Cazares afasta boatos de indisciplina e garante vitória do Atlético-MG diante do Santos

Galo justifica fator casa, cria melhores oportunidades da partida e conquista triunfo na rodada inicial do Campeonato Brasileiro

Cazares afasta boatos de indisciplina e garante vitória do Atlético-MG diante do Santos
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG
1 0
Santos
Atlético-MG: Uilson; Gabriel, Tiago, Edcarlos e Carlos César; Lucas Cândido, Eduardo, Carlos Eduardo (Min. 13, Pablo Diogo, 2ºT) e Cazares; Hyuri (Min. 41, Yago, 2ºT) e Clayton; Técnico: Diego Aguirre
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato (Min. 31, Maxi Rolón, 2ºT), Thiago Maia, Vitor Bueno e Ronaldo Mendes (Min. 19, Matheus Nolasco, 2ºT); Paulinho (Min. 00, Serginho, 2ºT) e Gabriel; Técnico: Dorival Júnior
Placar: 1-0, Min. 13, Cazares, 1ºT
ÁRBITRO: Jailson Macedo Freitas, auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz e Elicarlos Franco de Oliveira. Cartões amarelos: Cazares e Carlos Eduardo (Atlético-MG); David Braz e Gustavo Henrique (Santos)
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, disputada neste sábado (14), no Estádio Independência, em Belo Horizonte/MG.

O Campeonato Brasileiro começou para Atlético-MG e Santos, neste sábado (14), no Estádio Independência. Com um "mistão de luxo" em campo, os mandantes venceram a partida por 1 a 0, com gol de Cazares, que teve seu nome arrolado a boatos de indisciplina durante a semana.

Com o resultado, o Galo ocupa a 2ª colocação do Brasileirão, enquanto o Peixe figura na vice-lanterna. Agora, o Atlético "vira a chave" para a Libertadores da América, pois na quarta-feira (18), às 21h45, no Mineirão, os comandados de Diego Aguirre precisam reverter uma desvantagem, vencendo o São Paulo, para avançarem às semis da competição continental.

Já o Santos, pensa na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, quando recebe o Coritiba, no domingo (22), às 11h, na Vila Belmiro. O Atlético-MG, enfrenta seu xará do Paraná (Atlético-PR), no mesmo dia e horário, na Arena da Baixada. 

Atlético-MG cria melhores chances e corresponde favoritismo com gol de Cazares

O Galo fez seu papel como mandante e começou tomando a iniciativa, logo ao primeiro minuto de jogo, quando Cazares encontrou Hyuri, sozinho, pelo lado esquerdo da área. No entanto, na hora do arremate, Victor Ferraz apareceu para impedir e travar o chute. Dois minutos depois, o atacante perdeu outra grande oportunidade, quando Clayton, de cabeça, deixou Hyuri sozinho. O camisa 17 arriscou de canhota e mandou por cima da meta defendida pelo goleiro Vanderlei.

O Santos respondeu aos oito minutos, quando Thiago Maia descolou bom lançamento para Gabriel, obrigando o goleiro Uilson a sair de cabeça para cortar o perigo. Aos 12, Paulinho recebeu na direita e bateu rasteiro. Mas o arqueiro alvinegro fez a defesa com facilidade. No lance seguinte, o Atlético assustou com uma cabeçada de Tiago, que raspou a trave esquerda de Vanderlei. Mas, logo depois, veio o grande momento da partida: Cazares aproveitou uma falha de David Braz, recebeu e bateu no ângulo, abrindo o placar para os mandantes.

Aos 22 minutos, Carlos Eduardo também resolveu experimentar de fora da área, assustando Vanderlei, que viu a bola passar à esquerda de seu gol. No final da primeira etapa, os comandados de Diego Aguirre perderam duas grandes oportunidades: a primeira com Clayton, que cabeceou com perigo, tirando tinta da trave. Na segunda, Eduardo deu um voleio simples, mas o goleiro do Santos defendeu em dois tempos.

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Santos reage na partida, mas não consegue alterar o placar

O Alvinegro Praiano aproveitou o intervalo para repensar sua postura na partida. Prova disso, é que em menos de um minuto, o Santos assustou com Gabriel, que bateu da entrada da área e mandou por cima da meta de Uilson. Aos 18, o Atlético respondeu com Lucas Cândido, que, em cobrança de falta, obrigou Vanderlei a espalmar pela linha de fundo.

Aos 37 minutos, a bola sobrou para Victor Ferraz que, da entrada da área, resolveu arriscar. O que o jogador não contava, é que Uilson faria a defesa sem ceder rebote. Foi a última grande chance de gol da partida. O meio-campo Cazares teve seu nome gritado pelo torcedor atleticano. O equatoriano, que ficou de fora de várias partidas por opção técnica, mostrou sua importância para o time.

Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG