Palmeiras domina e encerra invencibilidade do Corinthians na Arena

Timão não perdia em seus domínios desde agosto de 2015, eram 34 jogos de invencibilidade; com a vitória, o Verdão segue firme na liderança

Palmeiras domina e encerra invencibilidade do Corinthians na Arena
Foto: Divulgação/Palmeiras
Corinthians
0 2
Palmeiras
Corinthians : Cássio, Léo Príncipe, Vilson, Balbuena e Arana; Cristian (M.Gabriel, min 60), Camacho, Rodriguinho, Lucca (Romero, min 46) e Marlone; Gustavo
Palmeiras: Jailson, Jean, Mina, E. Dracena e Egídio; Gabriel (Thiago Santos, min 46), Moisés e Tchê Tchê; Dudu (Rafael Marques, min 69), Erik e L. Pereira (Roger Guedes, min 79)
Placar: 0 a 1, Moises (min. 5) e 0 a 2, Mina (min. 76)
ÁRBITRO: Heber Lopes (BRA). Cartões Amarelos: Balbuena (min. 33), Gabriel (min. 37), L. Pereira (min. 56), Leo Príncipe (min. 63 e 75), Moisés (min. 83) e Thiago Santos (min. 86)

Corinthians e Palmeiras realizaram na tarde deste sábado (17) o tradicional clássico paulista. Em um jogo marcado pelos protestos da torcida do Corinthians, o Verdão aproveitou a instabilidade do rival e venceu por 2 a 0. Com o resultado, o time alviverde segue firme na liderança do Brasileirão Série A, já o Timão estaciona na quinta posição. De quebra, o time perde a invencibilidade em seus domínios, eram 34 jogos sem derrota.

Após o resultado do jogo, o Palmeiras segue firme na liderança do Campeonato Brasileiro com 51 pontos, 4 a mais que o segundo colocado Flamengo, que ainda joga na rodada. Já o Corinthians estaciona na quinta colocação com 41 pontos, podendo se distanciar da zona de classificação para a Libertadores.

O Corinthians tem uma dura sequência de jogos pela frente. Na próxima quarta (21), encara o Fluminense em confronto decisivo válido pela copa do Brasil, já no domingo (25) joga novamente contra o Tricolor carioca, desta vez pelo Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras também entra em campo na próxima quarta feira (21), quando enfrenta o Botafogo da Paraíba pela Copa nacional, antes de receber o Coritiba no próximo sábado (24) pelo Brasileirão.

Gol relâmpago e forte marcação palmeirense

Logo no início do jogo, na primeira descida ao ataque, o Palmeiras saiu na frente. Com apenas quatro minutos de bola rolando, Dudu costurou pela esquerda e cruzou rasteiro, a defesa Corintiana bateu roupa e Moisés aproveitou o rebote de Cássio para abrir o placar, calando a Arena Corinthians.

O jogo esfriou após o gol dos visitantes. Diante de uma forte marcação Palmeirense, o time da casa até ficou com a posse de bola, mas teve bastante dificuldade para se aproximar do gol adversário e não ofereceu muitos riscos; o Palmeiras apostou no contra-ataque.

O primeiro tempo se encerrou com muitas vaias da torcida corintiana e protestos direcionados à diretoria. Gerente de futebol do clube, Alessandro pedia calma.

Verdão amplia e afunda o rival na crise, fiel protesta com violência

O segundo tempo começou bastante movimentado, primeiro Edu Dracena infiltrou na área e cabeceou firme, a bola raspou a trave do goleiro Cássio, que só observou. O Corinthians respondeu aos seis minutos, em rápida troca de bola, Gustavo ajeitou e Camacho chegou batendo, a bola desviou na zaga e passou perto da meta Palmeirense.

Aos 11 minutos, Moisés fez bela jogada pela esquerda e cruzou, Leandro Pereira bateu firme e Cássio salvou o que seria o segundo gol palmeirense. O Corinthians passou a pressionar e por cerca de dez minutos acuou o adversário, apostando muito nas bolas aéreas.

Aos 29 minutos, Léo Príncipe colocou a mão na bola e foi expulso. Na cobrança da falta, o zagueiro Mina infiltrou na área e aumentou a vantagem dos visitantes, 2 a 0 e festa do líder em plena Arena lotada.

Após o segundo gol, o Palmeiras teve amplo controle da partida, e desperdiçou diversas oportunidades de transformar o resultado em goleada. O Corinthians perdeu todas as forças e só aguardou o fim da partida.

Protestos da torcida e fim da invencibilidade 

Com a vitória no clássico, além da liderança garantida, o Palmeiras acabou com a invencibilidade do Timão na Arena. Eram 34 jogos e exatos 388 dias sem derrotas do Corinthians em casa. O Verdão é a maior pedra do sapato do time, e é a única equipe que conseguiu bater o rival mais de uma vez em seus domínios. De quebra, o alviverde alcançou a marca de nove partidas seguidas sem derrotas na temporada.

O destaque negativo do jogo ficou para a torcida Corintiana. Após o gol de Mina, torcedores organizados do clube tentaram invadir a área nobre do estádio, onde se encontravam os dirigentes. Vários torcedores, incluindo crianças e idosos que estavam naquele local, tiveram que deixar o jogo mais cedo temendo a violência.