Corinthians supera Santos e conquista terceira vitória seguida no Brasileirão

Apesar dos desfalques devido a Copa América Centenário, o Timão conquistou a vitória e segue embalado pela série de bons resultados

Corinthians supera Santos e conquista terceira vitória seguida no Brasileirão
Giovanni Augusto empurra para as redes e marca o gol da vitória corinthiana no clássico alvinegro (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Corinthians
1 0
Santos
Corinthians: Walter; Fagner, Felipe, Vilson, Uendel; Cristian, Bruno Henrique (Rodriguinho), Guilherme, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel (Lucca); Luciano (André). Técnico: Tite.
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz, Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno, Elano (Joel), Léo Cittadini (Paulinho); Serginho (Maxi Rolón). Técnico: Dorival Júnior.
Placar: 1-0, min 36 do 2ª tempo, Giovanni Augusto.
ÁRBITRO: LEANDRO PEDRO VUADEN-RS (FIFA). Cartões Amarelos: Zeca (min. 28 do 2º tempo), Vitor Bueno (min. 38 do 2º tempo).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 5ª RODADA DA SÉRIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO, DISPUTADA NA ARENA CORINTHIANS, EM SÃO PAULO.

Uma vitória definida nos detalhes que serviu para manter o ambiente positivo. Na noite desta quarta-feira (1º), o Corinthians levou a melhor sobre o Santos, no clássico paulista da rodada e venceu por 1 a 0, com tento assinalado por Giovanni Augusto, na reta final da partida. O duelo foi realizado na Arena Corinthians, válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016.

O resultado positivo evidenciou o crescimento do Timão nas últimas rodadas da competição nacional. Nos cinco jogos disputados no total, o alvinegro da capital acumulou um empate, uma derrota e três vitórias, todas conquistadas nas últimas três partidas.

A situação é oposta na equipe do litoral. O Peixe soma um empate, uma vitória e três derrotas. Ambas as equipes estavam desfalcadas, principalmente pela convocação de seus atletas para a Copa América, as equipes mediram forças, e o Timão mostrou-se, mesmo com algumas falhas por parte do setor de criação, superior a seu adiversário como elenco, ao conquistar a vitória simples.

A próxima rodada será realizada neste fim de semana. O Corinthians entra em campo no sábado (04) e encara o Coritiba às 20h30, em mais um jogo a ser disputado na Arena Corinthians. O Santos mede forças contra o Botafogo às 11 da manhã do domingo (05), no Pacaembu.

Corinthians pressiona de forma intensa, mas falha na criação 

O Corinthians iniciou o jogo fazendo pressão, mas o primeiro lance de perigo veio ao três minutos pelo lado do Santos. Após cobrança de escanteio, o volante Renato pegou o rebote na área, dominou no peito e bateu com o pé esquerdo para a defesa de Walter, que foi buscar a bola no canto do gol. No momento do chute, a bola bateu no braço de Giovanni Augusto, provocando reclamações de o pedido de pênalti por parte dos santistas. A resposta veio da parte do Timão aos cinco minutos, com um chute de longe de Cristian. Vanderlei saiu atrapalhado, mas por sorte chegou à bola antes de Luciano.  

Aos 11, mais uma oportunidade para o alvinegro da capital. Com o Corinthians mantendo o domínio do jogo até então, Uendel cobrou falta de Thiago Maia em cima de Guilherme para dentro da área. Luciano apareceu por trás da zaga e cabeceou, para uma belíssima defesa de Vanderlei. Após o lance, quem passou a pressionar foi a equipe santista, mas novamente o perigo veio do outro lado. Em cobrança de escanteio no minuto 16, Vilson subiu mais que a zaga do peixe, mas a bola saiu rente a trave. Tiro de meta para a equipe do Santos.  

Foram mais tentativas de ataque de ambas as partes que não resultaram em lances de perigo. Houve certo equilíbrio até os 29 minutos, quando Giovanni Augusto fez uma linda jogada e cruzou para Luciano subir de cabeça, mas o atacante acabou errando o alvo, mandando novamente a bola para fora. O Corinthians retomou as rédeas da partida e, aos 30, teve nova chance de abrir o placar. Uendel levantou a bola na área, e Vilson apareceu para tocar de cabeça, mas a chance parou nas mãos de Vanderlei.

Foram várias jogadas de Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e até mesmo Cristian, nenhuma delas com resultado efetivo. Aos 41 minutos então, Uendel mais uma vez partiu para o ataque e foi derrubado por Victor Ferraz, aparentemente dentro da área. O corinthiano pediu pênalti, mas Vuaden apenas mandou seguir o jogo. E com o placar de 0 a 0, as equipes foram para o intervalo de jogo na Arena Corinthians.

Timão pressiona e conquista vitória na reta final

No retorno, a equipe da casa foi para cima de cara. Com dois minutos do segundo tempo, Giovanni Augusto cruzou da direita, Uendel apareceu de surpresa na área e quase conseguiu finalizar, mas Vitor Bueno atrapalhou os planos do zagueiro do Timão. O Corinthians continuou sufocando a equipe visitante durante os primeiros minutos, na tentativa de colocar o placar a seu favor, enquanto o Peixe tentava jogadas de contra-ataque nas falhas de seu rival. Sem conseguir nada com a pressão, Tite resolveu mexer na equipe, tirando o meia Marquinhos Gabriel, e colocando Lucca em seu lugar.  

O nível do jogo havia caído um pouco desde o início do segundo tempo, mas as tentativas de marcar não pararam. No minuto 16, David Braz deu uma furada incrível dentro da área, deixando a bola sobrar para Vilson. O zagueiro chutou mal, e mais uma oportunidade parou no goleiro Vanderlei. A partida se resumia a isso: inúmeras tentativas corinthianas, sem resultados, e um Santos acuado, esperando para sair no contra-ataque.

Aos 30 minutos, Dorival já havia gasto todas as suas substituições, tirando Elano, Léo Cittadini e Serginho, e dando espaço para Joel, Paulinho e Maxi Rolón, respectivamente. Já Tite havia sacado dois de seus comandados até então, com a segunda substituição sendo a saída de Bruno Henrique para a entrada de Rodriguinho.  

Ainda sem conquistar a vantagem no placar, o técnico do Timão resolveu mexer em seu ataque, tirando Luciano para dar chance ao criticado André. Pouco tempo depois, toda a pressão da equipe do Corinthians foi recompensada, com um gol de Giovanni Augusto aos 36'. Com cruzamento de Guilherme pela esquerda, e desvios de dois corinthianos que estavam dentro da área, a bola sobrou na segunda trave para o meia dominar de peito e mandar para o fundo da rede.   

Depois do gol, o alvinegro da capital ainda fez mais algumas tentativas de ataque, mas se preocupou principalmente em tentar administrar o placar, defendendo-se de qualquer avanço santista. Aos 48 minutos, Leandro Vuaden apitou. Fim de jogo na Arena, e mais três pontos para o Corinthians, que agora vem como uma equipe mais sólida, crescendo a cada partida e recuperando a confiança de sua torcida.