánchez recebeu na área depois de bola trabalhada e, com calma, apenas tirou do goleiro, fazendo o quarto e matando o jogo.