CRB vence novamente CSA com gol no fim e conquista bicampeonato alagoano

Galo tinha vantagem de ter vencido primeiro jogo e controlou adversário no confronto decisivo; Neto Baiano assinalou o tento que garantiu mais um título estadual para a equipe alvirrubra

CRB vence novamente CSA com gol no fim e conquista bicampeonato alagoano
(Foto: Thiago Davino/Minuto Esportes)
CSA
0 1
CRB
CSA: Jeferson; Hudson, Leandro Souza, Douglas Marques e Bruno Santa Rosa (Cleyton – intervalo); Henrique Choco, Jean Cléber e Didira (Bismarck – 15’/2ºT); João Paulo Penha, Luís Soares e Rafael Oliveira (David Dener – 32’/1ºT). Técnico: Oliveira Canindé.
CRB: Juliano; Jonathan Bocão, Audálio, Gabriel e Diego Corrêa; Olívio, Somália (Luiz Fernando – 27’/2ºT), Rivaldo e Marcos Aurélio (Matheus Galdezani – 08’/2ºT); Luidy e Lúcio Maranhão (Neto Baiano – 13’/2ºT). Técnico: Mazola Júnior.
Placar: 0-1, Neto Baiano, 46'/2ºT.
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas (FIFA/PA), auxiliado por Danilo Simon Manis (Aspirante FIFA/SP) e Daniel Paulo Ziolli (Aspirante FIFA/SP) | Cartões amarelos: Rivaldo (CRB - 19'/1ºT), Jonathan Bocão (CRB - 23'/1ºT), Marcos Aurélio (CRB -25'/1ºT), Didira (CSA - 29'/1ºT), Lúcio Maranhão (CRB - 35'/1ºT), Diego Corrêa (CRB - 10'/2ºT), Somália (CRB - 21'/2ºT), Henrique Choco (CSA - 22'/2ºT), Luiz Fernando (CRB - 30'/2ºT) e Neto Baiano (CRB - 35'/2ºT) | Cartões vermelhos: Luís Soares (CSA - 41'/2ºT) e Matheus Galdezani (CRB - 44'/2ºT)
INCIDENCIAS: Segundo jogo da final do Campeonato Alagoano 2016. Jogo realizado no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, na tarde deste domingo (08)

O CRB tinha vencido o primeiro jogo por 2 a 0 e abriu enorme vantagem na decisão do Campeonato Alagoano. Para o segundo confronto, era evidente que o time entraria em campo com a marcação reforçada para evitar qualquer gol adversário que deixasse o título escapar. O CSA tinha o melhor ataque do campeonato e precisava colocar a bola na rede no segundo jogo da final para inverter a vantagem regatiana. Melhor para os alvirrubros. O Galo foi firme na marcação e foi premiado com gol nos acréscimos.

Neto Baiano foi o autor do tento que garantiu a vitória do CRB no último Clássico das Multidões de 2016 por 1 a 0. O jogo realizado no Estádio Rei Pelé, garantiu o bicampeonato alagoano do Regatas. Agora, o time acumula 28 conquistas, enquanto o CSA mantém a hegemonia, com 37 títulos.

Sem muito tempo para comemorações, os alvirrubros entram em campo nesta quarta-feira e enfrentam o Vasco da Gama, bicampeão carioca, pelo primeiro jogo da segunda fase da Copa do Brasil. A partida será realizada novamente no Estádio Rei Pelé, às 21h45 desta quarta-feira (11). Ao CSA, resta a preparação para o Campeonato Brasileiro da Série D, que começa no mês de junho.

CSA pressiona, mas Juliano salva o Galo

Com a necessidade maior do resultado positivo nos 90 minutos restantes da decisão do Campeonato Alagoano, o CSA partiu para o ataque. Com mais posse de bola, o Azulão ditou o ritmo do primeiro tempo. Com uma trinca de volantes formada por Olívio, Somália e Rivaldo, o CRB se esforçava para impedir o avanço azul.

A primeira boa oportunidade veio aos seis minutos. João Paulo Penha recebeu bola na entrada da área, entrou e chutou colocado. O goleiro Juliano espalmou e evitou o gol azulino. O CSA tentou chegar mais uma vez aos 16 minutos, quando Didira deu um belo chapéu em Somália e tentou acionar Rafael Oliveira em lançamento, mas a pelota ficou nas mãos do arqueiro do Galo. Nova chance de gol para o CSA aos 19 minutos. O time cobrou falta rápido e João Paulo Penha arriscou de fora da área. A bola passou perto do travessão.

O CRB respondeu com muito perigo aos 22, e quase abriu o marcador. Henrique Choco falhou feio no meio de campo. Lúcio Maranhão ficou com a bola, avançou pela esquerda, cruzou e Marcos Aurélio finalizou na trave defendida pelo goleiro Jeferson. O jogo ficou faltoso, muitos jogadores, principalmente do CRB. Momentos perigosos vieram a acontecer de novo apenas aos 38 minutos. Henrique Choco se redimiu da falha e mandou um forte chute de fora da área, Juliano espalmou apenas com uma mão. No rebote, Luís Soares tentou empurrar, mas Juliano tirou com os pés.

CSA falha na pontaria, e Neto Baiano consagra bicampeonato do CRB

Com menos tempo para marcar gols e tentar levantar o troféu do Campeonato Alagoano depois de oito anos, o CSA continuou no ataque. Com mais posse de bola, o time trabalhava a bola no meio de campo, mas não conseguia finalizar com perigo. Aos sete minutos, Luís Soares passou por Olívio dentro da área do Galo e cruzou para João Paulo Penha. O meia cabeceou por cima da trave de Juliano.

Com o passar do tempo, o Azulão ficou nervoso em campo. Jogadores trocaram muitos passes errados e tinham dificuldades em encaixar um contra-ataque. Aos 18 minutos, Luís Soares recebeu na entrada da área, encheu o pé e Juliano fez uma excelente defesa. No minuto seguinte, a melhor oportunidade da equipe do Mutange em todo o jogo. Cleyton foi lançado por trás da defesa do CRB, tocou na saída de Juliano, mas mandou a bola no lado de fora da rede.

Aos 28 minutos, o CSA se lançou ao ataque para o “tudo ou nada”. Luís Soares levantou a bola na área regatiana, David Dener desviou de cabeça e passou perto. Aos 31, Cleyton fez boa jogada pela direita, cruzou rasteiro e Bismarck chutou forte e isolou. O Azulão tinha as oportunidades, mas a ineficácia em finalizar culminou na perda do título. Após muita insistência e mau aproveitamento, o time cansou e os alvirrubros começaram a comemorar o bicampeonato antes mesmo do fim do jogo.

O CSA teve uma última oportunidade. Em cobrança de falta na entrada da área, Bismarck bateu com força e Juliano defendeu. Aos 39 minutos, o CRB quase marcou. Luís Fernando recebeu sozinho, ajeitou e encheu o pé. O goleiro Jeferson fez a defesa. Aos 41 minutos, Luís Soares foi expulso. Aos 44, Matheus Galdezani recebeu o cartão vermelho. Aos 46, a massa alvirrubra fez a festa. Luiz Fernando avança pela direita e cruza para Neto Baiano, que finalizou e a bola entrou bem devagar para carimbar o bicampeonato alagoano do CRB.