Roberto Cavalo reconhece inferioridade diante do Bahia: "Perante sua torcida, foi maior"

Criciúma, que não perdia há três rodadas, teve sequência quebrada diante do Bahia

Roberto Cavalo reconhece inferioridade diante do Bahia: "Perante sua torcida, foi maior"
Foto: Fernando Ribeiro/CriciúmaEC

No final da tarde desta sexta-feira, pela 28ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro 2016, o Bahia venceu o Criciúma por 2 a 0, e avançou para a 5ª colocação. Na Arena Fonte Nova, os gols foram de Victor Rangel e Luiz Antônio. Com o resultado, o Criciúma caiu para a 8ª posição com 40 pontos.

Após a derrota na Bahia, o técnico do Tigre, Roberto Cavalo, deu entrevista coletiva para falar sobre o desempenho da equipe. Em sua percepção, que conteve humildade, o treinador reconheceu que o futebol do Bahia foi inferior.

"Nós marcamos no primeiro tempo, tivemos uma boa marcação. Tomamos o sufoco, mas o time se comportou bem, até o intervalo. Infelizmente pela volúpia, pela disposição, marcação e o jogo do Bahia perante sua torcida, foi maior do que o Criciúma tinha a mostrar até então. Mas no segundo tempo nós tentamos equilibrar. Mas o Moisés (jogador do Bahia) fez uma jogada individual e originou a jogada de qualidade que fez o primeiro gol. No segundo gol nós tivemos as mudanças, adiantamos, mas quando o adversário pressiona você não consegue sair. Tivemos uma grande chance aos 39 minutos com Elio Paraíba, e infelizmente o chute não saiu forte. O futebol é assim, as vezes você tem poucas chances e quem não faz leva", reconheceu o técnico.

O comandante também foi indagado sobre o motivo das mudanças que promoveu cedo no time. O Criciúma utilizou o número limite de trocas em que pode-se fazer.

"O desgaste. Nós tínhamos tomado já três jogadas pelo lado direito, com o Eduardo apoiando em cima do Marlon, e o Felipe já mais desgastado, achamos melhor colocar o Pitbull. Na mudança do Valdívia também desgastado, ele pediu pra sair, já estava sentindo mesmo."

O Criciúma tem em seu elenco um jogador emprestado do Internacional. O lateral chileno, PC Magalhães, foi efetuado ao time no lugar de Ricardinho, no entanto não vem correspondendo com boas atuações. Após mais uma partida com falhas do lateral, Roberto Cavalo foi interrogado sobre a permanência nele no time.

"A gente cria uma expectativa de uma hora melhorar. Ele começou, lógico, não muito bem, mas foi crescendo e pegando ritmo. E realmente o Ricardinho vinha crescendo de produção, porém nós não estávamos vencendo. E hoje no intervalo do jogo eu cobrei muito do Paulo César. Temos a expectativa de que uma hora vai dar certo, vai melhorar", explicou.

O Tigre vinha de uma sequência de vitórias em que venceu, o Oeste, Brasil de Pelotas e Sampaio Corrêa. Agora o próximo jogo é com o Tupi, na segunda-feira (10), no estádio Municipal Juiz de Fora.