Bahia e Avaí buscam boa largada na Série B após frustração no primeiro semestre

Tricolor baiano não conseguiu títulos na Copa do Nordeste e Estadual, enquanto Leão foi mal no Catarinense e já está eliminado da Copa do Brasil

Bahia e Avaí buscam boa largada na Série B após frustração no primeiro semestre
Times não se enfrentam desde 2012 (Foto: Felipe Oliveira/Bahia EC)
Bahia
Avaí
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca (Jackson), Éder, Moisés; Feijão, Paulo Roberto, Danilo Pires, João Paulo Gomes; Thiago Ribeiro, Zé Roberto. Técnico: Doriva
Avaí: Renan; Alemão, André Santos, Gabriel, Vitor Costa; Lucas de Sá, Jajá, Vinícius Pacheco; Tauã, Romarinho, William (Tatá). Técnico: Silas
ÁRBITRO: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, que será auxiliado por Vinicius Melo de Lima e Jean Marcio dos Santos, todos do RN
INCIDENCIAS: 1ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, na Arena Fonte Nova, em Salvador, BA; a partida começa às 21h

Após um começo diferente do esperado, apesar que numa intensidade diferente, Bahia Avaí se enfrentam na abertura na temporada 2016 na Série B. O Tricolor foi eliminado na semifinal da Copa do Nordeste e perdeu de forma polêmica a final do Baiano, enquanto o Leão da Ilha terminou apenas em 8º entre 10 times no Catarinense e foi eliminado na segunda fase da Copa do Brasil. Agora, a meta é deixar as frustrações para trás e focar no sucesso na Segundona.

+ Guia VAVEL do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Na história, as equipes se enfrentaram 17 vezes, com nove vitórias do Bahia, quatro do Avaí e quatro empates. O último encontro foi na Série A 2012, quando o Tricolor venceu no Estádio Pituaçu por 3 a 2. Neste ano, o time catarinense acabou rebaixado, enquanto os baianos permaneceram na elite.

Doriva conta com novo zagueiro e não confirma esquema para estreia

Após a frustrante vitória no clássico contra o Vitória no domingo (8), que não foi suficiente para a conquista do título baiano, o Bahia entrou em campo pela Copa do Brasil e ficou no 0 a 0 fora de casa, contra o América-MG, na quarta-feira (11), resultado que manteve o confronto aberto.

O técnico Doriva, satisfeito com as últimas apresentações do Bahia, não confirmou qual esquema tático usará contra o Avaí, mas destacou as variações que o elenco fornece.

"A gente tem que ser flexível e enxergar quando o rendimento da equipe melhora. Acho que a gente pôde comprovar isso na finalíssima, e depois contra o América-MG também, acredito que a equipe fez uma boa partida, contra um adversário duríssimo. Mas temos um leque de opção maior. Podemos jogar das duas maneiras, dependendo da partida, haja visto que a Série B tem jogos duríssimos e, às vezes, você tendo essa flexibilidade de mudança, é bom você ter essas alternativas", avaliou.

+ Bahia 2016: consistência e entrosamento são as chaves para retornar à elite

A nova opção para a defesa tricolor é Jackson, ex-Palmeiras e Internacional, que pode ter sua primeira chance no time. Segundo Doriva, a possibilidade da estreia do jogador se dá devido a dúvida se Lucas Fonseca terá condições físicas para a partida na Fonte Nova.

"A gente não contando com ele (Lucas Fonseca), a gente tem o Jackson, que já saiu no BID também. É um atleta que a gente tem ideia de colocar em campo o quanto antes. É um jogador que, com certeza, vai nos ajudar. É um jogador rápido, um zagueiro moderno, que tem uma boa bola aérea, que também tem qualidade para sair jogando, para conduzir essa bola ali atrás. Acho que ele vai agregar bastante. Não que o Lucas e Éder não tenham feito. Acho que eles têm feito isso muito bem, principalmente o Éder, que é um garoto e foi adaptado nessa posição. Com certeza é um jogador de futuro, que eu tenho gostado muito. Independente de qualquer coisa, (Éder) é um jogador que tem um futuro brilhante dentro do Bahia", disse. 

Avaí busca superar começo decepcionante para conseguir virada no ano

Depois de apenas um ano na Série A, o Avaí volta para a Série B com problemas. Após um bom começo do ano, desandou no segundo turno do estadual e se salvou do rebaixamento no Campeonato Catarinense apenas na penúltima rodada e já foi eliminado da Copa do Brasil após empate em 1 a 1 diante do Bragantino, na terça-feira (10), em casa. Nos últimos 13 jogos, o time perdeu 10, empatou um e venceu apenas dois.

O técnico Silas, que comandou o time apenas nos últimos oito jogos, já viu melhoras no time na última partida, quando quatro reforços estrearam, e espera que o elenco deixe as frustrações no passado e foque na luta pelo acesso na Série B.

"A Série B tem essa particularidade, de jogo difícil fora de casa e em casa também. Todos os jogos são difíceis. Mas é o que falei para os atletas... zerou, começou uma página nova, vamos com muita esperança, mas com o pé no chão. Assim como a gente, o Bahia é um time em formação, talvez um pouquinho só de vantagem porque está jogando em casa e porque jogou a final do campeonato estadual, mas fora isso, é lá dentro que vamos resolver, disse.

+ Avaí 2016: com Silas de volta, Leão busca reviver grandes momentos após início decepcionante

Silas conta com oito reforços, sendo que quatro já estrearam na última partida - o zagueiro Fábio Sanches foi relacionado, mas ficou no banco. A novidade é Romarinho, atacante que veio do Inter de Lages, teve seu nome publicado no BID e deve ser a única alteração em relação ao jogo contra o Bragantino.

O lateral-esquerdo João Paulo, que veio justamente do Bahia, ainda não tem documentação regularizada e o atacante Lucas Coelho tem problemas físicos. Os meio-campistas João FilipeJudson e Rafinha e o lateral-direito Renato estão se recuperando de lesão.