Caio Júnior comemora empate contra San Lorenzo em Buenos Aires: "É muito positivo"

Treinador lamentou chance perdida, mas mostrou-se satisfeito com resultado; Chape marcou pela primeira vez fora de casa na Sul-Americana

Caio Júnior comemora empate contra San Lorenzo em Buenos Aires: "É muito positivo"
Foto: Cleberson Silva/Chapecoense

O empate contra o San Lorenzo fora de casa, em jogo válido pela partida de ida das semifinais da Copa Sul-Americana, foi muito comemorado pela Chapecoense. Além de trazer a possibilidade de decidir na Arena Condá, a Chape conseguiu marcar um gol em território argentino.

É a primeira vez na competição que o Verdão do Oeste conseguiu marcar na casa do adversário. Nas outras partidas (Cuiabá, Independiente e Junior Barranquilla), o time catarinense não conseguiu marcar na casa do adversário.

Caio Júnior já havia sinalizado antes da partida e pediu uma postura mais ofensiva do Verdão. Deu certo: além do gol, a Chape criou diversas oportunidades e poderia ter saído de campo com uma vitória.

No segundo tempo tivemos a oportunidade de fazer o 2 a 1 com o Ananias. Seria fantástico o resultado, mas estou satisfeito com o 1 a 1, é muito positivo. Agora são três semanas para pensar no jogo da volta. Teremos que focar no campeonato brasileiro”, resumiu o treinador.

Os jogadores também saíram bastante satisfeitos com o resultado conquistado na Argentina. Ananias, autor do gol da Chapecoense nesta noite, ressaltou a boa partida do time brasileiro. “Na minha opinião a gente jogou muito bem, até melhor do que eles, mesmo jogando com a pressão da torcida”, disse o atacante.

Dener Assunção foi outro a comemorar bastante o resultado conquistado diante do San Lorenzo, já projetando o duelo de volta: “Foi um resultado importante, que nos deixa com vantagem para jogar em casa. Lá temos que jogar assim, com a mesma inteligência para conseguir a classificação”.

Apesar da empolgação, o elenco e a torcida da Chape precisarão conter a ansiedade para a partida de volta que ocorrerá apenas no dia 23 de novembro. Até lá, o Verdão volta sua atenção para o campeonato brasileiro. Praticamente salvo de riscos de rebaixamento, a Chape receberá o desesperado Figueirense no próximo domingo.