Giroud sai do banco, marca no fim e Arsenal arranca empate com Manchester United

Donos da casa foram melhores durante boa parte do jogo, abriram o placar com Mata, mas Giroud empatou partida aos 43 da segunda etapa, após grande jogada de Chamberlain; Red Devils continuam sem vencer clássico e podem cair para a 7ª posição, enquanto Arsenal perde chance de chegar a liderança

Giroud sai do banco, marca no fim e Arsenal arranca empate com Manchester United
Foto: Divulgação/Manchester United
Manchester United
1 1
Arsenal
Manchester United: De Gea; Valencia, Jones, Rojo, Darmian (Blind); Carrick, Herrera, Pogba, Mata (Schneiderlin); Rashford, Martial (Rooney). José Mourinho.
Arsenal: Cech; Jenkinson (Chamberlain), Mustafi, Koscielny, Monreal; Coquelin (Xhaka), Elneny (Giroud), Ramsey, Özil; Walcott, Sanchez. Àrsene Wenger.
Placar: 1-0, Mata (68'); 1-1, Giroud (88')
ÁRBITRO: Andre Marriner. Amarelos: Alexis Sanchez, Darmian, Juan Mata, Ramsey, Xhaka, Rooney.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada da Premier League, realizada no Old Trafford, em Manchester.

Sentimento de derrota contra alegria pelo empate. Isso resumo o jogo entre Manchester United e Arsenal, ocorrido nesse sábado (19), em Old Trafford, válido pela 12ª rodada da Premier League. Os donos da casa dominaram amplamente a partida, chegaram ao gol de Cech diversas vezes, mas Arsenal chegou ao empate nos minutos finais.

Mata abriu o placar para os donos da casa aos 23’ do segundo tempo, enquanto Giroud empatou o jogo aos 43 minutos da segunda etapa. O empate deixa os Red Devils com 19 pontos e na sexta colocação e podendo ser ultrapassado pelo Everton, enquanto o Arsenal fica com 25 e perde a oportunidade de chegar a liderança do campeonato.

Na próxima rodada, os comandados de José Mourinho recebem a equipe do West Ham, no domingo (27). Já o time treinador por Àrsene Wenger enfrenta o Bournemouth, no Emirates, também no domingo.

Arsenal tem mais posse de bola, mas United apresenta mais perigo ao gol de Petr Cech

A partida iniciou com uma grande pressão dos donos de casa no campo de defesa do Arsenal e dentro desse contexto os visitantes não conseguiram jogar nos minutos iniciais. O time de Mourinho tentava chegar ao gol defendido por Cech, principalmente, com jogadas de Rashford, pela direita, e Martial, pela esquerda, enquanto eram auxiliados por Mata e Pogba.

Aos quatro minutos de jogo, Ander Herrera foi derrubado por Elneny e o United teve a primeira grande oportunidade da partida. Na cobrança, Juan Mata bateu bem na bola e esta saiu próximo ao gol, à direita de Cech. Pogba movimentava-se, mostrava-se para o jogo e tentava jogadas individuais. Em uma dessas, se desvencilhou bem da marcação e tentou passe para Rashford, que se encontrava frente ao gol, todavia a bola foi cortada antes de chegar ao camisa 19.

A partir desse momento, os visitantes começaram a equilibrar mais o jogo. Aos seis minutos, Sanchez roubou bola no meio de campo, avançou e finalizou, bola desviou na defesa do United e saiu em escanteio. Após a cobrança do escanteio, Monreal cruzou a bola na área, que foi desviada por Walcott e chegou a Sanchez, que cabeceou mal e bola saiu à direita da meta defendida por De Gea.

Em dois lances seguidos e parecidos, Valencia e Pogba foram à linha de fundo com autoridade, cruzaram, porém não acharam ninguém para finalizar a jogada. Assim como Martial, que cruzou da esquerda para achar alguém na área e bola ficou segura com o goleiro adversário.

Em bela jogada, Rashford, Mata e Herrera tabelaram, o inglês cruzou para Pogba, mas achou o francês em posição de impedimento. Em seguida, Pogba tentou mais uma enfiada de bola, dessa vez para Mata, mas Koscielny interceptou e jogou para lateral.

Em lance polêmico, Martial deu belo passe para Valencia, que driblou Monreal, caiu e pediu pênalti, sendo rapidamente ignorada pelo árbitro. No minuto seguinte, aos 35’, Pogba deu grande bola para Mata, que limpou bem a jogada, finalizou no canto de Cech e goleiro fez grande defesa, jogando a bola para escanteio.

Já aos 40 minutos, Herrera se antecipou no ataque, roubou a bola, tabelou com Pogba e passou para Martial, que finalizou para mais uma boa defesa de Cech. No rebote do escanteio, o mesmo Martial bateu para nova defesa do tcheco, dessa vez mais tranquila.

United domina, abre o placar com Mata, porém Giroud sai do banco e empata aos 43’

Os donos da casa começaram a segunda etapa como terminaram a primeira: dominando o Arsenal e chegando a meta defendida por Cech. Já aos quatro minutos, Martial arrancou bem, rumo à área do Arsenal, mas antes de chegar até essa, finalizou mal no meio do gol e Cech fez segura defesa. Os visitantes por sua vez pouco faziam e não apresentavam perigos a De Gea.

O trio Pogba, Herrera e Mata estava mostrando um grande futebol, e sendo auxiliado pelos bons jogos de Rashford e Valencia, além da boa entrada de Rooney, no lugar de Martial. Esses faziam boa jogada, envolviam a defesa dos Gunners e cobravam boas defesas do goleiro adversário. O gol sair parecia questão de minutos e aos 23’ enfim saiu.

Em rápida e eficiente jogada, Pogba recebeu cobrança de lateral de Valencia, esperou a escapada de Herrera, passou a bola para o meia espanhol, que achou seu compatriota Juan Mata sozinho na área e cruzou para este finalizar bem e abrir o placar.

Mata abriu o placar para os donos de casa (Foto: Manchester United)
Mata abriu o placar para os donos de casa (Foto: Manchester United)

Na sequência do gol, o United também chegou perigosamente aos 25 minutos, quando Rooney, na direita, achou Rashford no lado inverso e o jovem atacante tentou finalizar duas vezes, mas foi impedido pelo lateral Jenkinson. O Arsenal tentava equilibrar a partida e chegar ao gol de De Gea, mas não finalizava e continuava sem apresentar algum tipo de perigo real.

Aos 34 minutos, Rojo quase ampliou o placar no Old Trafford. Blind, que havia entrado no lugar de Darmian, cruzou na esquerda, a bola passou por toda a área, até p defensor cabecear mal e bola sair à direita do gol de Cech. Já aos 37’, Wenger colocou Chamberlain na partida, na vaga de Jenkinson e o inglês mudaria o rumo da partida.

Oxlade-Chamberlain, aos 43’, fez boa jogada individual, se desvencilhou de Rashford, foi até a linha de fundo e fez ótimo cruzamento para Giroud empatar o clássico, na único finalização dos visitantes na meta. 

Chamberlain entrou na partida para mudar o rumo desta (Foto: Arsenal/Getty Images)
Chamberlain entrou na partida para mudar o rumo desta (Foto: Arsenal/Getty Images)