Guto Ferreira destaca dedicação da Chapecoense em vitória: "Superamos tudo e todos"

Comandante da Chape destaca espírito de luta e entrega dos atletas em triunfo eletrizante fora de casa, contra o Coritiba

Guto Ferreira destaca dedicação da Chapecoense em vitória: "Superamos tudo e todos"
(Foto: Divulgação/Chapecoense)

No jogo mais emocionante da rodada desta quarta-feira (01), Coritiba e Chapecoense mediram forças na Vila Capanema e os catarinenses venceram por 4 a 3. O confronto foi válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016. O grande destaque da peleja foi o atacante Bruno Rangel, que marcou três gols e ajudou o Verdão do Oeste a alcançar o resultado positivo.

Com isso o time chega temporariamente ao G-4 com nove pontos ganhos e ocupa o quarto lugar, além de seguir como uma das poucas equipes invictas na competição. Já o Coxa para nos quatro pontos e está nesse momento como porteiro da zona de rebaixamento ocupando o 16º posto.

Após o emocionante enfrentamento, o técnico Guto Ferreira falou sobre o que achou da partida, destacando a luta da equipe e falando sobre outros aspectos relativos a sequência do campeonato.

"A equipe está se superando chegando no limite e somando pontos importantes, a essa vitória aqui nos dá o retrospecto, recupera o empate contra o santa cruz. Muito bom, fantástico, só tenho que parabenizar o grupo.  A dedicação e a entrega, fizemos uma partida muito inteligente e matamos o jogo", disse.

"Importante. Isso (os três gols) acontece porque a gente não deixa ele de bateria arriada. E se eu perco o Rangel? Fico com o Kempes e não consigo revezar como tem de ser. Às vezes é importante sacrificar o Rangel em 60 minutos ou 70 minutos de um jogo, é importante, para ter ele. Ele tem 34 anos. Eu gostaria de estar revezando o Cléber (Santana), o Gil, o Josimar. Aí não teria perdido eles (por lesão)", continuou.

O comandante da equipe verde destacou a superação do elenco. O grande trinufo da Chapecoense, segundo o ponto de vista do treinador, foi passar por cima das dificuldades físicas de alguns atletas para alcançar o resultado positivo longe do torcedor.

"Acho que o grande trunfo da equipe foi em cima de todas as dificuldades, tivemos os problemas do Gil, depois do Josimar. A equipe está se superando. É o terceiro jogo que a gente joga com campo pesado. Hoje foi o pior campo. A equipe está se superando chegando no limite e somando pontos importantes, a essa vitória aqui nos dá o retrospecto, recupera o empate contra o santa cruz. Superamos tudo e a todos. Fizemos uma partida de muita inteligente, a superação e entrega. Errou? Errou. Tivemos virtudes de saber buscar os gols e fomos inteligentes para matar o jogo", refletiu.

Guto Ferreira também falou sobre a escolha por Hyoran como titular além de destacar o momento do adversário como razão para valorizar a vitória. "Nossa equipe foi inteligente, concentrada, que soube usar toda essa pressão. No final isso só atrapalha. O Coritiba, talvez, fosse mais difícil de jogar se não estivesse sob pressão que estavam. Muitos erros vieram dessa pressão", falou.

"Está amadurecendo, mas ainda assim, a pegada do meio de campo do Coritiba, não é uma pegada forte. Que bom que ele vem rendendo, ele vem jogando bem, se jogar pelo menos 60 minutos no nível que nos ajudou hoje, vai nos ajudar muito. Nesse momento ele vai seguir. Vamos trabalhar para que ele se fortaleça a cada dia, para que daqui a pouco faça 70 minutos, depois 80 e 90. Pois a qualidade dele é indiscutível, nunca negamos, em momento dissemos coisas negativas da qualidade. Sempre falamos da sua competitividade, ele sempre trabalhando muito para buscar o seu espaço. Ele tem nos ajudado bastante", completou.