Metropolitano goleia Criciúma e rouba a liderança do adversário

Reinaldo balança a rede duas vezes diante de um Criciúma apagado e a equipe de Blumenau agora está na ponta do Catarinense (Foto: Jandyr Nascimento/Agência RBS)

Metropolitano goleia Criciúma e rouba a liderança do adversário
Metropolitano
3 0
Criciúma
Metropolitano: João Paulo; Alessandro, Alexandre Carvalho, Júnior Fel (Kaká) e Ari (Paulinho); David, Everton Cezar, Cícero e Juliano Mineiro; Maurinho (Júlio Zabotto) e Reinaldo. Treinador: Abel Ribeiro.
Criciúma: Galatto; Eduardo, Ronaldo Alves, Escudero e Rogério (Everton); Serginho, Anderson Uchôa, João Vitor (Lulinha) e Paulo Baier; Lucca e Fernando Karanga (Thiago Humberto). Treinador: Ricardo Drubscky.
Placar: 1-0, min. 35/1T, Juliano Mineiro. 2-0, min. 6/2T, Reinaldo. 3-0, min. 45/2T, Reinaldo.
ÁRBITRO: Bráulio da Silva Machado. Cartões amarelos: Júnior Fel (Metropolitano); Ronaldo Alves e Lucca (Criciúma)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Catarinense de 2014, disputada na data de 06/02/2014, no estádio do SESI, em Blumenau (SC).

E caiu o último invicto do Campeonato Catarinense de 2014. Criciúma e Metropolitano se enfrentaram em Blumenau, em partida válida pela quarta rodada da competição, e quem seu deu melhor foi o time da casa: um sonoro 3 a 0 e a liderança, outrora criciumense, consolidada. E de quebra, a equipe agora tem o artilheiro do estadual: Reinaldo, que anotou dois na partida desta quinta-feira.

O Tigre, muito questionado, caiu para a terceira posição e agora volta a atuar longe de sua torcida, diante do Avaí, no domingo (09). Já o agora novo líder da competição, Metropolitano, visita a Chapecoense no mesmo dia.

Em primeiro tempo de gols mal-anulados, Metropolitano erra menos e sai na frente

O Criciúma começou melhor, e parecia que ia se impôr nos gramados do SESI. Logo a um minuto, Escudero quase marcou de cabeça após cruzamento de Paulo Baier, em lance marcado pelo choque do zagueiro na trave. Mas a vantagem criciumense durou 10 minutos. Depois disso, o Metrô tomou as rédeas da partida, e o Tigre acabou sendo deixado para trás. Aos 23 minutos, porém, o primeiro erro dos auxiliares do árbitro Bráulio da Silva Machado aconteceu. Juliano Mineiro, na mesma que linha que o adversário, aproveitou rebote e balançou as redes para o Metropolitano, em gol erroneamente anulado.

Em um lance esporádico no ataque do Tigre, o segundo erro da arbitragem. Com 32 minutos passados, Lucca cortou o adversário e cruzou na medida para Fernando Karanga cabecear. Seria o placar sendo aberto, mas mais uma vez o gol foi mal anulado. Um erro de cada lado, e o jogo voltou a ser o que era antes: pura pressão da equipe da casa.

Pressão esta que resultou em gol três minutos mais tarde, aos 35. Juliano Mineiro aproveitou passe de Reinaldo e balançou as redes do goleiro Galatto: um a zero marcava o placar. Apesar da vantagem, o Metropolitano continuou na frente, e por pouco não marcou o segundo. O primeiro tempo então encerrou-se aos 47 minutos.

  

Criciúma não encontra o futebol e vê um inspirado Metropolitano marcar outras duas vezes

Ricardo Drubscky, impaciente com a equipe, fez duas mudanças, que acabaram demonstrando-se inúteis. O Metropolitano continuou melhor em campo e chegou ao segundo gol logo com 6 minutos de segundo tempo. Maurinho recebeu lançamento do goleiro, deixou Escudero torto e bateu, Galatto deu rebote e quem estava lá para concluir era o artilheiro Reinaldo: 2 a 0. O Criciúma parecia ter acordado, buscando o gol a todo momento, mas não conseguiu aproveitar as chances que teve. Do outro lado, apesar de ter diminuído as investidas, o Metrô continuava perigoso, com Alexandre Carvalho acertando a trave aos 12.

O treinador do Tigre então tirou Fernando Karanga para colocar Thiago Humberto em uma substituição pouco entendida pelos torcedores. Novamente, o time não melhorou e o Metropolitano, tranquilo, apenas administrava o resultado. A única chance que pôde ameaçar a vantagem construída pela equipe de Blumenau aconteceu aos 37, em chute forte de Lulinha. Houve, em seguida, um terceiro gol anulado na partida - dessa vez, corretamente.

Ainda havia tempo para um terceiro gol da equipe da casa. Reinaldo aproveitou lançamento, deu drible desconcertante em Escudero e concluiu no canto de Galatto, dando números finais à partida aos 45 minutos. Goleada do novo líder Metropolitano, que agora busca manter a ponta e a vaga no quadrangular. O Criciúma, mais uma vez abusando dos erros, busca o resultado diante do Avaí para poder fazer o já questionado treinador Ricardo Drubscky deixar de ter sua vaga em xeque.

Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma EC