Em partida movimentada, Bragantino fica no empate com Vila Nova e segue beirando Z-4

Em jogo acirrado, equipes ficam igualadas e longe de resolver suas situações na tabela

Em partida movimentada, Bragantino fica no empate com Vila Nova e segue beirando Z-4
Foto: Divulgação/Vila Nova
Bragantino
2 2
Vila Nova
Bragantino: Felipe; Alemão, Rodrigo Sam, Ednei e Bruno Pacheco; Rivaldo (Léo Jaime, min. 46), André Rocha, Edson Sitta (Gabriel Dias, min. 46), Felipe Nunes (César Gaúcho, min. 81), Erick; Eliandro Técnico: Marcelo Veiga
Vila Nova: Saulo; Bruno Oliveira (Roger, min. 64), Guilherme Teixeira, Reniê e Fernando Neto; Reginaldo (Joãozinho, min, 75), Maguinho, Fagner e Jean Carlos; Moisés e Patrick (Vandinho, min. 75). Técnico: Guilherme Alves
Placar: 1-0, min. 15, Guilherme Teixeira. 1-1, min. 58, Eliandro. 2-1, min. 71, Erick. 2-2, min. 84, Vandinho.
ÁRBITRO: Árbitro: Marcos Mateus Pereira (MS) Cartões Amarelos: Vila Nova: Guilherme Teixeira (min. 27), Bruno Oliveira (min. 57), Fagner (min. 69) Bragantino: André Rocha (min. 19), Bruno Pacheco (min. 83), Léo Jaime (min. 88)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nesta sexta-feira (19), o estádio Nabil Abi Chedid foi o palco do confronto entre Bragantino e , pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. E numa partida de altos e baixos das duas equipes ao longo do cotejo, o placar final foi de 2 a 2 com gols de Guilherme e Vandinho para os visitantes, enquanto Eliandro e Erick descontaram para o time paulista.

Com o resultado, o Braga chegou aos 21 pontos e está em 16º lugar, podendo entrar na zona de rebaixamento no decorrer da rodada. Já o Vila Nova, passou a somar 26 pontos e está em nono lugar na competição, seguindo no meio da tabela.

Na próxima rodada, o Bragantino visita o Luverdense, no Passo das Emas, às 21h, no sábado (27). No mesmo dia, só que mais cedo, às 16h30, no estádio Oba, o Vila Nova recebe o Náutico.

Panorama do jogo

Os times começaram o jogo se estudando muito e esperando uma a outra, sem criar chances de real perigo contra as respectivas metas. Na primeira chance, aos 15 minutos de jogo, após cobrança de falta na área, Guilherme subiu mais alto que a marcação e mandou firme pra meta pra abrir o placar em favor do Vila.

Dois minutos depois o Vila Nova teve nova chegada a meta com Felipe intervindo duas vezes. Primeiro no chute de Jean Carlos e depois de Patrick, para salvar o massa bruta do segundo gol. Aos 22 o time goiano seguiu dominando o jogo e após cobrança do lado direito de Jean Carlos, Fagner cabeceou firme ao lado do gol, quase fazendo o segundo.

Aos 31 minutos, mais uma vez Jean Carlos cobrou falta com veneno e dessa vez, de forma direta, fazendo com que Felipe se esticasse todo para evitar o gol. No fim da primeira etapa, o ímpeto dos goianos diminuiu e a falta de articulação dos paulistas impediram lances de maior perigo e o placar no intervalo foi de 1 a 0 Vila.

Na volta para a segunda etapa, a tônica parecia a mesma da primeira e logo aos oito minutos, Jean Carlos cobrou falta com perigo e o goleiro Felipe defendeu de maneira firme vencendo o duelo mais uma vez. A resposta do Bragantino veio em grande estilo com Eliandro tabelando com Erick e batendo no contrapé do arqueiro rival para empatar o jogo.

Nos minutos seguintes, o Braga teve duas chances de virar o jogo, porém perdeu ambas e não conseguiu concluir da melhor maneira as chances criadas. Com 26 minutos, em nova boa combinação de Eliandro e Erick, dessa vez com o primeiro servindo o segundo e batendo cruzado para vencer Saulo e virar o jogo para 2 a 1.

Num momento do jogo em que o Vila Nova se lançou com tudo ao ataque, Vandinho conseguiu se aproveitar bem para empatar o jogo em 2 a 2, e mesmo com uma chance no fim com Jean Carlos, o placar não se mais alterou e o placar ficou mesmo em 2 a 2.