Estádio Mané Garrincha é interditado pelo STJD após confusão entre torcedores

Processo será julgado na próxima segunda, dia 13 de junho, pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD do Futebol

Estádio Mané Garrincha é interditado pelo STJD após confusão entre torcedores
Partida entre Palmeiras e Flamengo, em Brasília, no último domingo (Foto: Gilvan de Souza / Divulgação/ Flamengo)

Na tarde desta quarta-feira (8), o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (STJD), Caio Cesar Rocha, interditou o Estádio Mané Garrincha, em Brasília, para receber partidas de futebol. De acordo com Rocha, "o local não está em condições para receber os jogos devido a falta de segurança". A interdição será mantida até que sejam apresentadas soluções de melhoria do estádio.

O pedido foi deferido após denúncia feita pelo Procurador-Geral do STJF, Paulo Schmmitt, na confusão entre as torcidas do Palmeiras e Flamengo no intervalo da sexta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Trinta pessoas que integram torcidas organizadas foram presas. Dois torcedores flamenguistas foram gravemente feridos. A decisão se restringe para realização de jogos de futebol e não se aplica a outros eventos.

No início da noite, Rocha acrescentou, em nota, informações sobre a partida entre Fluminense e Corinthians que tinha sido agendada para 16 de junho. Ele intima à Diretoria de Competições da CBF que mude o local do jogo. 

"Informo outrossim,  através de novo despacho , em razão da notícia de que já há partida da Série A do Campeonato Brasileiro (Fluminense x Corinthians) marcada para ser realizada no estádio Mané Garrincha, no dia 16/06/2016, determina , excepcionalmente e com urgência, a notificação da Diretoria de Competições da CBF para que esta, diante das circunstâncias específicas, assinale se é possível a remarcação da referida partida para outro local, de forma que, em caso de manutenção da partida no referido estádio, assumirá ela, juntamente com os clubes, a responsabilidade pela segurança na praça desportiva. Determina ainda, que essa prévia notificação à Diretoria de Competições da CBF é feita de modo excepcionalíssimo, diante das circunstâncias específicas do caso, e que não se abrirá qualquer outra exceção", disse.

Denúncia e Julgamento agendado

O Flamengo estava com mando de campo na partida contra o Palmeiras no Estádio Mané Garrincha no último domingo (5). Nas imagens (veja vídeo abaixo), é possível ver cadeiras, mesas e outros objetos sendo arremessados pelos torcedores e os policias revidando com bombas de efeito moral e spray de pimenta, o que fez o público e jogadores passarem mal e o jogo atrasar no segundo tempo.

O Flamengo foi denunciado por infração aos artigos 206 (atraso), 211 (Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização), 213, inciso I (deixar de prevenir e reprimir desordens) e 191, incisos I e III (deixar de cumprir obrigação legal e o regulamento da competição).

Já o Palmeiras também responderá por atraso (206), desordens (213, inciso I) e por não cumprir obrigação legal e o regulamento da competição (191, incisos I e III).

A Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) julgará os clubes na próxima segunda, dia 13 de junho.