Wenger admite que Rashford surpreendeu quando descoberto: “Ninguém na Inglaterra conhecia”

Treinador também revelou que Gunners precisam tomar cuidado com o garoto inglês; Camisa 19 dos Red Devils deve jogar no lugar de suspenso Ibrahimovic

Wenger admite que Rashford surpreendeu quando descoberto: “Ninguém na Inglaterra conhecia”
Foto: Catherine Ivill / AMA / Getty Images

O sucesso de Marcus Rashford na temporada passada pode ter pegado alguns de surpresa. O inglês surgiu na vitória sobre o Midtjylland pela Europa League ao marcar dois gols nesta partida, a sua estreia. Na coletiva desta sexta-feira (18), porém, Arsène Wenger admitiu que também foi um desses surpreendidos, visto que o atleta pode jogar contra o Arsenal neste sábado (19) no lugar do suspenso Ibrahimovic. Treinador francês também afirmou que Gunners precisam ter cuidado com ele.

Além da estreia promissora, Rashford foi fundamental na vitória do Manchester United sobre o próprio Arsenal no returno da temporada passada, em Old Trafford, por 3 a 2. Também foi importante em outro grande triunfo, sobre os rivais da cidade Manchester City fora de casa. O histórico do inglês é ótimo para quem tem menos de um ano em jogos profissionais, mas o de Ibrahimovic, titular dos Red Devils também é bom. Múltiplos títulos nacionais, ajudante em reconstrução do PSG, ergueu a Suécia no cenário futebolístico além de ser ídolo de uma geração. Wenger, porém, comentou sobre Marcus ser o possível substituto de Zlatan.

“Certamente o United preferia contar com Ibrahimovic, creio eu”, disse o francês na coletiva. “Mas também temos jogadores contundidos [Bellerín, por exemplo] e não vamos esquecer que o garoto [Rashford] nos matou na temporada passada. Portanto, não vamos especular sobre possíveis fraquezas do Manchester”, acrescentou Wenger, que busca a primeira vitória no Old Trafford pela Premier League em uma década.

O comandante do Arsenal também deu uma breve explicação do por que ter sido pego de surpresa com a aparição de Marcus. Também revelou que sabia do brilho que o atleta revelado pelos Red Devils tinha quando o viu jogar contra o FC Midtjylland. “Talvez eu tenha sido um pouco menos surpreendido, pois o vi jogar contra um time dinamarquês e dali logo vi que ele era especial. Ele tem boa movimentação em cruzamentos, trabalha bem os espaços dentro da área. Certamente pegou todos de surpresa pois ninguém o conhecia na Inglaterra”, completou.