Fator casa: Audax conta com forte mando de campo para surpreender na finalíssima

Equipe que surpreendeu a todos na competição, agora espera confirmar o bom momento no primeiro jogo em casa

Para finalíssima, Audax contam com a força em casa

Neste domingo (01/05) o Audax recebe o Santos no estádio José Liberatti para o primeiro jogo da final em Osasco, na Grande São Paulo. E é justamente sobre este peculiar e até então desconhecido estádio que falaremos neste espaço.

O estádio que tem menos de 20 anos de existência é a casa de quatro equipes, além do próprio Audax, abriga o Grêmio Osasco (da Série A3) e os times feminininos do Corinthians Audax e do Osasco Futebol Clube, com o primeiro jogando a elite da modalidade no Brasil e o segundo disputando a Série A2 do futebol paulista.

Com apenas 12.900 lugares, o estádio foge do clima de arena que muitos dos estádios dos principais times do estado tem tido, com um clima de alçapão que os estádios desse porte tendem a ter.

E ele será muito importante para esse primeiro duelo da decisão, não só por ser a esperança da equipe da casa abrir vantagem, mas também porque os números dos últimos anos mostram que vencer o primeiro jogo lhe garante boas chances de título. Para se ter uma ideia desde 2007 (quando o campeonato voltou a ter final, em 2005 e 2006 foi por pontos corridos). O time que vence o primeiro jogo levou a melhor em 6 de 9 decisões (já que o Corinthians empatou a primeira partida em 2011).

Ou seja o retrospecto mostra poucas reviravoltas no contexto do campeonato, o problema que o time responsável por reverter os dois resultados, foi o Santos (fazendo 2 a 0 sobre o São Caetano em 2007 e 1 a 0 sobre o Palmeiras em 2015, levando a melhor nos pênaltis). E conseguindo fazer valer o fator casa após a igualdade com o Corinthians em 2011.

Vale ressaltar que o Audax teve um começo errante em seus domínios na temporada, perdendo três dos primeiros quatro confrontos no seu estádio, porém depois do revés de  3 a 1 para a Ponte Preta na sexta rodada, o time entrou num percurso que somada a fase de quartas de final onde eliminou o São Paulo por 4 a 1 em casa, a equipe acumula quatro vitórias e um empate no estádio.

No período foram 10 gols marcados e apenas 3 sofridos, ajudando assim a equipe a chegar a esta fase do torneio, agora o fator casa será fundamental já que o rival da ocasião tem demonstrado algumas dificuldades ao jogar fora de casa durante a temporada. Entretanto o Peixe ostenta uma longa rivalidade em casa, ou seja o ideal é abrir algum tipo de vantagem nesse primeiro cotejo para assim chegar com boas chance à Vila Belmiro. Portanto mais do que nunca será necessário a força do público local apoiando o time sensação do campeonato que terá na sua casa mais uma vez parte fundamental para a possível chegada do time ao hall de campeões paulistas.