Southampton mostra eficiência ao bater Arsenal no Emirates e avança às semifinais da Copa da Liga

Com direito a homenagem para Chapecoense, Saints jogam bem, aproveitam chances e estão nas semifinais da Copa da Liga Inglesa

Southampton mostra eficiência ao bater Arsenal no Emirates e avança às semifinais da Copa da Liga
Foto: Adrian Dennis/Getty Images
Arsenal
0 2
Southampton
Arsenal: Martinez; Jenkinson (Maitland-Niles, Min. 64), Holding, Gabriel Paulista e Gibbs; Coquelin e Elneny (Xhaka, Min. 43); Reine-Adelaide (Chamberlain, Min. 62), Ramsey e Iwobi; Lucas Pérez. técnico: Arsene Wenger
Southampton: Forster; Martina, Yoshida, Van Dijk e Bertrand; Reed (Hojbjerg, Min. 65), Clasie, Davis e McQueen; Boufal (Sims, Min. 66) e Long. técnico: Claude Puel
Placar: 0-1, Clasie, Min. 13; 0-2, Bertrand, Min. 38
ÁRBITRO: Kevin Friend; cartões amarelos: Elneny (Min. 29), Iwobi (Min. 33), Yoshida (Min.34), Lucas Pérez (Min. 80)
INCIDENCIAS: partida válida pelas quartas de finais da copa da liga inglesa, realizada no emirates stadium, em londres.

Adeus sina das quartas de finais. Nesta quarta-feira (30), o Arsenal recebeu o Southampton no Emirates pelas quartas de finais da Copa da Liga Inglesa. Com dois gols na primeira etapa, de Clasie Bertrand, e jogando com inteligência, os Saints venceram os Gunners por 2 a 0 e estão nas semifinais da competição. Manchester UnitedLiverpool ou Hull City será seu adversário.

As duas equipes retornam a campo pela Premier League no próximo sábado (3). Os Gunners encaram o West Ham fora de casa, às 15h30 (horário de Brasília). Um pouco mais cedo, às 13h (horário de Brasília), o Southampton vai até o Selhurst Park encarar o Crystal Palace.

Saints são eficientes e abrem dois de vantagem

O início de jogo foi de bastante estudo pelos dois lados. O Arsenal até conseguia descer bem ao ataque, principalmente pelo meio, mas pecava bastante no momento do passe final, muito por conta da ótima e forte marcação dos Saints, que conseguiam recuperar a bola com velocidade na maioria das vezes e tentavam chegar no contra-ataque.

E foi desta forma que os visitantes conseguiram abrir o placar no Emirates, quando Bertrand recebeu na esquerda, avançou e cruzou rasteiro para Boufal, que finalizou de primeira, mas a bola bateu na marcação. Porém, a sobra ficou na área com o holândes Clasie, que soltou uma bomba e abriu o placar em Londres: 1 a 0 Southampton.

O jogo do Arsenal era péssimo. Os Gunners não conseguiam criar chances, enquanto os Saints faziam uma partida praticamente impecável e sem erros. E, com isso, os visitantes surpreendentemente ampliaram a vantagem aos 38', quando Boufal recebeu na esquerda e cruzou para Bertrand, que recebeu na entrada da área e finalizou cruzado, rasteiro, sem chances para Martínez: 2 a 0 Southampton. Depois disso, nada mais aconteceu e os Saints foram para o intervalo na frente e com méritos.

Mais movimentação, mas com Saints segurando vitória e classificação

O segundo tempo começou da mesma maneira, com o Southampton se fechando muito bem e chegando nos contra-ataques, enquanto o Arsenal tentava povoar mais o meio de campo e chegar pelo meio, mas sem sucesso. Os Saints quase marcaram com Long, que aproveitou boa marcação dos seus companheiros no campo de ataque, ficou com a bola e arriscou de longe para defesa de Martínez.

O Arsenal tinha muito mais posse de bola que o Southampton, principalmente após o 2 a 0. O problema era a falta de finalizações, pois os Gunners rondavam bastante e até bem a área dos visitantes, mas completamente sem objetividade, além de parar na ótima defesa formada pelos comandados de Claude Puel.

Só que os visitantes faziam um ótimo segundo tempo também e chegavam com muito perigo também. A primeira foi com Davis, que finalizou após cruzamento da esquerda, mas a bola foi por cima da meta de Martínez. Poucos minutos depois, Long foi muito bem acionado na costas do zagueiro brasileiro Gabriel Paulista, ganhou na corrida, saiu cara a cara com Martínez, mas tirou demais e mandou para fora.

No final do jogo, foi um verdadeiro bombardeio do Arsenal, que se lançou totalmente à frente em busca do gol. Chamberlain quase marcou, quando recebeu na área e finalizou de primeira, mas mandou por cima. Nos minutos finais, todo o time londrino estava no ataque, seja pelos lados ou pelo meio, mas nada de gols e os Saints garantiram uma grande classificação.