Marquinhos comemora acesso com companheiros do Avaí: "Vestimos a camisa literalmente"

Jogadores comemoraram vitória fora de casa diante do Londrina, que serviu para garantir acesso à Série A do Campeonato Brasileiro 2017

Marquinhos comemora acesso com companheiros do Avaí: "Vestimos a camisa literalmente"
Marquinhos se emocionou após vitória em Londrina (Foto: Jamira Furlani / Avaí FC)

A tarde deste sábado (19) serviu para a garantia do acesso à Série A do Avaí Futebol Clube. O clube florianopolitano venceu o Londrina fora de casa, no estádio do Café e conseguiu a tão esperada vaga para a primeira divisão. O meia Diego Jardel marcou o tento da vitória dos avaianos, por 1 a 0. O Leão catarinense foi rebaixado em 2015, teve um primeiro turno ruim, não vencia fora de casa, mas após a saída do técnico Silas e a chegada de Claudinei Oliveira, conseguiu encaixar uma grande campanha no segundo turno, trazer triunfos longe do estádio da Ressacada e poder comemorar.

No segundo turno, o Avaí encaixou 42 pontos, com 77% de aproveitamento. Uma recuperação fantástica, culminada nesta rinal final de cinco jogos sem sofrer gols e invencibilidade de sete partidas até a 37ª e penúltima rodada em Londrina. Com o apito final no estádio do Café, os jogadores e os torcedores se uniram na festa em pleno Paraná.

"A vitória é de todo mundo que sofreu desde o começo", disse um dos líderes do grupo, o zagueiro Betão, um dos primeiros a conceder entrevista.

"Agora é fazer a festa. A gente esteve focado o campeonato todo. Estávamos ansiosos por esse jogo. O grupo todo está de parabéns, junto com a torcida", disse Rômulo, outro destaque neste segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Jogo futebol da melhor maneira possível, vim me empenhando para dar alegria aos torcedores do Avaí. Fui desacreditado, porque eu vim do Guarani, mas conseguimos dar essa volta por cima", definiu o jovem Capa, lateral-esquerdo na campanha com Claudinei Oliveira.

"Tenho certeza que não é o melhor grupo tecnicamente, mas aguentamos. Esses caras estão de parabéns. Só tenho a agradecer as pessoas que estiveram ao meu lado. Valeu a pena, agradecer a Deus por ser avaiano. Vestimos a camisa, literalmente", comentou Marquinhos. Ele ficou fora durante muito tempo por lesão e regressou nas rodadas finais para garantia do acesso à Série A nacional. O camisa 10, respeitado em Florianópolis, novamente escreve seu nome na história do Leão catarinense. Ele se juntou aos demais companheiros e todos formaram uma corrente ainda no gramado do estádio do Café.