Southampton recebe líder Liverpool tentando se aproximar de zona da Champions

Claude Puel quer colocar regularidade em sua equipe; comandados de Klopp vão em busca de mais outra boa partida

Southampton recebe líder Liverpool tentando se aproximar de zona da Champions
Foto: Catherine Ivill/Getty images
Southampton
Liverpool
Southampton: Marshall; Dawson, Davies, Maguire; El Mohamady, Cédric (Livermore), Mason, Tadic (Clucas), Henriksen; Hernandéz, Keane.
Liverpool: Karius; Clyne, Lovren, Matip, Milner; Henderson, Can (Wijnaldum), Lallana; Coutinho, Mané, Firmino.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 12° rodada da Premier league, que será realizado no st mary's park

Com realidades diferentes nesta primeira parte da temporada, Southampton e Liverpool irão se enfrentar no St. Mary's Stadium neste sábado (18) às 13h. Os donos da casa vão em busca de consistência na Premier League 2016/2017. Já os reds, líderes isolados com 26 pontos estão embalados com as vitórias convincentes e volume de jogo apresentado desde o início do campeonato inglês.

Vindo de duas derrotas na competição, para Chelsea e Hull City, o "Soton" é apenas o 10° colocado com 13 pontos ganhos, com apenas três vitórias em onze jogos. Claude Puel não poderá contar com Bertrand, Long e McCarthy, lesionados. Danny Ings, que lesionou-se há duas semanas, é o único ausente do Liverpool. Jurgen Klopp poderá contar com o restante de seu elenco. 

A partida também marca o retorno de alguns ex-jogadores do Southampton e que hoje defende as cores do time de Meseryside. Sadio Mané voltará ao St. Mary's pela primeira vez, já que chegou ao Liverpool no início da temporada. O zagueiro Lovren e o meia Adam Lallana também tiveram passagens expressivas pelo clube local.

Para o Southampton, vencer é voltar aos trilhos

Regularidade. O Southampton está devendo na temporada, se comparado aos dois últimos anos. Clude Puel não poderá contar com Long, Bertrand e McCarthy. Mas contará com retornos importamtes. Fraser Forster e Dusan Tadic foram considerados aptos para começarem a partida após se lesionarem na Data Fifa.

Outro que também pode atuar é o meio Cédric Soares. Há mais de um mês fora de combate, o atleta sabe da dificuldade que é enfrentar o Liverpool, mas nçao esconde a vontade de vencer: "Vai ser um jogo muito difícil, é claro, mas também somos uma equipe muito forte. Nossos fãs merecem o melhor e vamos lutar com tudo para conseguir a vitória. "

O técnico Claude Puel deixa claro que não esqueceu o último jogo da Premier League, quando saiu derrotado contra o Hull City por 2 a 1. O time era considerado favorito e ficou mais longe de uma vaga na Champions League, estando há nove pontos do quarto colocado, o Arsenal.

"Ainda estamos zangados com o último jogo contra o Hull, porque tínhamos controle do jogo e concedemos dois gols em quatro minutos. Não é normal para nós. Faltou concentração em quatro minutos e agora para voltar bem ao campeonato é importante ter uma boa atitude e espírito.", alertou o comandante.

Coutinho assusta, mas deve atuar como titular

A fase nas bandas de Anfield Road não poderia estar melhor. O time é líder isolado da competição com 28 pontos e tem apresentado um dos melhores desempenhos coletivos na atualidade. Esta fase passa muito pelos pés do camisa da equipe, o brasileiro Philippe Coutinho. O jogador tem contribuído com gols e assistências na Premier League e junto com Firmino e Mané formam o principal trio da competição.

Porém, o meia foi considerado dúvida até esta sexta-feira (17). O brasileiro sentiu um desconforto, não informado a localidade e foi submetido a uma exame quando voltava do Peru, quando defendeu a seleção brasileira na vitória por 2 a 0. Ainda não se sabe a gravidade deste incômodo, o nome do brasileiro segue cotado para atuar no sábado.

Georginio Wijnaldum foi considerado titular no início da temporada, atuando como meia ou volante e sendo alvo de elogios por parte dos especialistas. Mas uma lesão atuando pela Holanda o tirou de combate por alguns jogos, perdendo a vaga de titular para Emre Can. Mas na vitória por 6 a 1 sobre o Watford, o camisa cinco voltou a fazer um gol e mostra que pode ganhar mais minutos em campo.

Nesta temporada, o meia faz parte de um time que briga pelo título. Objetivo ao qual está acostumado. Quando defendia o PSV da Holanda, o atleta sempre sofria pressão pelo titulo nacional e para ele não é diferente do que vem acontecendo pelo Liverpool. A experiência em momentos assim podem ajudar na caminhada dos scousers.

O atleta comentou este momento, enfatizando que é natural a fase e que está ambientado com a situação: "No PSV, eu estava jogando para uma equipe que tem que ser campeã todos os anos. Isso significa que há muita pressão. Agora estamos vencendo quase todos os jogos. Temos uma boa equipe e estamos no topo da tabela. Essa é a grande diferença entre a temporada passada (quando defendeu o rebaixado Newcastle) e esta temporada. Mas ainda temos um longo caminho a percorrer até o final da temporada, por isso devemos ter certeza de que fique assim, porque tudo pode mudar", afirmou.