Vila Nova vence Oeste fora de casa e se afasta da zona de rebaixamento na Série B

Equipe goiana se aproveita de falhas dos paulistas para chegar à vitória e ultrapassar o rival na tabela de classificação

Vila Nova vence Oeste fora de casa e se afasta da zona de rebaixamento na Série B
Ataque do Vila Nova voltou a funcionar diante do Oeste (Foto: Divulgação / Vila Nova FC)
Oeste
1 3
Vila nova
Oeste: Felipe Alves; Velicka (Matheus Vargas, min. 76), Francis e Bruno Silva; André Castro (Maurinho, intervalo), Danielzinho, Mazinho e Wellington (Francisco Alex, min 61); Léo Artur, Marcus Vinícius e Crysan. Técnico: Fernando Diniz.
Vila nova: Wagner Bueno; Jefferson Feijão (Luiz Fernando, min. 82), Douglas Assis, Vinicius Simon e Marcelo Cordeiro; Anderson, Victor Bolt (Reginaldo, min. 62), Robston e Roger; Jean Carlos (Fernando Neto, min. 70) e Fabinho. Técnico: Guilherme Alves.
Placar: 0-1, min. 54, Jean Carlos. 1-1, min. 77, Marcus Vinícius. 1-2, min. 80, Robston. 1-3, min. 91, Fabinho.
ÁRBITRO: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ). Cartões Amarelos: André Castro (min. 41), Léo Artur (min. 65), Robston (min. 69), Fernando Neto (min. 85).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, disputada na Arena Barueri, em Barueri.

Oeste e Vila Nova entraram em campo na noite deste sábado (18) para se enfrentar na Arena Barueri, em Barueri, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O duelo terminou com vitória do time goiano por 3 a 1, com gols de Jean Carlos, Robston e Fabinho, enquanto Marcus Vinícius descontou para os mandantes.

Com a vitória o Vila Nova chegou à 11ª posição na tabela de classificação da Série B, ultrapassando o próprio Oeste que caiu para a 12ª colocação. As duas equipes somam 13 pontos, três à frente dos clubes que ocupam a zona de rebaixamento e quatro atrás do G-4 da competição.

Oeste e Vila Nova voltam a campo na próxima terça-feira (21) pela 11ª rodada da Série B. Os paulistas vão à Fortaleza, onde enfrentam o Ceará às 19h15, enquanto os goianos voltam a atuar diante de sua torcida enfrentando o Criciúma às 21h30.

Marcado por protestos da torcida, primeiro tempo termina sem gols

Os primeiros minutos minutos de bola rolando seguiram o mesmo padrão dos jogos anteriores da equipe do Oeste, com a equipe paulista dominando completamente a posse de bola e esperando os espaços cedidos pelo adversário. 

Mas, apesar do domínio de bola, a primeira oportunidade do Rubro-Negro paulista surgiu apenas aos 16 minutos, quando Marcus Vinícius encontrou Léo Artur na área adversária, mas o artilheiro finalizou mal, sem levar perigo ao gol de Wagner Bueno.

Com um esquema muito defensivo em campo o Vila Nova praticamente abdicou do ataque durante a primeira etapa, a única oportunidade do clube goiano surgiu dos pés de Roger, que invadiu a área adversária e bateu cruzado, obrigando Felipe Alves a fazer boa defesa.

 Com os dois times errando muito dentro de campo e chances de gol praticamente inexistentes as atenções se voltaram para as arquibancadas. Torcedores do Oeste que viajaram de Itápolis para Barueri protestaram pelo fato do time disputar seus jogos longe da cidade interiorana, devido à parceria do Tigre com o Audax, de Osasco.

Desta maneira, com insatisfação nas arquibancadas e uma partida monótona dentro de campo o primeiro tempo se arrastou até o final sem que os goleiros voltassem a trabalhar.

 Em segundo tempo movimentado, Vila Nova aproveita as falhas do Oeste para chegar à vitória

Se a primeira etapa deixou muito a desejar, no segundo tempo as duas equipes voltaram a campo dispostas a recompensar seus torcedores. Logo na saída de bola o Vila Nova avançou ao ataque e com poucos segundos de bola rolando Jean Carlos arriscou e Felipe Alves tocou na bola antes dela explodir no travessão.

Logo na sequência o Oeste respondeu, após boa troca de passes do time paulista Cryslan bateu forte da entrada da área, a bola passou por cima do gol, muito perto do travessão, levantando os poucos torcedores presentes na Arena Barueri.

O forte ritmo de jogo não demorou a resultar em gol, aos 9 minutos Fabinho lançou Jean Carlos na área e o atacante bateu com estilo na saída do goleiro Felipe Alves para abrir o placar em favor do Vila Nova.

Em desvantagem no marcador o time paulista se lançou ao ataque, abrindo espaços para o adversário. Em duas oportunidades os atacantes do Vila Nova forçaram o goleiro Felipe Alves a realizar boas defesas, impedindo que os visitantes ampliassem a vantagem.

A pressão do Oeste no entanto encontrou resultado, aos 32 minutos Francisco Alex desviou cruzamento e Wagner Bueno fez grande defesa, mas no rebote Marcus Vinícius empurrou para o gol vazio, igualando o marcador.

A igualdade no entanto não durou muito, três minutos após o empate Mazinho tentou o recuo de bola para Felipe Alves, mas entregou a bola nos pés de Robston, que não desperdiçou a oportunidade e colocou o Vila Nova mais uma vez em vantagem no placar.

Novamente atrás no marcador o time do Oeste foi com tudo ao ataque. No minuto final o clube paulista teve escanteio a seu favor e o arqueiro Felipe Alves foi para a área, a defesa goiana afastou o perigo e Fabinho bateu de longe para o gol vazio para marcar o terceiro gol do Vila Nova e dar números finais ao jogo.