Com tripletta de Berardi, Sassuolo bate a Fiorentina fora de casa

Atacante neroverdi faz três no primeiro tempo e ajuda sua equipe a sair da zona de rebaixamento após vitória no Artemio Franchi (FOTO: Gabriele Maltinti/Getty Images)

Com tripletta de Berardi, Sassuolo bate a Fiorentina fora de casa
Fiorentina
3 4
Sassuolo
Fiorentina: Rosati; Diakite (Tomovic, min. 70), Savic, Rodriguez, Pasqual; Fernandez, Pizarro, Valero; Cuadrado, Wolski (Joaquin, min. 54); Matri (Rossi, min. 65).
Sassuolo: Pegolo; Gazzola, Antei, Cannavaro, Longhi; Biondini, Chibsah, Missiroli (Brighi, min. 84); Berardi, Zaza (Floccari, min. 75), Sansone (Ziegler, min. 79).
Placar: 0-1, min. 22, Berardi (Pên.). 0-2, min. 32, Berardi. 0-3, min. 43, Berardi. 1-3, min. 59, Rodriguez (Pên.). 1-4, min. 64, Sansone. 2-4, min. 72, Rossi. 3-4, min. 75, Cuadrado.
ÁRBITRO: Paolo Tagliavento (ITA). Cartões Amarelos: Gazzola (min. 3), Borja Valero (min. 22), Longhi (min. 29), Cuadrado (min. 32), Berardi (min. 78).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 36ª rodada da Serie A, realizado no estádio Artemio Franchi, em Florença (ITA).

Um verdadeiro jogaço. Assim pode ser definido o confronto entre Fiorentina e Sassuolo nesta terça-feira (6). Mesmo atuando no Artemio Franchi, a equipe de Florença não foi capaz de parar o ataque neroverdi comandado por Domenico Berardi e perdeu para o time visitante: 4 a 3. Os gols do Sassuolo foram marcados por Berardi, autor de três gols ainda na primeira etapa, e por Sansone. Rodriguez cobrando pênalti. Rossi e Cuadrado descontaram para a Fiorentina.

A vitória fora de casa foi de suma importância para o Sassuolo. O time de Eusebio Di Francesco alcançou os 31 pontos e saiu da zona de rebaixamento, jogando o Bologna para baixo. Já a Fiorentina acumula a seguinda derrota em três dias, já que havia perdido para o Napoli no último sábado pela final da Coppa Italia. Na quarta posição com 61 pontos, o time de Montella encara o Livorno fora de casa, enquanto o Sassuolo recebe o genoa no Città del Tricolore. 

Berardi marca tripletta logo no primeiro tempo

A primeira boa chegada da partida veio aos 14', e foi da equipe visitante. Sansone recebeu bola no meio-campo e foi abrindo caminho, até chegar dentro da área. Na hora de finalizar, o atacante neroverdi chutou e foi travado por Savic, mas o efeito da bola quase enganou Rosati e obrigou o goleiro a jogar para escanteio.

Mesmo jogando longe de seus domínios, o Sassuolo era melhor em campo. Aos 20', após cruzamento da direita, a zaga da Fiorentina afastou, mas a bola sobrou para Gazzola fora da área. O lateral dominou e encheu o pé no ângulo, levando Rosati a se esticar todo e fazer ótima defesa. Dois minutos depois, veio a grande chance dos visitantes de abrir o placar. Biondini recebeu bola de Sansone e chutou em cima de Borja Valero. A bola bateu no braço do meia espanhol e fez Paolo Tagliavento marcar pênalti. Na cobrança, Berardi cobrou no canto esquerdo de Rosati e botou seu time em vantagem: Sassuolo 1 a 0.

O gol sofrido fez a Fiorentina sair para o campo de ataque em busca do empate rápido, mas o time de Montella chegava de forma muito desordenada, não levando perigo algum ao gol do arqueiro Pegolo. A primeira boa chance viola veio somente aos 27'. Pizarro fez lindo lançamento do meio-campo para Cuadrado. O colombiano apareceu nas costas da marcação, entrou na área mas na hora de finalizar, bateu de trivela e jogou para fora, desperdiçando grande chance.

A oportunidade desperdiçada por Cuadrado foi sentida cinco minutos depois. Trabalhando na base do contra-ataque, o Sassuolo teve o espaço que precisava e ampliou. Sansone puxou a jogada peloi ladoe squerdo e virou a bola rasteira na diagonal para Berardi. Dentro da grande área, o camisa 25 ajeitou o corpo e de perna esquerda bateu consciente no canto de Rosati para marcar seu segundo gol no jogo: 2 a 0.

O segundo gol desnorteou a Fiorentina, que não conseguia mais nem chegar ao ataque. Pior que isso, foi a falha de Gonzalo Rodriguez que culminou no terceiro gol dos visitantes. Aos 43', o defensor viola foi apertado por Zaza dentro da própria área e perdeu. A bola sobrou para Berardi dominar, limpar Savic e tocar na saída de Rosati. Tripletta do atacante neroverdi.

Fiorentina tenta, mas não consegue empate; Rossi volta a campo e marca

Na volta do intervalo, a Fiorentina voltou disposta a diminuir o prejuízo. E logo aos 57', teve a sua primeira oportunidade. Joaquin, que havia acabado de entrar no lugar de Wolski, entrou na área e foi derrubado por Longhi, sofrendo pênalti. Na cobrança, Rodriguez, que falhou no terceiro gol do Sassuolo, bateu firme no canto direito de Pegolo e deu início a uma reação: 3 a 1.

Diminuir o placar logo no início da segunda etapa poderia animar o torcedor da Fiorentina no Artemio Franchi. Só que aos 64', veio a ducha de água fria. Sansone apareceu livre dentro da área, limpou três marcadores e na pequena área tocou no canto esquerdo de Rosati, marcando um belo gol: 4 a 1 Sassuolo.

Montella então foi para o tudo ou não. Colocou Tomovic e promoveu a entrada de Giuseppe Rossi, voltando ao time depois de uma lesão que o tirou dos gramados por quatro meses. E com sete minutos em campo, o atacante italiano mostrou o porquê da sua importância para a equipe de Florença. Rossi fez jogada pelo meio, tabelou com Borja Valero e de dentro da área bateu de perna esquerda, vencendo Pegolo e marcando seu primeiro gol depois de sua recuperação: 4 a 2.

 

Enquanto o torcedor da Fiorentina ainda comemorava, saiu mais um gol de sua equipe. Cuadrado recebeu lançamento do campo de defesa e na corrida deu um toque sutil por cima de Pegolo para marcar o terceiro gol e incendiar a partida.

Os dois tentos sofridos num espaço de três minutos assustaram aos jogadores do Sassuolo. A Fiorentina tomava conta da partida e ditava a velocidade do duelo. Até que aos 92', já nos acréscimos de Tagliavento, veio a chance de ouro viola para empatar a partida. O cruzamento da esquerda encontrou Pepe Rossi livre atrás dos marcadores. Imitando um golpe de Karaté, o camisa 49 finalizou de primeira no cantinho e fez Pegolo se esticar para empurrar a bola para fora. Defesaça do arqueiro neroverdi em momento crucial.

Até que aos 94', saiu o gol da Fiorentina. Mas gol de empate não valeu. Rodriguez cruzou na segunda trave na cabeça de Borja Valero. O espanhol testou no contrapé de Pegolo, colocando a bola no fundo das redes, mas em posição irregular. 

Ao apito final de Paolo Tagliavento, festa enorme dos jogadores e da comissão técnica do time visitante. Faltando apenas duas rodadas para o término do campeonato, o Sassuolo saiu da zona de rebaixamento e só depende de si para continuar na Serie A.