Mourinho foge de responsabilidade em 'caso Rooney' e confirma atacante para o clássico

Joogador foi flagrado bêbado em festa de casamento que ocorreu no hotel onde a seleção inglesa estava hospedada; Mourinho afirmou que Rooney está treinando normalmente e estará a sua disposição para o clássico diante do Arsenal

Mourinho foge de responsabilidade em 'caso Rooney' e confirma atacante para o clássico
Rooney esteve em campo diante da Escócia no último dia 11 (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)

A seleção da Inglaterra enfrentou a Espanha na última terça-feira, em Wembley, e o jogo terminou empatado em 2 a 2, com gols marcados por Adam Lallana, Jamie Vardy, Iago Aspas e Isco, que empatou a partida aos 50 minutos do segundo tempo. Anteriormente, o English Team havia recebido o time da Escócia e vencido por 3 a 0, em confronto marcado pelo retorno de Wayne Rooney ao time titular. No entanto, Rooney não esteve à disposição de Gareth Southgate, por uma lesão, segundo informações da FA.

Porém, segundo o tabloide inglês The Sun, o atacante esteve em festa na noite antes do jogo. O jornal publicou uma foto do atacante visivelmente embriagado e cercado de mulheres, em casamento no hotel que a Seleção Inglesa estava. Uma possível lesão no joelho após tropeçar em garrafa tirou o camisa 10 do Manchester United do duelo contra os espanhóis.

Jürgen Klopp, técnico do Liverpool, saiu em defesa de Wayne Rooney. O treinador alemão respondeu da segunda forma, quando perguntado pela imprensa sobre o assunto: “Todas as lendas do futebol bebiam como demônios e fumavam como loucos”. Assim como Klopp, José Mourinho também foi perguntado sobre o ocorrido, e afirmou que o aconteceu com Rooney quando ele estava na seleção é responsabilidade da FA e não dele nem do United.

“Quando eles vão para a seleção nacional, eles pertencem à equipe nacional. Que aconteça, para o bem, para o mal, eu não interfiro e não gosto de comentar. Às vezes eles voltam mais fortes do que quando eles saíram porque algo de bom aconteceu lá - algo positivo para eles, bons desempenhos, bons resultados. Outras vezes - lesões, às vezes graves lesões. Outras vezes, frustrações porque não jogavam ou porque o resultado foi ruim”, disse o técnico dos Red Devils.

O treinador português disse que o seu camisa 10 quer por um ponto final da história da última terça-feira (15) enfrentando o Arsenal, em jogo deste sábado (19). Apesar da imprensa inglesa acreditar que Rooney não jogará o clássico, Mou declarou nesta sexta-feira: “Nos últimos dois ou três dias, nada aconteceu. Ele treinou como todo mundo, ele quer jogar como todo mundo, ele está pronto”.

O Manchester United retorna aos campos nesse sábado (19), diante do Arsenal, em partida válida pela 12ª rodada da Premier League, dentro dos seus domínios, em Old Trafford. E Rooney, que começou os dois últimos jogos do United no time titular e emitiu um pedido de desculpas pelo fato, treina para pode estar à disposição de Mourinho.