Criciúma e Brasil de Pelotas medem forças em duelo direto por vaga no G4 da Série B

Apenas um ponto separa as equipes, que jogam no estádio Heriberto Hülse

Criciúma e Brasil de Pelotas medem forças em duelo direto por vaga no G4 da Série B
Foto: Fernando Ribeiro/ Criciúma
Criciúma
Brasil
Criciúma: Luiz; Ezequiel, Ferron, Nathan e Niltinho; Douglas Moreira, João Afonso, Juninho, Élvis e Roberto; Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo
Brasil: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia, Diogo Oliveira e Ramon; Marcos Paraná. Técnico: Rogério Zimmermann
ÁRBITRO: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ), auxiliado por Patrícia Silveira de Paiva Retondário da Silva (RJ) e Alexandre Pruinelli Kleiniche (RS)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela sétima rodada da Série B do Brasileirão 2016, no estádio Heriberto Hülse em Criciúma

É comum que, no começo de campeonatos por pontos corridos, haja times embolados em todas as partes da tabela. E é assim que a Série B do Brasileirão vem transcorrendo. Na noite desta terça (7), dia de rodada cheia da competição, Criciúma e Brasil de Pelotas se enfrentam no estádio Heriberto Hülse pela sétima rodada.

Os donos da casa somam dez pontos até o momento. Desta maneira, ocupam a décima colocação do campeonato. Com um ponto a mais, o Xavante figura no último posto do G4. Na última jornada, o Tigre perdeu para o Oeste por 1 a 0  e os pelotenses ficaram no 1 a 1 com o Luverdense.

Quem comanda o duelo é Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ), auxiliado por Patrícia Silveira de Paiva Retondário da Silva (RJ) e Alexandre Pruinelli Kleiniche (RS).

Roberto Cavalo tem ausências e novidades

O revés sofrido diante do Oeste no encharcado gramado do estádio José Liberati, em Osasco, resultou também na ausência de Raphael Silva para encarar o Brasil. Com três cartões amarelos acumulados, o zagueiro será substituído pelo estreante Ferron ou por Diego Giaretta.

Outro problema é o volante Barreto. Encaminhado ao Departamento Médico, ele cede espaço ao garoto João Afonso. Por outro lado, o lateral-direito Ezequiel retorna. Na esquerda, o atacante Niltinho segue improvisado devido a fratura no nariz sofrida pelo jovem Marlon, dono da posição e única peça de origem que o elenco possui.

O goleiro Luiz comentou a respeito da situação do time na segunda divisão nacional: ''Na Série B, tem equipe que vai disparar e que não vai terminar no G4. Nossa meta em casa é buscar a pontuação. Não dá para empatar ou perder aqui, por exemplo. Precisamos buscar o resultado positivo''.

Roberto Cavalo deve escalar Luiz; Ezequiel, Ferron, Nathan e Niltinho; Douglas Moreira, João Afonso, Juninho, Élvis e Roberto; Gustavo.

Zagueiro Cirilo é único desfalque xavante

A sequência pesada de jogos no início da Série B causou a primeira perda ao Brasil de Pelotas na sexta rodada. Contra o Luverdense, Cirilo sentiu lesão muscular na coxa e não fica à disposição de Rogério Zimmermann para encarar o Tigre. Desta maneira, Teco entra no time titular.

Se o comandante rubro-negro mantiver o padrão e repetir a escalação, nenhuma outra mudança ocorrerá. Porém, devido ao desgaste, algum jogador de ataque pode acabar poupado em Criciúma. Caso contrário, permanece a linha de três com o artilheiros Felipe Garcia na direita e Ramon na esquerda, além do camisa 10 Diogo Oliveira no centro. Marcos Paraná atua como falso 9.

Provável Xavante: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia, Diogo Oliveira e Ramon; Marcos Paraná.