Chapecoense vence São Paulo e ainda sonha com vaga no G-6 do Brasileirão

Com gols de Dener Assunção e Tiaguinho, Chape vence o São Paulo por 2 a 0 na Arena Condá e se aproxima dos seis melhores times do Brasileirão

Chapecoense vence São Paulo e ainda sonha com vaga no G-6 do Brasileirão
Chapecoense vence São Paulo e sobe na tabela de classificação. (Foto: Divulgação/Chapecoense).
Chapecoense
2 0
São Paulo
Chapecoense: Danilo; Caramelo, Thiego, Neto e Dener Assunção; Josimar, Matheus Biteco (Arthur Maia) e Cléber Santana (Gil); Tiaguinho (Ananias), Bruno Rangel e Lucas Gomes. Técnico: Caio Júnior
São Paulo: Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes, João Schmidt, David Neres (Daniel), Cueva, Robson (Jean Carlos); Pedro (Gilberto). Técnico: Ricardo Gomes
Placar: 1-0 - Dener Assunção - (39'min - 1º tempo) 2-0 - Tiaguinho - (46'min - 1º tempo)
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) apitou a partida, auxiliado por Leirson Martins (RS) e Mauricio Coelho Silva Pena (RS)
INCIDENCIAS: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, na Arena Condá, em Chapecó (SC)

A Chapecoense mais uma vez mostra sua força jogando em seus domínios. Com dois gols marcados no final do primeiro tempo, o Verdão bateu a equipe do São Paulo e se aproximou do G-6 do Brasileirão nessa reta final. A partida foi válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada na Arena Condá, em Chapecó (SC) neste domingo (20).

Com os três pontos, a Chape chegou aos 52 pontos na tabela de classificação e ocupa a 8ª colocação, com apenas três pontos do Botafogo, que é o primeiro time dentro do G-6. Com a derrota, a equipe do São Paulo segue na 13ª colocação com 46 pontos, e ainda corre risco de rebaixamento, por mais que seja pequeno.

Na próxima rodada, a penúltima do Brasileirão, a Chapecoense vai enfrentar o líder Palmeiras, no domingo (27), ás 17h, na Allianz Arena, em São Paulo (SP) e tentar estragar a festa dos palmeirenses, que buscam o título da competição. Antes disso, no meio da semana, a Chape vai enfrentar o San Lorenzo, pela semifinais da Copa Sul-Americana.

Bom início do São Paulo, mas é a Chape quem marca

A equipe do São Paulo não demonstrou medo ao enfrentar a forte Chapecoense na Arena Condá. Logo nos primeiros minutos, o time paulista chegou com perigo com dois chutes de Thiago Mendes: o primero foi desviado pelo goleiro Danilo e Robson errou o rebote, e o segundo foi pela linha de fundo.

A Chapecoense logo respondeu com uma cabeçada de Bruno Rangel após cruzamento na medida de Lucas Gomes, mas a bola foi pra fora. O São Paulo retornou ao ataque com um contra-ataque em velocidade e nos pés de Robson, que finalizou de perna esquerda por cima do gol de Danilo.

Enquanto o São Paulo ia dominando o jogo, a Chape atacava com o que podia, e Lucas Gomes deu uma bela finalização de fora da área que assustou o goleiro Denis, mas a bola saiu pra fora. Sobrou até para o goleiro são-paulino quase entregar um gol para Bruno Rangel ao tentar se livrar de uma bola recuada. 

David Neres começou a aparecer no jogo e teve uma ótima oportunidade de marcar quando Cueva cruzou e a bola sobrou nos pés do meia-atacante, mas ele bateu fraco nas mãos do goleiro Danilo. Buffarini também aplicou trabalho ao goleiro da Chapecoense em finalização após um rápido contra-ataque.

Estava demorando, mas enfim saiu. Mesmo com um São Paulo melhor no jogo, foi a Chape que aproveitou a troca de passes na área do adversário, até a bola cair nos pés de Dener Assunção, que bateu com capricho no lado esquerdo, sem chances para Denis.

Ainda deu tempo de ver uma pintura quando Tiaguinho recebeu no meio da defesa do São Paulo, cortou para a esquerda e jogou dentro da rede de Dênis. A Chape neutralizou a equipe paulista com dois gols no final do primeiro tempo.

Chape se segura e São Paulo perde forças 

Com vantagem no placar, a Chapecoense queria mais e quase marcou o terceiro em um lance salvo em cima da linha. Lucas Gomes recebeu lançamento e deixou Maicon no chão, tocando para Tiaguinho só empurrar para o gol de Denis, ele bateu, a bola passou pelo goleiro são-paulino, mas João Schmidt apareceu para salvar.

Quem também teve um gol perdido em cima da linha foi o São Paulo. Mena cruzou para a área e Thiago Mendes estava lá para testar de cabeça, mas a bola que ia entrando, foi interceptada pelo zagueiro Thiego. A Chape seguia dominando as principais ações da partida e quase marcou em finalização de Lucas Gomes, que Denis segurou.

O São Paulo tentava de tudo para fazer o seu primeiro gol no jogo. Cueva avançou em velocidade pela esquerda e tocou atrás para Gilberto, a bola sobrou Gilberto que bateu em cima da defesa. A Chape ia administrando o resultado tranquilamente e com os cantos da torcida no estádio.

A última chance do São Paulo veio em finalização de Jean Carlos em cobrança de falta e Danilo espalmou. Nada mais podia ser feito, e a vitória da Chapecoense foi confimada com êxito.