Marcelo Oliveira lamenta falhas do Atlético-MG diante do Fluminense: "Muito erro para um jogo só"

Treinador alvinegro analisou também a próxima partida da equipe contra o Sport, reconhecendo o jogo como decisivo

Marcelo Oliveira lamenta falhas do Atlético-MG diante do Fluminense: "Muito erro para um jogo só"
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

A goleada sofrida diante do Fluminense por 4 a 2 na noite dessa segunda-feira (12), pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016 impediu que o Atlético-MG se aproximasse dos líderes Palmeiras e Flamengo. A distância do Galo, que estacionou nos 42, para as duas equipes é de quatro pontos.

Fazendo um apanhado da partida, o técnico Marcelo Oliveira lamentou os diversos erros apresentados pelo alvinegro, tanto de ordem defensiva quanto na construção de jogadas. Além disso, o treinador reconheceu os méritos do tricolor carioca em aproveitar-se destes erros.

“O Fluminense aproveitou bem os nossos erros, um gol em uma cobrança de lateral, que não é muito comum, um descuido, uma saída de bola equivocada e esse gol final que a gente já estava se lançando para tentar o empate no jogo e erramos o passe também. Então, foi mérito do Fluminense, mas muito erro para um jogo só e errar em um campeonato brasileiro como esse, tão difícil, às vezes custa caro mesmo”, lamentou.

Elogiando a postura do adversário em campo, muito bem montado pelo técnico Levir Culpi, Marcelo se justificou sobre a polêmica substituição do centroavante Fred, alegando que era necessário ocupar espaços no meio-campo, até então, dominado pelo Fluminense.

“O adversário foi bem organizado, impôs um jogo de muita velocidade, muita movimentação, e isso trouxe dificuldade. Tentamos corrigir no segundo tempo, colocando só um atacante de referência, com a saída do Fred, e tentando organizar mais o meio-campo, preencher mais porque eles estavam com mais jogadores no meio, mas não foi suficiente”, comentou.

Analisando a próxima partida, diante do Sport, nesta quinta-feira (15), a partir das 19h30 na Arena Independência, o técnico do Galo trata o jogo como uma decisão e pede regularidade à equipe. “Passa a ser uma grande decisão para nós, uma grande final. Tenho certeza que vai acontecer muita adversidade, muito tropeço nesse campeonato ainda. São 42 pontos a serem disputados e o Atlético tem que criar uma regularidade. Não foi aqui, mas temos a oportunidade agora nesses três jogos em casa para tentar fazer isso”, ressaltou.

A sequência atleticana traz três jogos em Belo Horizonte. Além do duelo diante do Sport nesta quinta, no domingo (18) e no próximo domingo (25), o Galo encara, respectivamente, o arquirrival Cruzeiro, no Mineirão, e o Internacional, no Independência.