Em má fase, United visita Swansea buscando recuperação na Premier League

Na 8ª colocação, os Red Devils visitam o vice-lanterna em busca dos três pontos

Em má fase, United visita Swansea buscando recuperação na Premier League
Swansea
Manchester United
Swansea: Fabianski; Naughton, Mawson, Van der Hoorn, Taylor; Britton, Fer, Barrow, Sigurdson, Routledge; Llorente. Bradley.
Manchester United: De Gea; Darmian, Blind, Rojo, Shaw; Fellaini, Carrick, Mata; Martial, Rooney, Rashford. José Mourinho.
ÁRBITRO: Mark Clattenburg.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Premier League, a ser disputada no Liberty Stadium.

O Manchester United continua em má fase, seja na Uefa Europa League, onde ocupa a 3ª colocação do grupo A, seja na Premier League, onde está na tímida oitava posição na tabela de classificação. Para melhorar sua situação dentro do campeonato nacional, os Red Devils visitam nesse domingo (6) a equipe do Swansea City às 13h (Horário de Brasília), no Liberty Stadium, em Gales, em partida válida pela 11ª rodada da Premier League. No último embate entre as equipes, o United derrotou os galeses por 2 a 1, no dia 2 de janeiro de 2016.

Na última quinta-feira, o time de José Mourinho visitou a equipe do Fenerbahçe e acabou derrotado por 2 a 1, com gols marcados por Sow e Lens para os turcos, e Wayne Rooney para os ingleses. Enquanto o Swansea foi derrotado por 3 a 1 pelo Stoke City, na última segunda-feira (31). São 27 partidas entre os dois times, com dez vitórias para o Swansea e 12 para o Manchester United.

+ United sucumbe perante Fenerbahçe com golaços de Sow e Lens e perde liderança do Grupo A

Precisando vencer, Swansea recebe United para aumentar bom retrospecto contra o adversário

O time galês derrotou os Red Devils nas duas últimas viagens do time de Manchester a Swansea. Na última temporada, a equipe comandada por Bob Bradley venceu o United por 2 a 1, e na temporada 2014/2015 também conquistou a vitória por 2 a 1, em janeiro de 2015.

O time de Bradley foi derrotado na última rodada pelo Stoke City por 3 a 1, e ocupa a 19ª posição na tabela de classificação. Com apenas cinco pontos conquistados, o Swansea não sabe o que é vencer na Premier League há aproximadamente três meses, quando derrotou o Burnley na estreia da competição nacional.

O técnico norte-americano da equipe galesa mostrou-se preocupado com a situação do seu time e afirmou: “No momento, todo jogo é crítico. Eu disse isso antes do último jogo e vou dizer de novo. Eu acredito que temos um bom grupo de jogadores aqui. Eles são bons rapazes e eles entendem a importância de onde estamos, mas temos que transformar isso em melhores resultados”.

Bradley também afirmou não estar preocupado nem com os adversários nem com José Mourinho. “Não faz diferença para mim, o foco está em nossa equipe. Eu conheci José ao longo do caminho. Eu tive um par de boas conversas com ele e espero alcançá-lo, mas meu foco está em minha equipe, e não em sua proibição”, disse o treinador.

Com retrospecto abaixo do esperado, United busca recuperação

Com desempenhado abaixo das expectativas, Mourinho precisa colocar os Red Devils nos trilhos. O time não vence dentro da Premier League há cinco rodadas, quando derrotou os atuais campeões da competição nacional por 4 a 1, na 6ª rodada. Sem ter time encaixado e com atuações irregulares, ocupa apenas a oitava posição na tabela de classificação, tendo Mourinho um dos piores desempenhos da sua vitoriosa carreira.

José Mourinho escalará seu time, no entanto não estará presente na beira do gramado, devido à expulsão diante do Burnley, no último sábado. Para a partida, o português não poderá contar com Ander Herrera, que também foi expulso no último sábado, Phil Jones, que ainda recupera-se de lesão, Antonio Valencia e Eric Bailly, também lesionados. Já Bastian Schweinsteiger pode ser uma surpresa para as próximas partidas, pois voltou aos treinos no meio da semana. Pogba também pode ser desfalque, visto que foi substituído no meio de semana por dor na coxa. 

O português falou sobre pontos importantes com a imprensa, como a defesa e o ataque. Sobre a defesa José disse: “Bem, você nunca viu um time de José Mourinho jogar com dois canhotos (Blind e Rojo) na defesa central, e eu não posso ser crítico com os meninos, porque eles fazem o que podem”.

Sobre o ataque e a falta de gols Mourinho foi direto e disse que o problema é a falta de confiança. “É fácil perceber que alguns atacantes não têm confiança, não são afiados e têm chances de conseguir. Provavelmente uma das únicas coisas boas hoje foi o fato de Rooney finalmente ter marcado um gol. Este também poderia ser um dos pontos-chave em termos de sua auto-confiança”, concluiu.