Sérgio Soares reconhece força do Tupi diante do Ceará: "Soube ficar com a marcação mais forte"

Treinador do Vozão admite erros da equipe contra um rival em situação adversa e lamenta baixa produtividade durante todos os 90 minutos

Sérgio Soares reconhece força do Tupi diante do Ceará: "Soube ficar com a marcação mais forte"
Comandante do time cearense afirma que alertou sobre chance de chegar ao topo (Foto: Christian Alekson/cearasc.com)

Em situação embolada dentro do G-4, o Ceará encarou o desesperado Tupi no Mário Helênio, em Juiz de Fora, em duelo pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Apesar de jogar distante da sua torcida, o Vozão até saiu em vantagem, mas pecou ofensivamente e foi superado de virada pelo Galo Carijó e batido por 2 a 1, com o meia Wescley marcando o único gol.

O técnico do alvinegro cearense lamentou o resultado negativo, que o deixou na 3ª colocação e com 27 pontos. A equipe, contudo, perdeu a oportunidade de ficar na liderança, ainda que provisoriamente, e as circunstâncias do jogo no interior mineiro foram consideradas como cruciais para Sérgio Soares.

"A gente sai chateado com o resultado, já que tínhamos feito bons 20 minutos no início, mas o adversário soube ficar com a marcação mais forte. Precisávamos melhorar a saída de bola e tentar fazer a ligação direta, porém não conseguimos ganhar a segunda bola. Isso deu muito mais espaço para eles", destacou Sérgio, que destacou a apatia após o intervalo.

"Continuamos da mesma forma, sem movimentação e muito estáticos. Coloquei o Serginho para dar maior mobilidade, porém foi pouco, pois eles optaram por fazer a ligação direta. Apesar disso, não ganhamos a segunda bola, o que pesou bastante na criação de jogadas no ataque e deu mais chance deles contra-atacarem", completou.

O comandante do time de Porangabuçu enaltece a importância de ter podido assumir o topo da tabela, no entanto se mostra decepcionado com o grupo por não ter desempenhado bom rendimento durante os 90 minutos: "É evidente que queríamos a liderança, mas isso não nos leva ao título por esse momento. Conversei com eles na preleção sobre isso, contudo acabou não dando certo", encerrou o treinador.

O Vovô voltará a jogar, pela 16ª rodada da Segundona, só no próximo sábado (16). O adversário será o Criciúma, que está na briga por uma vaga no G-4, dentro da Arena Castelão às 16h. Atualmente, o Tigre é o 6º colocado e soma 23 pontos ganhos, com a chance de ser superado por Brasil de Pelotas, Náutico e Londrina, que enfrentarão Vasco, CRB e Paysandu, respectivamente.