Com gol de Pimpão no fim, Botafogo vence e afunda Santa Cruz na degola

Fogão permanece no G-6 com novo triunfo, enquanto Mais Querido peca na finalização e chega ao sétimo jogo sem vitória, ficando cada vez mais próximo do descenso

Com gol de Pimpão no fim, Botafogo vence e afunda Santa Cruz na degola
Foto: Divulgação/Botafogo
Santa Cruz
0 0
Botafogo
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Roberto; Uillian Correia (Mazinho, min. 82), Derley (Jadson, min. 77) e João Paulo; Marion (Arthur, min. 70), Bruno Moraes e Keno. Técnico: Doriva
Botafogo: Sidão; Alemão, Emerson, Joel Carli e Victor Luís (Gervasio Núñez, min. 76); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Camilo e Dudu Cearense (Sassá, min. 69); Rodrigo Pimpão e Neílton (Leandrinho, min. 81). Técnico: Jair Ventura
Placar: 0-1, min. 86, Rodrigo Pimpão
ÁRBITRO: Bráulio da Silva Machado (SC). Cartões amarelos: Joel Carli (min. 32) e Emerson (min. 89)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no Arruda, em Recife, Pernambuco

Em jogo isolado e que abriu a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016Santa Cruz Botafogo se enfrentaram no estádio do Arruda na noite desta quarta-feira (19), em Recife. Para um público fraco, o Mais Querido fracassou nas finalizações e viu o Fogão ser mais eficiente ao vencer por 1 a 0, com gol solitário de Rodrigo Pimpão.

Com a vitória, os botafoguenses permanecem na 5ª posição e chegam agora aos 53 pontos, se aproximando do G-3 e se estabilizando no G-6 da classificação. Já os tricolores amargam o sétimo duelo sem vencer, estacionando na vice-lanterna com 23 pontos, porém com o América-MG podendo ultrapassá-lo, se bater o Atlético-PR, no Independência, na próxima segunda-feira (24).

Os times voltam a campo, pela 33ª rodada do Brasileirão, no próximo sábado (29). Os pernambucanos vão a Porto Alegre para enfrentar o Internacional no Beira-Rio, às 18h30 (de Brasília), os cariocas duelam contra o desesperado Coritiba, no mesmo horário, no Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Equipes criam pouco e ficam no zero ao intervalo

No jogo em que Danny Morais e João Paulo vestiram a camisa tricolor pela centésima vez, o Santa Cruz começou mais precavido e tentando explorar os erros do Botafogo, que saiu mais no contra-ataque. Ainda assim, a primeira boa oportunidade criada veio dos pés dos donos da casa, quando Keno recebeu e disparou em velocidade pela esquerda. Livre, o atacante cruzou na direção de Bruno Moraes, que não achou a bola.

Apesar do início movimentado, as equipes não conseguiram chegar à zona ofensiva com qualidade e criatividade, deixando o duelo sem as jogadas de empolgar o público. Mesmo com tamanho equilíbrio, foi o Fogão que teve a melhor chance de abrir o placar. Neílton foi servido na meia-lua e arrematou com força para boa defesa de Tiago Cardoso no meio do gol.

Primeiro tempo é truncado e de poucos lances (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)
Primeiro tempo é truncado e de poucos lances (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Sem trabalhar muito, os goleiros apenas viram os companheiros com um ritmo fraco e pouco envolvente à torcida no Arruda. Nem mesmo a maior presença no ataque fazia com que o Mais Querido assustasse a meta de Sidão, que não foi exigido para defender. Em um dos raros lances de perigo, Keno voltou a levantar para Bruno Moraes, contudo Joel Carli cortou antes que a bola chegasse ao centroavante.

Já nos últimos minutos, os botafoguenses até tentaram dar susto, mas não foram eficientes e o camisa 1 coral fez a defesa seguramente. Em contra-golpe veloz, Lindoso desarmou e tocou para Camilo. Com total liberdade, o meia viu Rodrigo Pimpão sair sem marcação por perto e dominar. Pimpão, porém, bateu fraco e Cardoso defendeu.

Pimpão marca no fim e confirma triunfo do Botafogo

Para a etapa final, os times voltaram sem mudanças, mantendo assim a postura tática da primeira parte. Tal qual nos 45 minutos iniciais, o Botafogo começou com mais vontade, mas agora levou mais perigo. O meia Camilo bateu escanteio e Joel Carli cabeceou em direção ao gol, porém João Paulo tirou a bola. Depois de novo tiro esquinado, Dudu Cearense testou e, dessa vez, Tiago Cardoso interveio.

Permanecendo com mais presença ofensiva, o Fogão teve boa chance de sair em vantagem no marcado novamente através da bola parada. Camilo, responsável por tal, levantou falta dentro da pequena área. A bola foi na direção de Emerson, que subiu sozinho e mandou sobre o travessão com muito perigo.

Botafogo marca no fim e confirma novo triunfo fora de casa (Foto: Divulgação/Botafogo)
Botafogo marca no fim e confirma novo triunfo fora de casa (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Visando reagir, o Santa Cruz tentou aproveitar o apoio dos torcedores e foi para cima, chegando muito perto de estufar as redes. João Paulo cobrou falta bem colocada, por cima da barreira e obrigou Sidão a se esticar todo, evitando o primeiro tento da partida. Nem mesmo essa oportunidade foi capaz de deixar a equipe motivada, pois o visitante demonstrou maior determinação nas jogadas.

Melhores em campo, os cariocas foram persistentes para sair à frente e foram recompensados na reta final do confronto. Alemão levantou da direita, a bola pingou no meio da pequena área e Léo Moura ficou na dúvida com Tiago Cardoso. Rodrigo Pimpão, que nada tinha com o lance, entrou em muita velocidade e antecipando bem à marcação, cabeceando para o fundo do barbante.