Ceará busca se manter próximo da zona de classificação à elite contra irregular Oeste

Empatado em pontos com o Náutico, atual 4º colocado, Vozão espera usar o fator casa para seguir colado ou até mesmo entrar no G-4, enquanto o Rubrão visa se afastar da degola

Ceará busca se manter próximo da zona de classificação à elite contra irregular Oeste
Foto: Christian Alekson/Ceará
Ceará
Oeste
Ceará: Éverson; Eduardo, Charles, Valdo e Thallyson; Richardson, João Marcos, Ricardinho e Felipe; Bill e Rafael Costa. Técnico: Sérgio Soares
Oeste: Felipe Alves; Velicka, Francis e Bruno Silva; André Castro, Danielzinho, Mazinho e Wellington (Francisco Alex); Léo Artur, Marcus Vinícius e Crysan (Maurinho). Técnico: Fernando Diniz
ÁRBITRO: Caio Max Augusto Vieira (RN)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada na Arena Castelão, em Fortaleza, no Ceará

Em situações distintas na classificação, Ceará e Oeste se enfrentam nesta terça-feira (21) na Arena Castelão às 19h15, em Fortaleza, pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Enquanto o Vozão visa seguir colado ou até mesmo entrar no G-4, a depender dos rivais diretos, o Rubrão tenta surpreender distante dos seus domínios para se distanciar ainda mais da zona do rebaixamento.

Apesar de estar próximo ao grupo classificatório à elite, os alvinegros perderam a chance de já estarem integrando-o. Na última sexta-feira (17), diante do Joinville, os cearenses empataram por 1 a 1, que os deixou na 7ª posição com os mesmos 17 de pontos de Náutico, Bahia e Criciúma, à frente por terem saldo de gols mais positivo.

Já os rubro-negros tiveram um confronto direto na parte de baixo da tabela, contra o Vila Nova, dentro de casa. Com atuação ruim, o time paulista acabou sucumbindo e foi derrotado por 3 a 1, em plena Arena Barueri. A derrota deixou a equipe na 12ª colocação, somando 13 pontos, quatro a mais que o Goiás, primeiro do Z-4.

A arbitragem para o duelo é de um trio potiguar, sendo liderada por Caio Max Augusto Vieira, do quadro da CBF. Ele terá como auxiliares os conterrâneos Flávio Gomes Barroca e Luís Carlos de França Costa, que também são membros do escalão nacional. Esse é o terceiro jogo do árbitro nessa Segundona, pois já apitou Atlético-GO 1x0 Brasil de Pelotas e Tupi 1x2 Joinville.

Ceará tem dois retornos ao time titular

Com mais tempo para os treinos, o Ceará tem duas novidades no time titular. Alex Amado, que iniciou na equipe de frente contra o Joinville e não teve uma boa atuação, volta a ser opção no banco de reservas. Para seu lugar, o técnico Sérgio Soares promove o retorno de Rafael Costa, antigo dono da vaga e que treinou na última movimentação ao lado do goleador Bill.

Outro que também ganhou vaga foi o lateral-direito Eduardo, pois o responsável por fazer a função, Tiago Cametá, se machucou e acabou vetado pelo departamento médico. Enquanto isso, Éverson segue no gol, com Charles e Valdo fazendo a dupla de zaga, além de Thallyson na lateral-esquerda. Richardson e João Marcos são os cabeça de área, com Ricardinho e Felipe na armação.

O meia Wescley, recém-contratado, foi relacionado pela primeira vez e está à disposição como suplente. Em entrevista exclusiva concedida ao programa Trem Bala, da Rádio O Povo/CBN, o presidente Robinson de Castro analisou as características do novo meio-campista do Vozão para o elenco.

"Wescley vai ser bastante importante para nós, pois é um meia rápido e ajuda muito na marcação. Taticamente, ele tem bom rendimento no seu trabalho, uma vez que tem personalidade e não treme. Quando a torcida está criticando o time, consegue se manter com personalidade e desempenho em campo", declarou o mandantário.

Oeste com dúvidas para confirmar equipe

Vivendo um momento pior, o Oeste espera dar fim à sequência ruim para se afastar da degola. Para reforçar o elenco, o time firmou uma parceria o Audax, vice-campeão paulista, afim de ter um grupo sólido na disputa da Segundona. Visando recuperação no torneio, o técnico Fernando Diniz opta pelo mistério, ainda que tenha os 11 titulares do último duelo à disposição.

A única ausência de certeza é o atacante e artilheiro Ricardo Bueno, que segue de fora há um longo tempo por lesão. Com isso, o treinador decide manter um ousado 3-4-3, porém Wellington, que não rendeu o esperado diante do Vila Nova, pode abrir espaço para Francisco Alex no setor de armação.

Outro que briga por uma vaga na equipe é o atacante Maurinho, pois Crysan também está em má fase. Marcus Vinícius, autor do único gol contra o Tigre, deverá ser mantido na frente ao lado de Léo Artur. Na meta, Felipe Alves foi confirmado, tal qual Velicka, Francis e Bruno Silva formando o trio na zaga.

Na cabeça de área do Rubrão, André Castro e Danielzinho garantiram presença, bem como Mazinho na armação, esperando a definição do seu companheiro. As indefinições, até esse momento, fazem o escrete ficar em situação bastante irregular na classificação, somando três vitórias e outros três reveses, além de quatro empates.