Avaí tenta aproveitar fase ruim do Sampaio Corrêa para vencer primeira na Série B

Leão da Ilha recebe time maranhense, que vem de perda de Campeonato Maranhense e demissão do técnico Petkovic nos últimos dias

Avaí tenta aproveitar fase ruim do Sampaio Corrêa para vencer primeira na Série B
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC
Avaí
Sampaio Corrêa
Avaí: Renan; Renato, André Santos, Gabriel, João Paulo; Lucas de Sá, Jajá, Vinícius Pacheco; Tauã, Romarinho, William. Técnico: Silas
Sampaio Corrêa: Ruan, Gedeílson, Eli Sabiá, Rodrigo Arroz, Guilherme Santos; Levi, Auremir, Daniel Amora, Pedrinho; Edgar, Max. Técnico: Arlindo Maracanã
ÁRBITRO: Rodrigo Nunes de Sá, que será auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, todos do RJ
INCIDENCIAS: 2ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 16h (horário de Brasília)

Após derrotas na estreia, Avaí e Sampaio Corrêa se enfrentam na segunda rodada da Série B. Apesar da fase do Leão não ser das melhores, com 12 derrotas nos últimos 15 jogos, a do time maranhense é ainda mais conturbada. Após perder a partida de ida para o Figueirense na Copa do Brasil, a Bolívia Querida tomou goleada do Vasco em casa na primeira rodada da Série B e ainda perdeu o título maranhense para o Moto Club na última quarta-feira (17). Assim, o técnico Dejan Petkovic foi demitido.

Na história, foram cinco encontros entre as equipes, com três vitórias azurras, um empate e uma vitória do Sampaio. O último encontro aconteceu na Série B 2014, na Ressacada, e o Avaí venceu por 3 a 2. Paulo Sérgio e Marquinhos, duas vezes, marcaram para o Leão, enquanto Pimentinha fez os dois dos maranhenses.

Com mudanças nas laterais, Silas quer aliar evolução com resultados

Após um Campeonato Catarinense muito ruim, o Avaí se reforçou com oito jogadores para a Série B. Apesar da derrota na partida de estreia por 2 a 1 para o Bahia, a 12ª nas últimas 15 partidas, o time já demonstrou evolução. No jogo em Salvador, o Leão teve um jogador expulso com menos de 20 minutos de jogo, o que atrapalhou no decorrer da partida.

O técnico Silas, que destacou já a melhora sentida com os novos jogadores, espera agora que o time transforme esse crescimento em bons resultados para embalar na temporada.

"Quando está construindo um trabalho e ganha um jogo, aquilo ali é gás para o jogo seguinte e para a semana. O fato de ter ganho qualidade, tem a ver com a experiência. A gente tinha qualidade antes, mas não experiência. Com meninos novos, o grupo está crescendo. Ganhar jogos jogo é tudo o que precisa no campeonato, que é longo. Não pode protelar", alertou.

Também pela fase ruim do Sampaio, o Avaí tem a obrigação da vitória. O atacante William destacou a necessidade de garantir a vitória em casa e aproveitar o momento do adversário.

"(O Sampaio Corrêa) É uma equipe que está numa instabilidade muito grande. É só começo de uma competição, mas a gente tem que aproveitar a fase ruim que o Sampaio está passando e fazer o nosso dever de casa. Na Série B, quando belisca pontos fora de casa é maravilhoso. Mas dentro de casa tem que fazer o dever", disse.

Em relação a estreia, o Avaí deve ter mudanças apenas nas laterais. Expulso, Alemão dará lugar à Renato, que se recuperou de lesão. Na esquerda, o recém-contratado João Paulo substitui Vitor Costa. Como novidades no banco de reservas, o técnico Silas deve ter à disposição o volante Rafinha, que não atua desde 20 de março, e o atacante Lucas Coelho, contratado junto ao Grêmio, e que se recuperou de um problema de tornozelo.

Lateral-esquerdo João Paulo fará estreia pelo Leão (Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)
Lateral-esquerdo João Paulo fará estreia pelo Leão (Foto: Alceu Atherino/Avaí FC)

Sampaio precisa superar desfalques e fase ruim

Os últimos 10 dias foram terríveis para o Sampaio Corrêa. Após perder por 2 a 1 para o Figueirense em casa na partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil, na estreia da Série B, novamente em casa, derrota por goleada 4 a 0, contra o Vasco. A gota d'água para o técnico Petkovic foi a perda do Campeonato Maranhense para o Moto Club na última quarta-feira (17).

Quem assumiu interinamente é Arlindo Maracanã, 37 anos, que agora funcionará como técnico-jogador do Sampaio, função que já exerceu em 2015. O ex-jogador do Avaí, terá problemas para escalar a equipe que entrará em campo em Floripa. O lateral Léo Rodrigues, os zagueiros Mimica e Luiz Otávio, o meia Daniel Barros e o atacante Diego Lorenzi estão fora. Por outro lado, o atacante Max, recém-contratado, já deve ser titular e o lateral Guilherme Lucena também está disponível. Outro jogador contratado, o volante Léo Gago, que também tem passagem pelo Avaí, ainda não tem condições de jogo.

Maracanã explicou que o time foi preparado mais na base do diálogo, já que o tempo para treinamentos foi curto, e espera que os jogadores se doem para conseguir um bom resultado na Ressacada.

"O tempo para treinar é pouco. Vai ser mais na base da conversa e tentar acertar uma ou outra situação mais urgente. É preciso entrar com muita vontade para conseguir um bom resultado. Já joguei aqui (no Avaí) e sei das dificuldades. Todos estão cientes que precisarão dar o máximo se quisermos nos recuperar na competição", afirmou.

Maracanã pediu 'muita vontade' para Sampaio se recuperar (Foto: Divulgação/Sampaio Corrêa(
Maracanã pediu 'muita vontade' para Sampaio se recuperar (Foto: Divulgação/Sampaio Corrêa FC)