Marcelo Oliveira lamenta inconsistência do Atlético-MG no segundo tempo: "Oscilamos"

Técnico exalta atuação do time alvinegro nos primeiros 25 minutos de jogo, mas critica desempenho no restante do duelo

Marcelo Oliveira lamenta inconsistência do Atlético-MG no segundo tempo: "Oscilamos"
"Ganhar e não levar gols em casa é muito importante na Copa do Brasil", diz Marcelo (Foto: Bruno Canini/Atlético-MG)

Após um segundo tempo de sofrimento, sobretudo depois que o lateral-direito Carlos César foi expulso, aos 23 minutos, o Atlético-MG segurou o Juventude e largou em vantagem para a vaga na semifinal da Copa do Brasil. O time alvinegro bateu os gaúchos, na noite dessa quarta-feira (28), no Mineirão, com gol solitário do atacante argentino Lucas Pratto.

Marcelo Oliveira, técnico do Atlético, reconheceu, em entrevista coletiva depois do jogo, que seus comandados não fizeram uma boa partida. Porém, o comandante ressaltou a importância de um triunfo nessa fase de mata-mata da Copa do Brasil.

Em relação ao resultado, você ganhar e não levar gols em casa é muito importante na Copa do Brasil. É uma regrinha, você precisa primeiro ganhar o jogo, não levar gols e, se possível, ampliar quando consegue essas oportunidades”, disse Marcelo, que exaltou os primeiros 25 minutos de jogo, mas lamentou a inconsistência do time mineiro no decorrer do embate.

Fizemos a primeira parte bem, de um jogo que começou muito bem para o Atlético, até o gol e, depois, mais uns dez minutos. Os 25 primeiros minutos foram muito bons, de futebol muito bem jogado, sem dar tantas oportunidades. Depois, começamos a perder um pouco a marcação e errar a parte técnica, o que deu alguns contra-ataques perigosos. No segundo tempo, oscilamos também um pouco na volta, o time deles é muito bem organizado e colocou, estrategicamente, jogadores de velocidade para tentar contra-ataques”, observou Marcelo.

Apesar da atuação irregular nesse jogo de ida, Marcelo Oliveira acredita que o Atlético pode se classificar às semifinais com uma vitória em Caxias do Sul. A partida de volta será realizada no dia 19 de outubro, às 19h30. “Não ganhamos o jogo com mais gols, mas tivemos a vitória em casa e temos todas as possibilidades lá, embora eles joguem bem lá. É um tipo de jogo muito competitivo, mas temos condições de chegar e até ganhar, quem sabe”, pontuou.

No jogo da volta, um empate garante o Galo na próxima fase da Copa do Brasil. Já o Juventude precisa vencer por dois gols de diferença para conseguir a classificação. Outro 1 a 0, mas a favor do time gaúcho, faz a vaga ser decidida nas cobranças de pênalti.