Caio Júnior lamenta desperdícios e reconhece queda da Chapecoense no segundo tempo

Jogadores e treinador constataram boa etapa inicial da Chape ante Corinthians, mas últimos 45 minutos registraram vitória do Timão

Caio Júnior lamenta desperdícios e reconhece queda da Chapecoense no segundo tempo
Treinador enfrenta sequência ruim de resultados no Brasileiro (Foto: Cleberson Silva / Chapecoense)

Pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, a Chapecoense acabou mais uma vez derrotada, desta vez para o Corinthians, em casa. O vice-líder do Brasileirão marcou o primeiro gol com Rodriguinho, em assistência de Giovanni Augusto, e Marquinhos Gabriel fechou o placar. A Chape estaciona na tabela de classificação com 18 pontos no torneio.

Silvinho comentou ainda na saída para o intervalo, elogiando a equipe adversária e afirmando que o jogo estava equilibrado. Foi no segundo tempo os tentos da vitória corintiana e os jogadores alviverdes deixaram o campo lamentando o revés sofrido.

O meia Cléber Santana lamentou a queda de rendimento na etapa final. Após a etapa inicial, o Timão conseguiu aproveitar os vacilos defensivos dos mandantes e chegar aos três pontos no duelo.

"Tivemos o controle em boa parte do primeiro tempo. Tomamos o gol no segundo em um vacilo nosso. Mas não podemos baixar a cabeça. Agradecer o apoio do torcedor e agora pensar no Figueirense", comentou o meia da equipe alviverde.

Agora, nas últimas quatro rodadas, a Chapecoense chega a três derrotas e começa a olhar preocupadamente para parte de baixo da tabela. O técnico Caio Júnior concedeu a habitual entrevista coletiva ao final do jogo:

"Futebol passa por fazer gol e infelizmente nós não estamos saindo à frente no marcador. Mesmo contra a equipe desse nível do Corinthians, fizemos um bom primeiro tempo, dentro da proposta. Tivemos cinco finalizações contra uma só do Corinthians. Mas o Corinthians voltou melhor, eles adiantaram um pouquinho a marcação", analisou Caio.

O treinador da Chapecoense reconheceu o gol anulado do Corinthians na análise do jogo, mas questionou o tento com participação de Romero, se estava em posição legal.

"Eu agradeço aos jogadores pela entrega que tiveram. Nós perdemos os dois jogos no segundo tempo. O segredo era a manutenção do primeiro tempo, não havia o que corrigir no intervalo. Eles fizeram ótimo primeiro tempo e e era manutenção. O adversário tinha peso grande e tínhamos que superar isso. Não tivemos o principal item do futebol, que é fazer o gol.

Lamentou o técnico sobre lances de gols perdidos, por Silvinho, principalmente, quando ainda estava 0 a 0. Taticamente, Caio Júnior justificou a escalação com mudança no esquema tático no enfrentamento contra o Timão do técnico Cristóvão Borges.

"A ideia é três jogadores sempre no meio campo. Hoje eu joguei com o 4-3-3. Hoje eu achei que a ideia era um pouco diferente pelo posicionamento do Corinthians. Silvinho e Ananias bem abertos. Agora é analisar diante do Figueirense e ver o que faremos no próximo jogo".

Pela 15ª rodada, a Chapecoense enfrentará fora de casa o rival Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em jogo marcado para o próximo domingo (17), às 16h. A Chape termina o sábado na 11ª colocação, com 18 pontos, e pode perder posições com o complemento das partidas.