Atlético-PR recebe líder Palmeiras buscando manter invencibilidade na Arena da Baixada

Equipe paranaense está de olho no G-4, enquanto Verdão busca se manter na ponta da tabela

Atlético-PR recebe líder Palmeiras buscando manter invencibilidade na Arena da Baixada
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

De olho no G-4, o Atlético-PR receberá o Palmeiras, que busca manter-se na liderança do Campeonato Brasileiro, e terá uma difícil missão pela frente na 20ª rodada, na Arena da Baixada, neste domingo (14), às 18h30. 

Com 36 pontos, o Verdão fechou o primeiro turno na primeira colocação mas é perseguido de perto pelo Atlético-MG, com apenas um ponto a menos. Corinthians e Flamengo, ambos com 34 pontos, completam o G-4.

O Furacão também não está longe desta briga. Com 30 pontos, o time paranaense é o sétimo colocado e tem ainda o Grêmio, em sexto com 32, e o Santos, em quinto com 33, à sua frente na disputa por uma vaga entre os quatro primeiros colocados.

Atlético-PR recebe Palmeiras com desfalques

O comandante Paulo Autuori terá dificuldades ao armar o time titular do Atlético para o confronto diante do Palmeiras. Com vários desfalques, o treinador não garantiu qual será o time titular, mas deu pistas de que jogadores como o meia Luciano Cabral e o atacante Lucas Fernandes podem ser as alternativas para o plantel titular.

O primeiro deve ficar no lugar de Vinícius no meio de campo, enquanto o segundo fica com a vaga do lesionado Pablo. O lateral-direito Rafael Galhardo, o volante Deivid e o meia Nikão também se encontram no departamento médico, o que gera as entradas de Léo e Hernani. No gol, Santos segue como titular, já que Weverton está servindo a Seleção Brasileira na Olimpíada.

Em todo o primeiro turno, a equipe Rubro-Negra não sofreu gols em oito partidas e, jogando em casa, tem a melhor campanha entre todos os times, com sete vitórias e dois empates. Para o volante Otávio, presente em 17 dos 19 jogos do primeiro turno, esta solidez defensiva atleticana e a força como mandante serão fundamentais no confronto deste domingo.

O Palmeiras tem uma excelente equipe. Lidera e tem o melhor ataque. Mas dentro da nossa casa, com a força da nossa torcida, estamos muito fortes. Com o Paulo [Autuori], o nosso sistema defensivo se fortaleceu muito e temos uma das melhores zagas da competição. Será um jogo extremamente difícil e temos que estar 'ligados'. Procuraremos fazer uma boa partida, principalmente defensivamente”, avaliou.

No comando do Furacão desde março, Paulo Autuori destacou o atual momento defensivo do time atleticano e projetou as condições do time para o resto do torneio.

É muito em função da capacidade dos jogadores de entenderem e aplicarem aquilo que queremos. A equipe, defensivamente, tem se comportado bem e espero que seja uma base sólida para este segundo turno. Se mantivermos e melhorarmos essa solidez defensiva e a eficácia ofensiva, temos condições de fazer um bom campeonato”, ressaltou Autuori.

Mistério de Cuca com o time titular continua 

Como de praxe, é difícil ter uma previsão exata do time titular de Cuca no Palmeiras. Sem poder contar com a experiência de Zé Roberto, o comandante treinou de diversas formações diferentes, colocando Egídio ou Fabrício na esquerda.

A lateral-direita também é uma posição incerta, já que Jean pode ser deslocado para o meio de campo, dando chance de vaga para Fabiano. Cleiton Xavier também foi testado no lugar de Thiago Santos e Róger Guedes briga com Rafael Marques por um lugar no ataque. Fernando Prass lesionado e Gabriel Jesus na Olimpíada seguem sendo os principais desfalques do Verdão.

O técnico Cuca, que liderou o Palmeiras no triunfo por 4 a 0 contra os paranaenses, no Allianz Parque, na rodada de abertura do Brasileirão, espera repetir o bom resultado fora de São Paulo, mas reconhece o grande desafio que a equipe paulista tem pela frente.

Temos de ter um comportamento de time maduro, um time que tem de saber o que quer em um jogo difícil como este. Diversos fatores fazem o jogo ser complicado, a começar pelo retrospecto do Atlético-PR, que é muito bom. Temos de passar pela força que vem da arquibancada, e outro fator importante é a diferença do gramado sintético para o natural. Sinceramente, eu não sei dizer qual é a diferença. Temos de entender o jogo, já passei coisas do Atlético-PR por vídeo, mas precisamos confiar em nosso potencial também”, comentou o técnico.

Novo capitão do time, Dudu exaltou a importância de repetir o desempenho positivo do início do torneio diante do Atlético-PR.

Estamos com pouca diferença na tabela. Até o sexto, a diferença é de dois, três pontos. A gente espera começar esse segundo turno bem, como começou o campeonato. Esperamos continuar na liderança”, disse.

Em relação do adversário deste domingo (14), Dudu lembrou das boas atuações do Verdão fora de casa nas últimas rodadas e pediu continuidade do esquema tático que beneficiou a equipe nos respectivos duelos, já que o Alviverde é o time de melhor ataque (35 gols) e mais vitórias (11) no Brasileiro.

Tem de jogar como a gente vem jogando. Não podemos mudar nosso estilo só porque eles ainda não perderam lá (na Arena da Baixada). Temos de jogar como jogamos contra Flamengo e Inter, mantendo a posse de bola. Acredito que temos tudo para fazer um bom jogo”, analisou.