Criciúma mostra superioridade e supera Goiás sem problemas

Time catarinense conseguiu chegar ao G-4 com um importante e tranquilo triunfo diante do rival do Cerrado, que fica estacionado no meio da tabela

Criciúma mostra superioridade e supera Goiás sem problemas
Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma EC
Criciúma
3 1
Goiás
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Raphael Silva, Nathan, Marlon (Roberto, min. 20); Barreto, Douglas Moreira, Elvis, Juninho (Gabriel Leite, min. 75); Gustavo (Hélio Paraíba, min. 78) e Niltinho. Técnico: Roberto Cavalo
Goiás: Renan; Sueliton, Anderson Salles Deivid, Jefferson; Patrick, David (Ramires, min. 46), Léo Sena, Léo Lima (Rossi, min. 61), Wagner (Cassiano, min. 46) e Cléo. Técnico: Enderson Moreira
Placar: 1-0, min. 22, Gustavo. 2-0, min. 39, Nathan. 3-0, min. 77, Elvis. 3-1, min. 88, Cassiano
ÁRBITRO: Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR) Cartões Amarelos: Criciúma: Elvis (min. 76) e Barreto. Goiás: Wagner (min. 15), David (min. 24), Cassiano (min. 67) e Anderson Salles (min. 86) Cartão Vermelho: Cassiano (min. 89)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nessa terça-feira (24), o estádio Heriberto Hülse no duelo entre Criciúma e Goiás pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016. E em uma partida de predominância do ínicio ao fim por parte do time catarinense que venceu por 3 a 1 com gols de Gustavo, Nathan e Elvis para o Tigre, já os goianos diminuíram na reta final com Cassiano.

Com o resultado o time de Santa Catarina chegou aos sete pontos chegou ao G-4, ocupando a terceira colocação do campeonato. Já o conjunto goiano parou nos quatro pontos e está em 11º lugar no torneio.

Na próxima rodada o Criciúma visita o CRB na sexta-feira (27), às 19h15 no estádio Rei Pelé em Alagoas. Já o Goiás recebe o Brasil de Pelotas no mesmo dia, às 20h30, no estádio JK em Itumbiara.

Criciúma pressiona e se utiliza do jogo aéreo

Desde o início do jogo, o Criciúma pressionou o Goiás. Aos seis minutos, Elvis cruzou da esquerda para Gustavo que tentou a finalização mas foi desarmado por Anderson Salles antes de conseguir chutar rumo a meta de Luiz. Com 10 minutos, Elvis fez levantamento pra área em cobrança de falta, onde estava Gustavo que cabeceou entre os defensores e a pelota acabou indo pra fora.

Aos 17 minutos, Niltinho chutou de longe porém fraco para boa defesa de Renan. Com 22, Juninho recebeu na esquerda, cruzou com a perna direita para Gustavo que se antecipou a defesa e cabeceou pro fundo das redes abrindo o placar. Quatro minutos depois, Roberto cobrou falta e Raphael Silva cabeceou e, após certa indecisão, Léo Lima afastou. No minuto seguinte, após boa combinação de Roberto e Niltinho, a bola sobrou para Barreto que finalizou forte e pra fora.

Com 31, veio a resposta visitante. Patrick fez jogada pela esquerda e a bola parou em Léo Lima que mandou pra fora. Aos 34, mais uma chance do Tigre que teve Elvis cobrando falta e obrigando Renan a uma boa intervenção. Com 39 veio a dobra da vantagem do time da casa. Nathan aproveitou bola parada de Elvis para subir mais alto que a defesa rival e fazer 2 a 0.

Ainda houve tempo para o esmeraldino aos 43 minutos levar perigo. Jefferson obrigou Luiz a espalmar pro lado e evitar o gol e assim foi o placar do primeiro tempo com 2 a 0.

Goiás se esforça, mas Tigre garante vitória tranquila

Na volta dos vestiários, ao quatro minutos o Tigre saiu em rápido contra-golpe e a bola chegou em Douglas, que cara a cara com Renan, parou em defesa brilhante. Depois disso, o jogo passou a ter o time visitante com a posse de bola e o time da casa só administrando e esperando pelos contra-ataques.

O Goiás só foi levar real perigo a meta de Luiz aos 27 minutos, quando Patrick arrematou cruzado após bela jogada pela esquerda e a bola passou muito próxima a trave. Aos 32, veio o golpe de misericórdia do Tigre. Ezequiel fez boa jogada pela direita, invadindo a área e tocou pra trás para Elvis, que mandou de primeira pro gol para fazer 3 a 0.

Com 39, Gabriel Leite fez bela pela esquerda passsou por Deivid e cruzou pra Elvis que chutou em cima da defesa visitante. Aos 43 minutos, Jefferson cruzou da esquerda e Cassiano se esticou para completar pro gol e diminuir para 3 a 1. Na comemoração o atacante por conta de uma comemoração efusiva acabou sendo expulso e indo pros vestiários mais cedo. Os minutos finais foram meramente protocolares, já que o placar final do cotejo não se alterou ficando em 3 a 1.