Coritiba e Botafogo empatam sem gols e se aproximam da zona de rebaixamento

Equipes tiveram chances claras de gol, mas não conseguiram balançar as redes

Coritiba e Botafogo empatam sem gols e se aproximam da zona de rebaixamento
Foto: GERALDO BUBNIAK/AGB/ESTADÃO CONTEÚDO
Coritiba
0 0
Botafogo
Coritiba : Wilson, Ceará, Lucas Claro, Juninho, Emerson Conceição, J.Paulo, Alan Santos, Juan, Leandro, Kleber e Kazim
Botafogo: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson, Diogo Barbosa, Airton, Lindoso, Camilo, Pimpão, Neilton e Sassá

Coritiba e Botafogo entraram em campo no Couto Pereira nesta tarde de sábado (9) com o mesmo objetivo: Afastar-se o máximo possível da zona de rebaixamento. As duas equipes buscaram o gol e tiveram chances claras, porém o placar não saiu do zero. Tanto os paranaenses quanto os cariocas viram na trave o maior obstáculo para abrir o placar.

Com o resultado, as duas equipes permanecem próximas à zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Coritiba pelo Campeonato Brasileiro é contra o Atlético-MG no dia 18. Já o Botafogo faz sua estreia no novo estádio, na Ilha do Governador, contra o Flamengo no dia 16.

Coritiba atua melhor na primeira etapa, mas Botafogo também leva perigo

A primeira oportunidade do jogo ocorreu logo aos três minutos. Kazim recebeu na entrada da área e tirou do goleiro Sidão, porém a bola foi para fora, passando muito próxima à trave. Um susto nos jogadores botafoguenses, que nos últimos jogos sofrem com gols logo nos primeiros minutos de cada tempo, o que ocorrera contra Atlético-MG, América-MG e Corinthians, por exemplo. 

Empurrado pela torcida no Couto Pereira, a equipe paranaense chegou ao ataque novamente com Kazim, aos 7 minutos, porém a finalização não assustou a defesa alvinegra. No lance seguinte, Alan Santos fez bonita tabela com Leandro, porém o último passe saiu errado e facilitou o trabalho de reposição do Botafogo. 

O Botafogo conseguiu sua primeira chance apenas aos 11 minutos. Neilton recebeu um bom passe de Camilo na entrada da área, porém foi interceptado por Lucas Claro no momento da finalização, levando assim a bola à linha de fundo, causando um escanteio. Após a cobrança, Luis Ricardo chutou de primeira, a bola bateu na mão do defensor do Coxa. Os jogadores alvinegros pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Dominada pelo Coritiba no início, a partida ficou mais equilibrada durante o decorrer do tempo. Camilo recebeu aos 15 minutos e chutou de esquerda ao gol. O goleiro Wilson fez uma boa defesa espalmando a bola.  

O Coxa manteve o controle no setor intermediário, no meio de campo, conseguindo assim uma boa posse de bola. Porém, com dificuldades para furar a defesa alvinegra na troca de passes, o time da casa apostava nos lançamentos diretos pelo alto, sendo ineficaz na maior partes das vezes.  Depois, pela direita, a equipe da casa encontrou o caminho mais fácil para chegar mais próximo do gol e explorou isto. Aos 36, Leandro rolou para Kleber, que finalizou fraco para as mãos de Sidão.

Dois minutos depois, falta perigosa na entrada da área, mas Alan Santos cobrou mal, em cima da barreira carioca. A pressão continuou, seja pelo grande número de escanteio ou pela marcação sobre a defesa do Botafogo. O time visitante não conseguia produzir jogadas. Em uma das cobranças de escanteio do Coritiba, Lucas Claro cabeceou próximo ao gol e fez a torcida se animar ainda mais. 

Aos 43, um lance polêmico. Um chute de Kleber na entrada da pequena área. Sidão defendeu em dois tempos em cima da linha do gol. Alguns jogadores e torcedores viram a bola entrando totalmente no gol, porém o árbitro não enxergou desta forma e o jogo seguiu normalmente. Foi a oportunidade mais clara de gol dos 45 minutos iniciais. 

As equipes seguiram tentando, porém não era mesmo tarde da bola entrar

No segundo tempo, foi o Botafogo que teve a primeira chance de gol. Após tabela, Airton chutou na entrada da área, porém pouco ameaçou o gol de Wilson. Aos 7, reação do Coritiba. Juninho conseguiu se infiltrar no meio da defesa e cabeceou a bola na trave. Três minutos depois, a trave novamente foi a protagonista do lance. Sassá fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a área. Emerson Conceição tentou afastar, porém a bola foi contra o próprio gol e bateu no travessão, assustando assim os torcedores presentes no Couto Pereira. 

Ao contrário do que ocorrera na etapa inicial, houveram poucas chances de gol no segundo tempo. O ritmo caiu e fez a torcida local vaiar o desempenho da equipe da casa. Do outro lado, o Botafogo não conseguia furar o bloqueio paranaense e pouco ameaçava. O setor ofensivo carioca não estava em uma grande tarde.

Aos 31, Kleber pela direita cruzou para a pequena área e assustou o time visitante. Seis minutos depois, mais uma vez Coritiba. Vinicius bateu colocado, mas a bola foi para fora. 

Com a proximidade do fim da partida, as equipes ficaram mais abertas por tentarem fazer o gol da vitória. Aos 45 minutos, boa chance do Coritiba que terminou nas mãos de Sidão. Um minuto depois, escanteio para o Botafogo cobrado por Camilo. Fernandes, na sobra, chutou, mas bateu na zaga adversária. No lance posterior, mais uma vez o Botafogo ameaçou. Desta vez, com Luis Ricardo, por cima do gol de Wilson. A última chance dos movimentados minutos finais saiu dos pés de Kazim, porém sem eficiência.