Rooney supera marca histórica, United bate Feyenoord e depende de si para se classificar

Atacante inglês marca o primeiro gol e supera van Nistelrooy como maior artilheiro em competições europeias pelo clube; equipe de Mou pode empatar na última rodada que avança à fase mata-mata da UEL

Rooney supera marca histórica, United bate Feyenoord e depende de si para se classificar
Foto: James Baylis - AMA / Getty Images
Manchester United
4 0
Feyenoord
Manchester United: Romero; Valencia, Jones, Blind, Shaw; Carrick, Pogba; Mata (Rashford 70'), Rooney (Depay 82'), Mkhitaryan (Lingard 82'); Ibrahimovic.
Feyenoord: Jones; Karsdorp, Dammers, Van der Heijden, Nelom; Tapia, Kuyt (Berghuis 61'), Vilhena; Toornstra (Basacikoglu 78'), Jørgensen (Kramer 73'), Elia.
Placar: 1-0, min. 35, Rooney. 2-0, min. 69, Mata. 3-0, min. 75, Jones (GC). 4-0, min. 90+1, Lingard.
ÁRBITRO: Manuel Grafe.
INCIDENCIAS: partida válida pela quinta rodada do grupo a da uefa europa league, disputado no old trafford, em manchester, inglaterra.

Em jogo de vida ou morte para os dois lados, Manchester United e Feyenoord se enfrentaram no Old Trafford pela quinta rodada da Uefa Europa League, no início da noite desta quinta-feira (24). Os donos da casa, porém, saíram com vida ao vencer por 4 a 0 os rivais holandeses.

Wayne Rooney marcou o primeiro, se tornando assim o maior artilheiro dos Red Devils em competições europeias. Segundo gol saiu dos pés do inglês, mas foi Mata quem fez, o terceiro foi gol contra do goleiro Jones, e o quarto por Lingard

O triunfo dá um conforto maior ao United, tirando um pouco do peso que poderia vir a ter devido à posição que se encontrava na tabela. O time inglês chega aos nove pontos, um atrás do líder do Grupo A Fenerbahçe. O Feyenoord continua com seus sete pontos e cai uma posição, indo para terceiro.

Na próxima rodada, o Manchester visita o Zorya buscando a confirmação da classificação, enquanto que o Feyenoord recebe o Fenerbahçe. Ambos jogos acontecem no próximo dia oito, às 16h, horário de Brasília. 

United começa melhor, sofre sufoco em sequência de defesa do Romero e abre o placar na primeira etapa

A vitória do Fenerbahçe passou uma mensagem bem forte de necessidade de triunfo para as duas partes envolvidas. Sabendo disso, o United, mandante, começou mais em cima, buscando duas jogadas de bola longa logo nos primeiros dois minutos, mas nada que pudesse oferecer algum perigo à defesa visitante. O Feyenoord, por sua vez, se defendia como podia, fechando espaços e evitando que o adversário tocasse a bola próximo da área. 

Depois do United ficar mais no ataque no início do jogo, a partida ganhou a cara de que geralmente tem no meio da primeira etapa: um certo equilíbrio e muitas trocas de posses de bola. O Feyenoord chegou em algumas oportunidades, mas acabou vendo algumas jogadas afastadas ou que terminaram em impedimento.

Aos 26 minutos, porém, Romero foi obrigado a fazer a primeira participação no jogo. Os visitantes chegaram no contra-ataque, chutaram de dentro da área, o argentino fez a defesa e no rebote Kuyt arrematou novamente, fazendo o camisa 20 agora defender com o pé no reflexo. 

Os donos da casa também tiveram seus relances no ataque, mas que acabaram da mesma maneira que os dos holandeses antes das defesas de Romero. Contudo, aos 35 minutos, Wayne Rooney recebeu belo passe dentro da área em jogada próxima, recebeu e bateu pro gol tirando do goleiro, abrindo o placar no Old Trafford e se tornando maior artilheiro em competições europeias pelo Manchester United. 

Donos da casa pressionam mais, marcam mais dois e vencem o confronto

Da maneira que começou o primeiro, aconteceu no segundo. Os Red Devils foram mais vezes ao ataque, buscando impor intensidade e velocidade na partida, tentando pegar os adversários desprevenidos ao mesmo tempo que não deixa-os trabalhar a bola como provavelmente queriam. Mkhitaryan, por sua vez, apareceu forte neste início, tendo duas chances de oportunidade perigosa, mas sem sucesso. 

Próximo dos 20 minutos, o mesmo Mkhitaryan apareceu pela esquerda recebendo passe de Ibrahimovic e arrematando, mas a bola bate na rede pelo lado de fora. Já se aproximando mais dos 30 minutos, o segundo gol dos donos da casa aconteceu. Em bela troca de passes, Rooney conseguiu achar Mata com o gol vazio, que só empurrou para o fundo das redes, ampliando a vantagem. 

Ibrahimovic recebeu pela esquerda, sem marcação e dentro da área, e tentou o toque para o meio, porém o goleiro Jones acabou desviando a bola para dentro do gol com sua perna esquerda, marcando o terceiro dos donos da casa. Lingard, já nos acréscimos, ainda fechou o placar com um belo gol.