Avaí conquista segunda vitória seguida ao bater Luverdense e se afasta do Z-4

Leão da Ilha sai em vantagem e cede empate ao Verdão, mas leva a melhor com gol polêmico no fim, se distanciando da degola

Avaí conquista segunda vitória seguida ao bater Luverdense e se afasta do Z-4
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC
Avaí
2 1
Luverdense
Avaí: Renan; Alemão, Fabio Sanches, Betão e Capa; Luan (Romarinho, min. 75), Renato e Marquinhos (Diego Jardel, min. 69); Tatá, William (João Filipe, min. 58) e Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira
Luverdense: Diogo Silva; Raul Prata, Luiz Otávio, Éverton e Marlon; Jean Patrick (Douglas Baggio, min. 36), Ricardo, Diogo Sodré (Leandro, min. 73), Sérgio Mota e Rafael Silva; Tozin (Alfredo, min. 81). Técnico: Júnior Rocha
Placar: 1-0, min. 25, Rômulo; 1-1, min. 65, Tozin; 2-1, min. 90, Rômulo
ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro (GO). Cartões amarelos: João Filipe (min. 67) e Tatá (min. 74). Cartão vermelho: Raul Prata (min. 62)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, disputada na Ressacada, em Florianópolis, Santa Catarina

Vivendo situações semelhantes, contudo com objetivos distintos, Avaí Luverdense duelaram na noite desta terça-feira (30), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Fazendo valer o mando de campo e com um mais, o Leão venceu o Verdão por 2 a 1, com gols sendo marcados por Rômulo, sendo o segundo muito polêmico; Tozin descontou.

Com a vitória diante da torcida, a segunda consecutiva no torneio, os avaianos pulam para a 11ª posição, chegando aos 29 pontos, abrindo distância para a zona de rebaixamento. Já os alviverdes caem para a 14ª colocação, com 28 pontos ganhos, porém seguindo afastados do Z-4.

Os times voltam a campo, pela 23ª rodada da Segundona, no próximo fim de semana. Os catarinenses vão a Fortaleza para encarar o Ceará, no domingo (4), às 18h30 no Castelão. Os matogrossenses, entretanto, duelam com o Paysandu ante sua torcida na sexta-feira (2), às 21h30, no Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde.

Avaí é superior e sai em vantagem

Ocupando o meio da tabela e visando se distanciar cada vez mais do Z-4, Avaí e Luverdense começaram a partida intensamente, com boas chances para os dois lados antes mesmo dos dez minutos. Usando sua torcida a favor, o Leão criou a primeira oportunidade e levou perigo. Após cobrança de lateral direto na pequena área, a zaga afastou mal e a bola ficou no pé de William, que chutou forte e Diogo Silva salvou seu time.

Mostrando que não se acomodaria em campo, o Verdão não demorou para reagir e também assustou. Aproveitando erro defensivo, Sérgio Mota ficou livre e arrematou com força de fora da área, com a pelota saindo pela linha de fundo e próxima à trave esquerda de Renan, que tirou com os olhos.

Com o evidente equilíbrio, as equipes começaram a atacar com maior frequência, porém não foram criativas e erraram muitos passes. Isso, no entanto, não foi problema para os catarinenses, que exploraram o espaço cedido pelos matogrossenses e conseguiram abrir o placar na sua casa. Rômulo tabelou bem com Marquinhos e, da intermediária, bateu colocado, acertando o canto e sem dar possibilidade de defesa.

Dois minutos depois de ficar em vantagem, os avaianos continuaram pressionando e se aproximaram do segundo tento. Tatá disparou em velocidade após tomar a bola no meio-campo e saiu livre para chutar, mas fez uma movimentação errada e finalizou pelo lado, perdendo a tentativa.

O que parecia ficar difícil aos visitantes pela desvantagem, ficou pior com a saída de Jean Patrick, por contusão muscular, sendo o atacante Douglas Baggio o escolhido para entrar na vaga, reforçando o gás do setor ofensivo. Ainda assim, o clube chegou perto do empate, quando Raul Prata arrematou de longe e o camisa 1 dos donos da casa teve que se esticar todo para cortar com a ponta dos dedos e garantir o 1 a 0 no intervalo.

Luverdense assusta, mas Avaí vence com gol polêmico

Satisfeitos com as atuações no primeiro tempo, os técnicos decidiram por não fazer nenhuma mexida. A opção de não alterar as estruturas fez com que o jogo seguisse tão intenso quanto estava, com os donos da casa tendo a primeira boa chance. Retornando de lesão diante dos seus torcedores, o meia Marquinhos cobrou falta com perfeição, mas parou no travessão.

Logo em seguida, o LEC não recuou e teve três oportunidades para ir às redes, contudo falhou em todas. Sérgio Mota saiu com liberdade e chutou de longe, mas a bola subiu demais. Depois, Raul Prata cruzou na pequena área e Tozin cabeceou para boa intervenção de Renan. O meia Diego Sodré, que estava apagado, ficou com o rebote depois de um bate-rebate e passou pela marcação, porém bateu por cima do gol e perdeu a oportunidade.

Mesmo tendo dado uma pressão momentânea, o Luverdense viu seus planos quase irem por água abaixo, quando Raul Prata matou contra-ataque e foi expulso. Marquinhos, inspirado como sempre, finalizou o tiro livre com qualidade, todavia esbarrou na intervenção de Diogo Silva. Como quem não faz, leva, os visitantes surpreenderam e foram ao empate. Rafael Silva fez bom lance e levantou na área, com a zaga se atrapalhando e não tirando o perigo. A bola caiu com Tozin, que só tocou para o fundo do barbante.

Do meio para o final, o equilíbrio tomou conta, ainda que os avaianos tivessem passando a ter mais ações ofensivas, devido à superioridade numérica. A determinação no ataque surtiu o efeito esperado apenas nos minutos finais, quando Renato alçou na direção da pequena área e o camisa 1 afastou de soco. A pelota pegou em Rômulo e morreu na barra alviverde, confirmando o resultado positivo e dando discussão por supostamente ter pego na mão do atleta celeste.