Com pretensões distintas na competição, Tupi-MG e Atlético-GO duelam em Juiz de Fora

Enquanto o Galo Carijó tenta respirar na zona de rebaixamento da competição, Dragão quer se manter no G-4

Com pretensões distintas na competição, Tupi-MG e Atlético-GO duelam em Juiz de Fora
(Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
Tupi-MG
Atlético-GO
Tupi-MG: Rafael Santos; Douglas, Gabriel Santos, Rodolfo Mol, Luiz Paulo, Renan, Filipe Alves, Marcos Serrato, Octávio, Jonathan e Giancarlo.
Atlético-GO: Márcio; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino, Raul, Michel, Pedro Bambu, Marquinho, Luiz Fernando, Gilsinho e Alison.
ÁRBITRO: Vinicius Furlan (SP), auxiliado por Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 17° rodada da série B do Campeonato Brasileiro, a ser disputado no Estádio Municipal, em Juiz de Fora, no dia 23 de julho, às 16h.

Em lados opostos da tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro, Tupi-MG e Atlético-GO se enfrentam em Juiz de Fora, neste sábado (23), às 16h, no Estádio Municipal, pela 17° rodada da competição. Na 19º posição, o Galo Carijó não tem a chance de sair da zona de rebaixamento nesta rodada, mesmo que vença o adversário. Já o Dragão, mesmo tendo caído duas posições após o último confronto no Brasileirão, tem quatro pontos de distância para o quinto colocado, e garante, pelo menos, a manutenção da 4º posição na tabela, qualquer que seja o resultado do jogo.

As duas equipes vêm de derrotas na competição e fazem um confronto inédito em suas histórias. O Tupi perdeu fora de casa para o CRB, por 3 a 0, ficando a seis pontos do primeiro time fora do Z-4, e o Atlético-GO foi derrotado pelo Londrina, por 2 a 1, no Estádio Serra Dourada, e viu Ceará e CRB o ultrapassarem. Em fase final do primeiro turno, o Tupi tenta não se complicar na zona de degola e vem enfrentando algumas rescisões de contratos e pedidos de dispensa de jogadores importantes. Os goianos, por sua vez, querem iniciar a segunda metade da competição entre os quatro melhores.

Para o primeiro confronto registrado entre Tupi e Atlético-GO, o apito é de Vinicius Furlan, auxiliado por Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Leandro Matos Feitosa, todos os três do estado de São Paulo.

Tupi enfrenta saída de algumas peças importantes da equipe e anuncia reforços

Com uma campanha ruim no Brasileirão, figurando a zona de rebaixamento, o Tupi ainda não vai conseguir sair da parte mais baixa da tabela nesta rodada. A seis pontos do Goiás, primeiro time fora da zona da degola, o Galo recebe o Atlético-GO com um alento: as três vitórias conquistadas pelo alvinegro no Brasileirão, até agora, aconteceram enquanto era mandante. Apegado a isso, o zagueiro Rodolfo Mol espera que a equipe triunfe pela quarta vez frente à torcida, quaisquer sejam as opções do técnico Estevam Soares.

“O importante é aqueles escolhidos entrarem determinados para buscarmos esses pontos dentro de casa. Sabemos que precisamos pontuar antes da parada que o campeonato vai ter. É impossível conquistar nove pontos nos próximos jogos? Acho que não. Seis? Acho que temos condições. Já provamos nossa força jogando em casa contra equipes boas. Temos a consciência que o segundo turno pode ser outro campeonato”, declarou Rodolfo ao site oficial do Tupi.

O Galo Carijó vem sofrendo com a saída de alguns jogadores no decorrer do Brasileirão. Na semana passada, os atacantes Michel Henrique e Thiago Silvy pediram dispensa do clube, além dos meias Gabriel Sacilloto e Renato Silva, que também se desvincularam do plantel do Galo Carijó, tendo esse último feito apenas dois jogos com a camisa alvinegra na temporada e sido devolvido ao América-MG. Para completar, o Tupi anunciou a saída do volante Rafael Jataí, nesta sexta-feira (22), que afirmou ter recebido propostas de outro clube. O atleta era o capitão da equipe e o técnico Estevam Soares deve escolher alguém para assumir o posto.

Tendo perdido esses cinco atletas sem ainda ter concluído o primeiro turno, o Tupi já foi para o mercado em busca de reforços. O lateral-esquerdo Luiz Paulo foi anunciado no último sábado, depois de rescindir contrato com o Atlético-PR,  já foi inscrito no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF, e deve ser titular, pois vem treinando dessa forma nos últimos dias. Quem também já teve seu nome publicado no BID foram os atacantes Maxwell e Dudu, enquanto o meia Pedrinho aguarda a regularização, mesmo já treinando com a equipe.

As baixas por lesão são o zagueiro Bruno, com uma ruptura no músculo adutor da coxa direita, o meia Hiroshi e o lateral-direito Henrique, ambos com rompimento do músculo da coxa, tendo o último já se reintegrado à equipe, mas não estando totalmente apto a jogar. O afastamento de Bruno é pela lesão, mas de toda forma, o atleta não poderia atuar diante do Dragão, porque recebeu o terceiro cartão amarelo no último jogo do Tupi e cumpriria suspensão automática. As novidades da equipe ficam por conta da volta do goleiro Rafael Santos, depois que recebeu uma pancada no abdômen no jogo contra o Ceará, há duas rodadas, e o atacante Giancarlo, que esteve no banco de reservas por sete rodadas e deve começar o jogo como titular.

Com poucas mudanças no time, Atlético-GO visita o Tupi

Apesar de ter perdido duas posições na última rodada, para CRB e Ceará, depois de ser derrotado em casa pelo Londrina, o Atlético-GO não corre o risco de sair do G-4 nesta rodada, qualquer que seja o resultado conquistado em Minas Gerais, pois tem 4 pontos de diferença para a quinto colocado, Paraná. Mesmo assim, o técnico Marcelo Cabo sabe da importância de tentar ampliar essa margem de distância, depois de um intervalo de 11 dias sem jogos.

"Nós tivemos um bom período para treinarmos e agora temos que colocar em prática contra um rival que é forte dentro de casa. Esperamos ter uma boa partida para voltarmos a trilhar o caminho das vitórias", destacou o técnico ao site oficial do Dragão, que enfrenta uma equipe cujas três vitórias na competição foram todas conquistadas em casa, diante de Paysandu, Bahia e Ceará.

Com quatro gols marcados nesta edição da Série B e artilheiro do Atlético-GO na competição, o atacante Alisson também apontou a força do Tupi em casa, que precisa da vitória para respirar na zona de rebaixamento do campeonato. "Nós estamos focados na vitória. O adversário está pressionado, mas tem feito bons jogos em casa e será muito difícil. Mas vamos em busca dos três pontos", frisou Alisson.

Marcelo Cabo não tem muitas baixas na equipe e nem muitos problemas para montar o time que enfrenta o Tupi. Os desfalques certos ficam por conta do lateral-esquerdo Romário, um dos jogadores mais atuantes pela equipe no Brasileirão, que fraturou o dedo do pé no final de junho e o meia Magno Cruz, que cumpre suspensão por levar o terceiro cartão amarelo no último jogo, contra o Londrina. Para a lateral, então, Marcelo deve optar por Raul ou até mesmo improvisar o volante Michel. Já no lugar de Magno, quem deve assumir é Gilsinho, que ficou de fora do último confronto da equipe, cumprindo suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido no clássico contra o Goiás.

O meia Jorginho, que está se recuperando de uma gripe e foi liberado de alguns treinos durante a semana, foi relacionado para o jogo mas deve ficar no banco. Em seu lugar, Luiz Fernando deve atuar. Uma novidade na relação dos jogadores para o confronto é o o goleiro Kléver, que volta a ser opção depois de quatro jogos.

Confira a lista de atletas relacionados do Atlético-GO para o duelo com o Tupi:

GoleirosMárcio e Kléver 

Laterais: Ednei, Matheus Ribeiro e Raul

Zagueiros: Lino, Marllon e Ricardo Silva

Volantes: Bruno Barra, Michel e Pedro Bambu

Meias: Jorginho, Luiz Fernando, Marquinho e Willian Schuster

Atacantes: Alison, Gilsinho e Junior Viçosa