Bragantino e Vasco se enfrentam no Nabi Chedid em clima de final

Equipes precisam desesperadamente da vitória; Braga luta contra Série C e Vasco segue ameaçado pelos rivais na briga pelo G-4

Bragantino e Vasco se enfrentam no Nabi Chedid em clima de final
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Bragantino
Vasco da Gama
Bragantino: Renan Rocha; Juliano, Lucas, Diego Sacoman, Fabiano; Edson Sitta, Everton, Gabriel Nunes; Anderson Ligeiro, Vitor Hugo, Rafael; TEC: Estevam Soares.
Vasco da Gama: Jordi; Madson (yago Pikachu), Luan, Rodrigo, Julio Cesar; Diguinho, Bruno Gallo, Douglas, Ederson, Nenê; Thalles; TEC: Jorginho.
ÁRBITRO: Emerson Almeida de Oliveira - MG (CBF); Marconi Helbert Vieira - MG (CBF) e Luiz Antônio Barbosa - MG (CBF).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, a ser realizada na tarde deste sábado (12), às 16h30 (de Brasília), no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, São Paulo.

O Bragantino recebe o Vasco da Gama, neste sábado (12), às 16h30 (de Brasília), em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Lutando desesperadamente contra o descenso, o time do interior do estado de São Paulo, presida da vitória, ainda mais por se tratar de uma partida dentro de seus domínios. Entretanto, vencer não deverá ser fácil, já que os cariocas, na terceira colocação, também se veem em situação de perigo, já que com os resultados adversos dos últimos jogos, rivais na luta por vaga na elite do futebol brasileiro como Bahia, Náutico, Avaí e Londrina, encostaram.

O clube paulista deverá evitar surpresas nesta reta final. Para o duelo contra o Vasco, a comissão técnica optará por uma manutenção do que já vem sendo apresentado pela equipe. Contudo, no Vasco, lesões e suspensões vem sendo a tônica da equipe, que não consegue escalar a mesma formação com frequência.

Emerson Almeida de Oliveira será o responsável pelo comando disciplinar da partida. Ele ainda contará com o auxílio de Marconi Helbert Vieira e Luiz Antônio Barbosa. Além de mineiros, todos ainda têm o escudeto da CBF em comum.

Braga se blinda de pressão diante do Vasco e almeja vitória para seguir vivo na luta por permanência

Para seguir com chances de permanecer na Série B na temporada 2017, ao Bragantino só resta uma saída: vencer o que lhe falta pela frente. Além dos triunfos, o clube de Bragança Paulista também precisará torcer contra seus rivais na tabela. A este exemplo, amanhã, o rival da vez será o Oeste de Itápolis, também no interior paulista.

Visando a sequência, difícil, mas possível, de resultados positivos, o Massa Bruta precisa começar contra o Gigante Vasco. Para isso, Estevam Soares fará poucas alterações no elenco delegado ao jogo. Exceto pelas obrigações, como lesões e suspensões, o treinador fará questão de tentar manter ao máximo a base já usada nas rodadas anteriores, tentando priorizar o conhecimento dos atletas, bem como seu entrosamento.

A equipe terá alguns desfalques certos. Bruno Pacheco, Léo Jaime, Gabriel Dias e Alan Mineiro. Bruno e Léo se recuperam de lesões, Gabriel e Alan cumprem suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. Por outro lado, Diego Sacoman, zagueiro que cumpriu suspensão na partida diante do Joinville, na rodada passada, retorna como opção para mais este decisivo encontro do alvinegro de Bragança.

Vasco poderá ter três volantes contra o Bragantino

As alterações, polêmicas é verdade, na equipe vascaína, se fazem necessárias pela falta de constância da equipe disponível, seja por suspensões ou lesões. Desta forma, mais uma vez, Jorginho terá que mudar o time, e ao que tudo indica, a equipe terá uma pegada – bem – mais defensiva. As sugestões dadas pelo treinador, na última atividade no Rio, antes da viagem para Bragança Paulista, no interior do estado de São Paulo, foram de uma equipe com até três volantes. Isso porque Diguinho deverá retornar à equipe no meio campo e Nenê, deslocado para o ataque, ao lado do centroavante Thalles.

Andrezinho sentiu o joelho e está vetado pelo departamento médico vascaíno. O meia se queixou de dores antigas na região e, por via das dúvidas, os médicos do Clube acharam por bem mantê-lo em observação, no Rio. Outra ausência é Jorge Henrique, que com problemas na panturrilha, foi preservado, a exemplo do ex-colega de Botafogo, para as duas rodadas finais da competição, contra Criciúma e Ceará.

A entrada de Diguinho reforça a contenção no meio, já que o atleta fará dupla com Bruno Gallo, e com isso, dará mais liberdade para o jovem Douglas, na criação de jogadas pelo meio. Outro nome que deve surgir de uma forma mais recuada é o de Ederson. O atacante, que foi mal diante da Luverdense, no meio de semana, terá mais uma chance, mas ao que tudo indica, vindo de trás, usando uma de suas armas: a velocidade.

Fechando o pacotão de desfalques, Martín Silva, que segue com a Seleção do Uruguai para o complemento de mais uma rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Russia, em 2018. Para seu lugar, o jovem Jordi será escalado.