VAVEL Brasil presta condolências às vítimas do acidente em Medellín

Equipe presta solidariedade aos familiares de todos os envolvidos nessa tragédia, que é a maior da história do futebol nacional

VAVEL Brasil presta condolências às vítimas do acidente em Medellín
Fotomontagem: Equipe VAVEL Brasil

O futebol brasileiro acordou em luto na manhã desta terça-feira (29) com o acidente áereo envolvendo a delegação da Chapecoense. A equipe catarinense rumava à cidade de Medellín, na Colômbia, para a disputa do primeiro jogo da final da Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. Um desastre com o voo causou a morte de 71 pessoas, entre elas jogadores, comissão técnica, jornalistas e diretores, e foram registrados nomes de 6 sobreviventes.

Acostumados a acompanhar o dia a dia dos clubes brasileiros, nós, da VAVEL Brasil, nos entristecemos ao noticiar acontecimentos como esse, que fogem das manchetes que lidamos – e esperamos. Portanto, nos solidarizamos com todos os amigos e familiares das vítimas, tanto dos profissionais da comunicação quanto dos demais envolvidos.

Aos sobreviventes Jackson Follmann, goleiro da Chapecoense, Alan Ruschel, lateral, Neto, zagueiro, Rafael Henzel, jornalista, Ximena Suárez, aeromoça, e Erwin Tumiri, técnico da aeronave, nossa torcida por uma rápida e completa recuperação.

Nossas condolências às famílias dos jogadores Gimenez, Dener, Caramelo, Marcelo, Filipe Machado, William Thiego, Josimar, Gil, Sérgio Manoel, Matheus Biteco, Cleber Santana, Arthur Maia, Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel, Danilo e Canela, vítimas fatais do acidente.

Estendemos profundos sentimentos por nossos colegas de profissão, cerca 20 profissionais da imprensa, entre eles jornalistas e cinegrafistas, que foram vítimas à caminho de mais uma cobertuta. Às famílias de Victorino Chermont, Rodrigo Gonçalves, Devair Paschoalon, Lilacio Junior, Guilherme Marques, Paulo Clement, Mario Sergio Paiva, Ari Júnior, Guilherme Laars, Giovane Klein, Bruno Silva, Djalma Neto, Laion Espíndula, André Podiacki, Renan Agnolin, Fernando Schardong, Edson Ebeliny, Gelson Galiotto, Douglas Dornelles e Jacir Biavatti, nossa solidariedade. 

Nosso apoio também aos familiares dos integrantes da comissão técnica, entre eles o treinador Caio Júnior, o auxiliar Duca, o preparador físico Anderson Paixão, o preparador de goleiros Boião, o fisiologista Cezinha, o médico Marcio, o fisioterapeuta Rafael Gobbato e o analista Pipe Grohs.

Aos familiares dos integrantes da diretoria da Chapecoense e dos demais a bordo Nilson Folle Júnior, Decio Burtet, Edir de Marco, Ricardo Porto, Mauro dal Bello, Jandir Bordignon, Dávi Barela, Cocada, Serginho, Adriano, Cleberson Silva, Maurinho, Cadu, Chinho di Domenico, Sandro Pallaoro, Delfim Peixoto e Giba, nossa compaixão.

Com muito pesar, a VAVEL Brasil lamenta a maior tragédia do futebol brasileiro.